Remando na contramão da crise, a cidade de Teresina continua em destaque no ranking das capitais brasileiras em geração de empregos. Segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED) para o acumulado de Janeiro a Agosto de 2015 a cidade continua apresentando o maior saldo de novos postos de trabalho (admitidos e desligados).

As ocupações responsáveis por esta evidência são os empregos gerados no setor de Call Center, principalmente como operador de telemarketing ativo e receptivo, que somam 2.685 postos. Teresina também é a única entre as capitais nordestinas a apresentar este saldo como positivo.

Estes dados reafirmam os esforços da Prefeitura de Teresina, através da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turismo (Semdec), em tornar o mercado teresinense cada vez mais lucrativo para atrair investidores para a cidade. As empresas de Call Center estão há dois anos transformando o quadro econômico de Teresina.

O secretário municipal do desenvolvimento econômico e turismo, Fábio Nery, reflete sobre essa positividade em que Teresina se encontra, apesar do quadro geral na economia do Brasil. “A política implantada pela Prefeitura para conseguirmos desenvolver nossa cidade é a atração de investimento em empresas que pudessem contribuir para a geração de emprego e renda, que é o caso dos Call Center. Teresina se destaca positivamente em relação a situação econômica do país porque a Prefeitura conseguiu criar uma política eficaz”, conclui ele.

Apenas nove dos 27 estados da Federação abriram vagas e o Piauí é um deles, junto com Acre, Paraíba, Alagoas, Sergipe, Roraima, Maranhão, Tocantins e Ceará. No recorte por região, verificou-se queda no emprego em quatro das cinco grandes regiões e somente a região Nordeste registrou incremento de 893 empregos celetistas em agosto.

Ainda não há comentários.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com (*).