Mais de 700 pessoas participaram da Semana Global do Empreendedorismo de Teresina

Os números mostram a necessidade de promover cada vez mais a cultura empreendedora em Teresina. Na última edição da Semana Global do Empreendedorismo (SGE) 2017, compareceram aos três dias de evento 750 pessoas, sendo a maioria dos entrevistados composta por homens.

A pesquisa aplicada pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo (Semdec), avaliou o nível dos particpantes no evento e se a iniciativa da prefeitura de Teresina em parceria com a Rede Global de Empreendedorismo (RGE) estava dentro dos padrões desejado pelos teresinenses.

Entre os quesitos, destacam-se palestras que mais agradaram, faixa etária, nível de aproveitamento pessoal, nota ao evento, e frequência.

Os temas de palestras que abordaram ou envolviam o Marketing, foi o que mais agradou, com 31,9% dos entrevistados. Cerca de 64,3% dogrande público formado eram homens; e 61,9% dos participantes tinham entre 18 a 25 anos.

No nível de aproveitamento pessoal, quase a metade dos entrevistados (45,2%) disseram que os resultados estão entre 61% a 80%. A SGE 2017 que contou com mais de 20 atividades, entre palestras e workshops, ganhou a 8,4; com uma frequência de 50% durante os três dias de evento.

Esta é a terceira edição que a Prefeitura de Teresina através da Semdec em parceria com a RGE, promovem o evento. Veja aqui pesquisa completa.

Prefeito se reúne com empresários para discutir tarifa de iluminação

O prefeito Firmino Filho se reuniu com representantes de categorias empresarial e de consumidores de energia elétrica da capital. A ideia foi discutir alternativas em relação à cobrança da Contribuição para Custeio da Iluminação Pública (Cosip), ouvindo as reivindicações e propostas formuladas tanto pela equipe do executivo municipal quanto pelo Conselho de Contribuintes.

O prefeito explicou que, ainda no ano passado, a Câmara Municipal aprovou alterações no Código Tributário em que se colocava a cobrança da Cosip em 12% do consumo dos clientes, seja eles da categoria residencial ou empresarial. O Código também retirava o teto de contribuição que era de 2000 kWh, no consumo residencial e 5000 kwh, nas demais classes. “É importante que a gente possa ter esse acompanhamento e essa avaliação do setor industrial e empresarial da nossa cidade. Estamos abertos ao diálogo e vamos fazer os estudos, baseado nessa nova demanda e buscar a melhor solução”, garantiu o prefeito.

Para o presidente do Conselho de Contribuintes da Eletrobras, Gilberto Pedrosa, a ideia era buscar sensibilizar o prefeito em relação aos reajustes na tarifa, que acabam trazendo desdobramentos no setor empresarial do Estado. “Tivemos o reajuste da tarifa de energia em mais de 27%, a instituição da bandeira vermelha. O Governo do Estado conseguiu aprovar o aumento do ICMS para a energia elétrica que passar a valer a partir de janeiro. Então, foi um impacto financeiro muito grande no setor. Mas a reunião com o prefeito foi bastante positiva. Ele mostrou sensibilidade nessa situação que atingiu o setor produtivo que teve um impacto significativo com as tarifas referentes à energia”, destacou.

O secretario municipal de Desenvolvimento Econômico (Semdec), Aluísio Sampaio, também avaliou a conversa como positiva e destacou a importância do diálogo para se chegar a uma alternativa que venha a ser favorável a todos os lados. “O prefeito se sensibilizou com esse impacto na economia da cidade. Então, vamos analisar as colocações que foram feitas pelos contribuintes e corrigir eventuais distorções que venham a ser encontradas”, ponderou.

Uma das alternativas é a retomada do teto, mas com um reajuste de valores correspondente ao reajuste na tarifa. O secretário municipal de Finanças Moura Neto destacou que as equipes da Secretaria de Finanças farão um estudo e também irão realizar levantamentos da metodologia utilizada em outras cidades para se encontrar uma melhor alternativa.

Comércio e Serviço atingem saldo positivo de emprego em Teresina, segundo Caged

A cidade de Teresina registrou 1.255 novos postos de empregos formais de janeiro a outubro deste ano, segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). Os números foram divulgados pelo Ministério do Trabalho e Emprego.

Nos setores de comércio e serviço, a capital piauiense apresentou notadamente sinais de recuperação no número de empregos. Segundo o levantamento, na categoria de serviço foram registrados 1.649 postos de trabalho, com destaque para o telemarketing, que obteve saldo de 819, seguido do cargo de assistente administrativo, com 292. Na categoria do comércio, o saldo foi de 483 postos de trabalho no mesmo período do ano.

“Notamos que aos poucos retornamos para o caminho do crescimento. É necessário, claro, que continuemos com o esforço de ambas as partes, no caso do poder público e iniciativa privada, para juntos alavancarmos a economia da nossa cidade”, afirmou o secretário de Desenvolvimento Economico e Turismo de Teresina, Aluisio Sampaio.

Há alguns anos, a Prefeitura vem procurando desenvolver um ambiente atrativo para que as empresas possam se instalar e gerar riquezas. “O trabalho que temos desenvolvido na Prefeitura é de criar um ambiente de negócio favorável à instalação de novas empresas e políticas fiscais, articulações que vêm gerando frutos positivos para a economia da cidade. No último ano, diversas empresas, como redes de supermercados e call center, já se instalaram na capital piauiense gerando empregos e movimentando a economia local”, finalizou.

Programa desenvolverá a competitividade de quatro setores econômicos de Teresina

Os resultados da primeira fase do programa Teresina Competitiva foram apresentados a empresários e autoridades do Estado,. O programa identificou dez clusters, que são setores econômicos concentrados em um lugar; caracterizou e priorizou os setores de saúde, educação, moda e tecnologia da informação. O Teresina Competitiva, que ainda terá mais duas fases, visa aumentar a competitividade das empresas locais e desenvolver a economia do município.

O Teresina Competitiva é uma iniciativa da Prefeitura de Teresina, por meio do programa Lagoas do Norte e tem a parceria da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo (SEMDEC), Secretaria Municipal de Planejamento e Coordenação (SEMPLAN), SEBRAE, Secretaria de Planejamento do Governo do Estado (SEPLAN), FIEPI, BNB, além de contar com a consultoria da empresa Cluster Consulting.

O prefeito Firmino Filho esteve na apresentação dos resultados e ressaltou a importância do programa. “O Teresina Competitiva é uma ação extremamente importante para a nossa cidade. Precisamos enfrentar o desafio de transformar Teresina em uma cidade forte e competitiva e não restam dúvidas de que nos setores de serviços temos vários potenciais. Toda essa metodologia do projeto busca identificar aqueles setores que já demonstraram sua capacidade de competir e precisam ser reforçados”, afirmou.

Segundo o diretor da empresa Cluster Consulting, Carlos Tarrasón, o programa ainda terá mais duas fases: na primeira fase será desenvolvida uma visão estratégica e um plano de ação para cada cluster, na segunda fase, de mais de dois anos de duração, serão implantadas as ações. Esse processo contará com a contribuição direta do poder público e empresariado. “A missão é melhorar a competitividade da cidade, reativar o setor empresarial como um todo, então é um desafio muito grande. Até 2020 o projeto irá executar as iniciativas de clusters, financiar parte das ações que devem ser feitas para desenvolver as capacidades dos clusters, motivar o empresariado, capacitar e facilitar o acompanhamento. Para isso, será criada uma unidade executora dentro da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico”, explicou.

Já o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Aluísio Sampaio, falou da grande oportunidade para Teresina. “O projeto veio de uma grande possibilidade do Banco Mundial e que sem dúvidas deverá ser um divisor de águas na economia do nosso município e estado. Ele nasce de algo existente na nossa economia, de um diagnóstico que foi feito com muito cuidado e avaliações. Inicialmente, chegamos a dez setores e posteriormente escolhemos quatro grupos que precisam da parceria e envolvimento de todos. Com isso podemos mudar a realidade, inclusive aumentando a competitividade, finalizou.

Qualificar Tur: Alunos dos cursos na área de Turismo participam de aula inaugural

Foi realizada na manhã desta segunda-feira (21) a aula inaugural do programa Qualifica Tur, uma parceria entre a Fundação Wall Ferraz e a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo (SEMDEC) e que conta com apoio de instituições públicas e privadas e tem como objetivo capacitar jovens para o mercado de trabalho. O evento aconteceu no auditório do Sindicato dos Lojistas do Comércio do Estado do Piauí (Sindilojas).

Estão sendo ofertadas 210 vagas em sete cursos, divididos em duas etapas. A primeira etapa tem cursos de: Organizador de Eventos possui carga horária de 80 horas/aula; Mensageiro em Meios de Hospedagem, com 60 horas/aula e Qualidade no Atendimento ao Turista, com carga horária de 20 horas/aula.

A segunda etapa oferecerá cursos de Manipulação e Higienização de Alimentos, com carga horária de 20 horas/aula; Vendas também com 20 horas/aula e Camareira com 60 horas/aulas.

No encerramento dos cursos, os alunos receberão certificado com reconhecimento de instituição formadora, estando aptos a ingressar no mercado de trabalho. Os que já trabalham no mercado turístico terão enriquecidos os seus currículos, melhorando sua qualificação profissional.

Prefeitura lança terceira edição da Semana Global de Empreendedorismo

A terceira edição da Semana Global de Empreendedorismo de Teresina (SGE), que ocorrerá nos dias 16, 17 e 18 de novembro, foi lançada na noite desta segunda-feira (14), no auditório do Uninovafapi, com a palestra “Como o empreendedorismo digital pode melhorar nossa cidade”. O evento, que tem como objetivo disseminar a cultura empreendedora, terá como diferencial nesta edição o uso da tecnologia.

Durante a abertura do evento, o prefeito de Teresina Firmino Filho destacou que só através do empreendedorismo é que uma cidade pode crescer economicamente sem depender apenas do Estado. “Não teremos uma economia dinâmica sem que tenhamos empreendedores. Sem termos pessoas dispostas a assumir riscos, encontrar novos mercados. Existe a necessidade de quebrarmos esses paradigmas que nos prendem a miséria e subdesenvolvimento. Nossa forma deve ser reinventada. Não é feio acreditar em si mesmo. Não é feio lutar pelo seu próprio negócio”, disse.

O gestor lembrou ainda que em Teresina a cultura entre os jovens é muito voltada ao concurso público, e que um evento da magnitude da Semana Global é uma oportunidade para exercitarmos o ‘fazer diferente’. “Nós temos uma cultura que diz: Não! Vai ter que estudar para próximo concurso. Busque o seu concurso público. Esse é o modelo mental que adotamos. E esse temos que combater. A cultura estatizante está falida. Os jovens líderes, pessoas que querem construir um projeto diferente, precisam deixar sua marca própria e esta é uma grande oportunidade”, pontuou Firmino Filho.

3fb7bf3866

A educadora e empresária Vaulete Sá está participando pela terceira vez da SGE Teresina e, segundo ela, o evento possibilitou a sua empresa um maior número de clientes, além do aumento da sua rede de contatos. “Eu acredito no empreendedorismo coletivo e é por isso que estamos aqui comentando esse movimento. Para o meu negócio, para meu empreendimento, tanto participei como contribui. Pra gente alavancou os negócios, melhorou a rede de contatos, captando novos clientes. Outro ponto foi o aumento das parcerias, tivemos espaços dentro do evento pra ampliar nossa competitividade. Tenho certeza que será mais um evento inovador este ano”, explicou Vaulete.

A união entre o poder público, a academia e a iniciativa privada é uma fórmula que poderá render bons frutos ao município e sobretudo aos jovens que participarem dessa edição. De acordo com o secretário de Desenvolvimento Econômico e Turismo (Semdec), Aluísio Sampaio, “a ideia aqui é juntar a academia, o governo e a iniciativa privada para que possamos juntos estruturar essa semana que acontece em todo o mundo. Certamente, com a contribuição desses três entes, nós vamos estruturar o evento com grandes palestrantes, para disseminar e desenvolver a ideia do empreendedorismo no meio dos nossos jovens”, disse o secretário.

Área digital

O espanhol formado em Engenharia de Telecomunicação e mestre em Administração de Empresas, Ignácio Franganillo, abordou os aspectos de como empreender na área digital, utilizando as ferramentas de aplicativos e soluções na internet. Ele lembra que é mais do que necessário essa união de todas as camadas institucionais para que haja um desenvolvimento e pessoas dispostas a empreender. “Os empreendedores tem essa capacidade de desenvolver a cidade em que vivemos”, disse.

9b1a50e491

A Semana Global de Empreendedorismo está presente em diversos países, e no Brasil, o evento é de responsabilidade do Instituto Endeavor de Empreendedorismo. No Piauí, a sua realização é capitaneada pela Prefeitura de Teresina por meio da Semdec.

Prefeitura abre pré-inscrição para o Programa Pense Grande

A Prefeitura de Teresina em parceria com a Fundação Telefônica lançará neste mês de agosto o Programa Pense Grande, voltado para jovens entre 15 e 29 anos, residentes em áreas carentes. O programa é um projeto nacional da Fundação Telefônica voltado para o segmento de empreendedorismo social.

Neste sábado (05), a Prefeitura, através da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turismo (Semdec), iniciará a pré-inscrição na terceira edição do ‘Teresina Em Ação’, no bairro Poti Velho, zona Norte da capital. O objetivo da pré-inscrição será o cadastramento de jovens interessados em participar do Programa, em especial, do primeiro eixo: a Mobilização dos jovens através das Oficinas.

O programa será implementado em três áreas da capital nos dois Centros de Artes e Esportes Unificados (Ceu’s) Norte e Sul, e na região do complexo Lagoas do Norte, por meio da Semdec. Neste primeiro ano, serão executados dois eixos do Programa: a Mobilização dos jovens, com a realização de oficinas de até 100 minutos e a formação na área de empreendedorismo social, com cursos de 60 horas.

As oficinas procuram despertar o interesse dos jovens para o empreendedorismo social e tecnológico. Os formadores realizam dinâmicas que buscam o empoderamento dos jovens, uma reflexão dos problemas locais, bem como possíveis soluções e oportunidades para a transformação de suas vidas e da comunidade.

Segundo o secretário da Semdec, Aluísio Sampaio, nesse semestre a intenção é alcançar passos largos com relação a atuação do Programa. “Pretendemos levar mais essa fonte de informação e de transformação aos jovens das áreas consideradas socialmente vulneráveis. O projeto mostrará o poder que eles têm nas mãos para modificar o próprio meio em que vivem através do empreendedorismo, vamos empoderá-los. Nossa meta é mobilizar até 3.500 jovens, ainda este ano. Esse é um projeto de sucesso que já funciona em outras capitais, como é o caso da cidade de São Paulo”, ressaltou Aluísio.


Como vai funcionar?

Serão executados, ainda este ano, os eixos Mobilizar, entre os meses de agosto e dezembro; e Formação, entre outubro e dezembro. Na mobilização, cerca de 100 colaboradores estarão acompanhando os jovens nas Oficinas que terão duração de até 100min cada, nos três turnos.

Os horários das oficinas serão estabelecidos, de acordo com a demanda das comunidades. A Semdec contará com uma equipe de formadores disponíveis nos três turnos. Já as turmas de Formação ocorrerão nos sábados.

O Programa Pense Grande é composto por 4 eixos: Mobilizar, Formar, Apoiar e Fortalecer. Os dois eixos – Apoiar e Fortalecer – serão executados a partir de 2018. O Apoio envolve o investimento de recursos intelectuais, sociais e financeiros no desenvolvimento de empreendimentos dos jovens. Já o Fortalecimento busca consolidar as redes de conhecimento e investimento das iniciativas dos jovens empreendedores.

Metas da SEMDEC

De acordo com a Gerente Joana Lima, a meta do Eixo Mobilizar é a participação de 3.500 jovens nas Oficinas até dezembro de 2017. E a formação no eixo Formar de até 450 jovens.

A iniciativa desta parceria é parte das ações voltadas ao aniversário de Teresina, que este mês completa 165 anos. O lançamento oficial do Programa ocorrerá no dia 14 de agosto, no Auditório Caneleiro do Uninovafapi, às 19hs. O evento será aberto a toda comunidade.

Prefeitura ofertará mais de 200 vagas em cursos voltados para o turismo

Foi assinado nesta quinta-feira, dia 20, o convênio de parceria entre a Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turismo (Semdec) e a Fundação Wall Ferraz (FWF), para a realização de sete cursos voltados para a área do turismo, com um total de 210 vagas.

Serão três workshops na Qualidade do Atendimento ao Turista, Manipulação e Higienização de Alimentos, e Compras e Estoques; cada atividade com uma carga horária de 20 horas. Os quatro cursos são: Organização de Eventos (80h/a), Mensageiro em Meios de Hospedagem (60h/a), Camareira em Meio de Hospedagem (60 h/a), e Inglês Conversação aplicada ao Turismo (80 h/a).

Cada atividade, segundo informou o secretário da Semdec, Aluísio Sampaio, terá 30 vagas e será realizada nos turnos manhã e tarde. “Dividimos as atividades entre cursos e workshops para facilitar aos interessados, que muitas vezes possuem outras atividades. São 30 vagas para cada uma delas, tendo como opção os turnos da manhã e tarde. É uma iniciativa já frequente da Prefeitura de Teresina para incentivar as pessoas a se qualificarem. Hoje com a ampla concorrência do mercado e a crise que estamos passando, vence em uma vaga de emprego aquele que possui um diferencial, e esse diferencial pode estar na qualificação profissional”, esclarece Aluísio Sampaio.

Para o chefe de cozinha Genailton Ferreira, 34 anos, o curso de Organizador de Eventos é mais uma oportunidade para melhorar o seu perfil profissional, e agregar valor aos seus conhecimentos. “Vou me inscrever nesse curso de eventos porque estou buscando agregar mais conhecimento à minha formação em gastronomia. O mercado está cada dia mais exigente”, disse Genailton, que trabalha na área há 15 anos.

Os cursos vão iniciar a partir do dia 21 de agosto, e estarão com inscrições disponíveis a partir do dia 24 de julho. Os interessados poderão procurar a Semdec, que fica localizada na avenida Campos Sales, Nº 1292 – Centro, telefone: (86) 3215 – 7474, no horário de 8h às 12h30, de segunda a sexta.

Teresina tem quase mil leitos em rede de hospedagem, aponta IBGE

A Pesquisa de Serviços de Hospedagem (PSH), censo elaborado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE, mostra que Teresina possui 957 leitos em rede de hospedagem para cada 100 mil habitantes, número que coloca a capital acima da média da região Nordeste (947 leitos) e do Piauí (648).

O levantamento dos serviços de hospedagem pela PSH 2016 possibilitou avaliar a evolução do número de estabelecimentos de hospedagem, das unidades habitacionais e do número de leitos a partir da comparação com os resultados da PSH 2011. Em nível agregado, foi registrado um crescimento nas três variáveis apresentadas, sendo um aumento de 38,8% no número de estabelecimentos, de 23,5% nas unidades habitacionais e de 19% no número de leitos.

“Isso é fruto das ações que vêm sendo desenvolvidas de estímulo ao empreendedorismo e turismo de negócios na capital. Além disso, a Prefeitura de Teresina tem atuado no sentido de avançar nas melhorias do ambiente de negócio e políticas fiscais”, afirma Aluísio Sampaio, secretário municipal de Desenvolvimento Econômico. Ainda de acordo com ele, a capital piauiense ainda possui potencial para mais crescimento no setor de hotelaria.

O IBGE mostrou também que Teresina cresceu na oferta de serviço de hospedagem pensões, hotéis e motéis, e aumentou 20% na quantidade de leitos. No Piauí, os hotéis representam cerca de 40% dos estabelecimentos para hospedagem.

A PSH 2016 tem como objetivo principal quantificar os estabelecimentos de hospedagem existentes no País, bem como apresentar um quadro atualizado da potencialidade do mercado hoteleiro, trazendo relevantes subsídios para os gestores públicos, permitindo a adoção de políticas voltadas para a melhoria e ampliação do setor.

Teresina registra salto positivo na geração de empregos no setor de serviços

No acumulado de janeiro a junho deste ano, a cidade de Teresina registrou 1.725 novas pessoas empregadas formalmente. Os dados foram divulgados pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED).

O setor de serviço mais uma vez se destaca como principal gerador de empregos na cidade. “São dados importantes que recebemos com bastante otimismo diante desse cenário econômico. É válido ressaltar que continuamos trabalhando de forma para contribuir ainda mais na atração de investimentos para nossa cidade. O Caged reflete um esforço da Prefeitura de Teresina nesse setor”, afirmou o secretário de Desenvolvimento Econômico e Turismo, Aluísio Sampaio.

No setor de serviços, o destaque positivo dos números é em consequência das vagas ofertadas para Operador de Telemarketing Ativo e Receptivo, por meio dos Call Centers da cidade, com três empresas em atuação na cidade. As vagas para Colorista textil, assistente administrativo e auxiliar de escritório em geral, também vêm complementar os dados positivos registrados na capital.