A administração da Ponte Estaiada Mestre João Isidoro França voltou a pertencer a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo (Semdec), depois da assinatura do documento de termo de transferência executada pelos secretários Venâncio Cardoso e Ricardo Bandeira, na manhã desta terça-feira (7). Antes a administração pertencia a Secretaria Municipal de Economia Solidária (Semest).

A mudança de administração foi sugerida este ano pelo Prefeito Firmino Filho. A ideia foi concretizada com pedido expedido pelo secretário da Semdec. A Ponte Estaiada, localizada sobre o Rio Poti, foi projetada para as comemorações dos 150 anos de Teresina e inaugurada em março de 2010. A construção foi criada para facilitar o deslocamento entre as regiões central e leste da cidade. Atualmente é um dos mais importantes pontos turísticos da capital piauiense.

Já sob a administração da Semdec, a Ponte Estaiada, tem pelos próximos meses, alguns eventos de estímulo ao turismo e negócios programados, são eles: a Arena Teresina, que visa reunir os teresinenses para assistir os jogos da seleção brasileira na Copa do Mundo 2018 com estrutura montada embaixo da ponte; além da Arena Food Truck, que quer levar o melhor da comida sobre rodas para o estacionamento do local.

Estruturalmente, a primeira mudança na ponte deve acontecer nas próximas semanas com a troca de iluminação. A Prefeitura de Teresina passará a usar lâmpadas de LED, com o objetivo de tornar a Ponte Estaiada, um local minimamente estruturado para receber eventos de grande porte. Além disso, a tecnologia ecologicamente correta é também mais econômica, além de melhorar consideravelmente a iluminação da ponte.

Para o secretário Venâncio Cardoso, a Semdec receber a administração da Ponte Estaiada é de extrema importância para que mais atividades que estimulem o turismo e negócios sejam realizadas no local.

“A Ponte Estaiada é hoje um importante ponto turístico da capital, seria mais coerente voltar a ter a Semdec como gestora. A Secretaria vem empenhando seus esforços para aproveitar ainda mais o espaço pensando principalmente no setor do turismo de negócios”, disse o secretário da pasta.

Ainda não há comentários.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com (*).