Polo Empresarial Sul recebe asfalto e iluminação pública ainda este ano, diz prefeito

Durante visita ao Polo Empresarial Sul, realizada na manhã desta sexta-feira (25), dia da indústria, o prefeito de Teresina, Firmino Filho, afirmou que vai realizar investimentos em iluminação e asfaltamento na região.

O prefeito e o secretário municipal de desenvolvimento econômico e turismo (Semdec), Venâncio Cardoso, acompanhados do senador Ciro Nogueira (Progressistas), estiveram visitando a Ceralista & Indstrial Vale do Parnaíba Ltda. (Cevap) e conversando com empresários sobre questões relacionadas a melhorias no Polo Sul.

Firmino Filho explicou que com a crise houve uma queda bruta de receita e a Prefeitura passou a fazer ajustes na despesas, mas que em 2018, o poder municipal passará a investir em questões pontuais para a melhoria da região.

“Eu nunca passei por uma crise tão grande, foi por causa dessa queda bruta de receita que, ainda ano passado, fizemos um processo de ajuste e esse processo foi na questão da redução de despesa, revisão de contrato, redução de cargos comissionados e pouco a pouco a Prefeitura se ajustou a esse fundo do poço que a crise nos colocou.. Nesse processo, nós postergamos vários investimentos. Mas agora estamos ajustados e neste ano de 2018 nós retomamos nossa normalidade e um dos investimentos previstos para ainda este ano, inclui a questão do asfalto, assim como também a questão da iluminação pública”, disse o prefeito.

Para Venâncio Cardoso, secretário da Semdec, a visita além de comemorar o dia da indústria, tinha como objetivo ouvir as demandas dos empresários estabelecidos no local e melhorar o diálogo com a Prefeitura.

“O Prefeito Firmino Filho já falou nos investimentos básicos previstos para 2018, mas queremos fazer mais pela indústria em Teresina. Nós temos o objetivo de torná-la mais atraente para a chegada de novas empresas, colocando em prática projetos e outros tipos de incentivo”, disse Venâncio.

Atualmente Teresina é a cidade que detém maior tecido industrial do Piauí, com cerca de 80% empresas instaladas. De acordo com dados de uma pesquisa realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a cidade apresenta grande diversidade no número de indústrias instaladas. São 1.464 indústrias com 19.327 pessoas ocupadas neste setor, rendendo uma massa salarial de R$ 282.501 milhões.

Firmino Filho e secretário Venâncio Cardoso visitam Pólo Empresarial Sul nesta sexta (25)

O prefeito Firmino Filho e o secretário Municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo, Venâncio Cardoso, estarão reunidos com empresários do Pólo Empresarial Sul, às 10h, nesta sexta-feira (25), data que marca o Dia da Indústria. O encontro é para ouvir as demandas dos gestores de empresas que funcionam no local.

De acordo com dados de 2017 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a cidade de Teresina detém cerca de 80% de todo o tecido industrial do Piauí, apresentando grande diversidade no número de indústrias instaladas. São 1.464 indústrias com 19.327 pessoas ocupadas neste setor e rendendo uma massa salarial de R$ 282.501 milhões.

Para tentar atrair ainda mais investimentos, a prefeitura vem garantindo incentivos fiscais que facilitam a instalação de novas empresas. Este ano, por meio da lei 2.528/1997 e do Conselho Municipal de Desenvolvimento Econômico (CONTEDE), foram concedidos incentivos para duas grandes indústrias que, juntas, devem criar mais de 300 novos postos de trabalho.

De acordo com o secretário Venâncio Cardoso, a visita do prefeito Firmino Filho ao Pólo Sul se faz necessária na medida que possibilita uma melhor avaliação da situação do local.

“Nós sabemos que a questão da indústria em Teresina não é perfeita, mas o poder público municipal está se mobilizando para oferecer condições melhores para receber mais empresas. Essa visita é de extrema importância para que juntos possamos conversar com o empresariado em seu próprio ambiente”, disse o secretário.

Mais de 700 pessoas participaram da Semana Global do Empreendedorismo de Teresina

Os números mostram a necessidade de promover cada vez mais a cultura empreendedora em Teresina. Na última edição da Semana Global do Empreendedorismo (SGE) 2017, compareceram aos três dias de evento 750 pessoas, sendo a maioria dos entrevistados composta por homens.

A pesquisa aplicada pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo (Semdec), avaliou o nível dos particpantes no evento e se a iniciativa da prefeitura de Teresina em parceria com a Rede Global de Empreendedorismo (RGE) estava dentro dos padrões desejado pelos teresinenses.

Entre os quesitos, destacam-se palestras que mais agradaram, faixa etária, nível de aproveitamento pessoal, nota ao evento, e frequência.

Os temas de palestras que abordaram ou envolviam o Marketing, foi o que mais agradou, com 31,9% dos entrevistados. Cerca de 64,3% dogrande público formado eram homens; e 61,9% dos participantes tinham entre 18 a 25 anos.

No nível de aproveitamento pessoal, quase a metade dos entrevistados (45,2%) disseram que os resultados estão entre 61% a 80%. A SGE 2017 que contou com mais de 20 atividades, entre palestras e workshops, ganhou a 8,4; com uma frequência de 50% durante os três dias de evento.

Esta é a terceira edição que a Prefeitura de Teresina através da Semdec em parceria com a RGE, promovem o evento. Veja aqui pesquisa completa.

Programa desenvolverá a competitividade de quatro setores econômicos de Teresina

Os resultados da primeira fase do programa Teresina Competitiva foram apresentados a empresários e autoridades do Estado,. O programa identificou dez clusters, que são setores econômicos concentrados em um lugar; caracterizou e priorizou os setores de saúde, educação, moda e tecnologia da informação. O Teresina Competitiva, que ainda terá mais duas fases, visa aumentar a competitividade das empresas locais e desenvolver a economia do município.

O Teresina Competitiva é uma iniciativa da Prefeitura de Teresina, por meio do programa Lagoas do Norte e tem a parceria da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo (SEMDEC), Secretaria Municipal de Planejamento e Coordenação (SEMPLAN), SEBRAE, Secretaria de Planejamento do Governo do Estado (SEPLAN), FIEPI, BNB, além de contar com a consultoria da empresa Cluster Consulting.

O prefeito Firmino Filho esteve na apresentação dos resultados e ressaltou a importância do programa. “O Teresina Competitiva é uma ação extremamente importante para a nossa cidade. Precisamos enfrentar o desafio de transformar Teresina em uma cidade forte e competitiva e não restam dúvidas de que nos setores de serviços temos vários potenciais. Toda essa metodologia do projeto busca identificar aqueles setores que já demonstraram sua capacidade de competir e precisam ser reforçados”, afirmou.

Segundo o diretor da empresa Cluster Consulting, Carlos Tarrasón, o programa ainda terá mais duas fases: na primeira fase será desenvolvida uma visão estratégica e um plano de ação para cada cluster, na segunda fase, de mais de dois anos de duração, serão implantadas as ações. Esse processo contará com a contribuição direta do poder público e empresariado. “A missão é melhorar a competitividade da cidade, reativar o setor empresarial como um todo, então é um desafio muito grande. Até 2020 o projeto irá executar as iniciativas de clusters, financiar parte das ações que devem ser feitas para desenvolver as capacidades dos clusters, motivar o empresariado, capacitar e facilitar o acompanhamento. Para isso, será criada uma unidade executora dentro da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico”, explicou.

Já o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Aluísio Sampaio, falou da grande oportunidade para Teresina. “O projeto veio de uma grande possibilidade do Banco Mundial e que sem dúvidas deverá ser um divisor de águas na economia do nosso município e estado. Ele nasce de algo existente na nossa economia, de um diagnóstico que foi feito com muito cuidado e avaliações. Inicialmente, chegamos a dez setores e posteriormente escolhemos quatro grupos que precisam da parceria e envolvimento de todos. Com isso podemos mudar a realidade, inclusive aumentando a competitividade, finalizou.

Turismo rural ganhará reforço com apoio do município de Teresina

Na sua segunda edição prevista para o dia 03 de junho, a Feira Rural de Teresina passará a contar com o apoio da Prefeitura, nas áreas de consultoria e fomento ao turismo e empreendedorismo, na região da Cacimba Velha. A adesão ocorreu durante reunião na Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turismo (Semdec), nesta segunda-feira (15).

O interesse em participar do evento, segundo o secretário de Desenvolvimento Econômico, Aluísio Sampaio, é de intensificar ainda mais a cultura do turismo rural da capital, gerando novas possibilidades de renda aos moradores da região.

“Observamos que um dos grandes atrativos desse evento é o consumo, claro. Estamos buscando apoiar a feira no sentido de fomentar esse setor do turismo rural, que é quase inexistente na nossa região; e além disso, buscar trabalhar esses microempreendedores que lá estão comercializando seus produtos”, explicou Aluísio.

A economista e idealizadora da Feira Rural, Teresinha Ferreira, explicou que esta é uma iniciativa já discutida há muito com os moradores da Cacimba Velha, para viabilizar o comércio de seus produtos e serviços de maneira mais atrativa e exaltando as características campestre.

“Já estávamos conversando algum tempo com os moradores da região, e então nesse mês de abril realizamos a primeira feira, com um total de 300 visitantes. É uma iniciativa de baixo custo e, por meio dela queremos provocar a implantação de um turismo rural”, disse a idealizadora, que recebeu com entusiasmo o apoio e ideias do município.

Para tanto, o gestor antecipou que um quiosque da Prefeitura de Teresina estará disponível nesta edição, com informações sobre o turismo e aplicação de uma pesquisa a fim de mensurar os pontos a serem melhorados no evento. A gerente de Micro e Pequenas Empresas da Semdec, Joana Lima, também falou da presença de ações na feira para o fomento do empreendedorismo, através de consultorias e pesquisa.

Turismo rural ganhará reforço com apoio do município de Teresina

Turismo rural ganhará reforço com apoio do município de Teresina

Corso deverá aumentar público em 16% e gerar receita de R$ 60 milhões

A partir de um amplo planejamento para priorizar o Corso e o carnaval de blocos, a Prefeitura de Teresina deverá levar para a avenida pelo menos 350 mil foliões no sábado que antecede o carnaval, dia 18 de fevereiro, quando a cidade assistirá ao desfile de carros personalizados, arrastados por uma multidão que embeleza o maior Corso do mundo.

Em 2015 estiveram na passarela do Corso 250 mil foliões, com base em informações fornecidas pela Polícia Militar, e em 2016 esse número alcançou 300 mil, apresentando um crescimento de 16,7%, percentual projetado para este ano. Essas estatísticas estão sendo monitoradas pela Coordenação Especial de Turismo da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turismo (SEMDEC), que aplicou nos dois últimos anos pesquisas de opinião junto aos visitantes e teresinenses que estiveram na avenida da folia.

Corso de Teresina.

Corso de Teresina.

Segundo a pesquisa, o ano de 2016 apresentou crescimento favorável à realização do corso, em relação a 2015. Os números mostram que a participação de teresinenses na avenida aumentou, de um ano para o outro, 14,2%, saltando de 212.500 pessoas para 242.700. Em relação especificamente aos turistas que estiveram no Corso ano passado, a pesquisa apontou um crescimento de 52,8% em relação a 2015, evoluindo de 37.500 visitantes para 57.300, sendo que, em 2015, 40% chegaram exclusivamente para o Corso e, em 2016, esse número cresceu para 74,1%, demonstrando que o evento tem um forte poder de captação de fluxo.

Os turistas que se hospedaram em casas de parentes e de amigos apresentaram um crescimento de 77% para 88,7%, em relação aos dois últimos anos, enquanto os que se hospedaram em hotéis reduziram 23% para 11,3%. Fator relevante foi verificado na permanência média do turista que esteve em Teresina no período do Corso, que evoluiu de 1,5 dia por pessoa para 5,6 dias por pessoa.

O gasto médio do folião em função do Corso de 2016, entre teresinenses e visitantes, ficou em R$ 166,59, o que gerou uma receita equivalente a R$ 50 milhões. Para este ano de 2017 a receita em função do corso deverá se aproximar de R$ 60 milhões, contribuindo para movimentação da economia e alavancar as empresas e prestadores de serviços que compõem a Cadeia Produtiva do Turismo.

A avaliação do corso foi bastante positiva para 83% dos que estiveram na avenida em 2015, saltando para 92% entre os que participaram da versão de 2016. Para o secretário Aluísio Sampaio, as expectativas são grandes para este ano. “A Semdec estará presente no Corso com a realização de nova pesquisa de opinião, para medirmos a evolução do fluxo, da receita e do perfil dos visitantes”, disse o secretário, acrescentando que todo o material promocional gerado pela Prefeitura de Teresina também será distribuído nos meios de hospedagem e por meio dos postos de informações que a SEMDEC mantém em cinco pontos da capital.

Cerca de meio milhão de turistas passaram por Teresina em 2016

O ano de 2016 foi bastante promissor para a atividade turística de Teresina. Dados da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo (Semdec) mostram um crescimento de 28,9% no número de visitantes à capital piauiense no ano de 2016 em comparação ao mesmo período de 2015. Exatos 493.788 visitantes estiveram na cidade no ano passado. Esse comportamento ocorreu em função das iniciativas da Semdec junto aos mercados emissores, por meio de participação em eventos e contatos com Operadoras de Turismo que comercializam o Nordeste em seus pacotes.

Igreja São Benedito, Centro de Teresina. (Foto:Eneas Barros/Semdec)

Igreja São Benedito, Centro de Teresina. (Foto:Eneas Barros/Semdec)

Os números foram extraídos pela equipe técnica de Turismo da Secretaria com base em pesquisas de demanda, realizadas pela Fundação CEPRO, em parceria com a Prefeitura de Teresina, indicando que, daquele total, 24,4% são originados no interior do Estado, equivalente a 120.484 pessoas, enquanto 14,8% são procedentes de São Paulo, ou 73.081 pessoas, seguidos dos visitantes cearenses, com 12,1% (59.748 pessoas), e 8,0% provenientes do Distrito Federal, ou 39.503 pessoas. Em relação ao fluxo estrangeiro, 30% chegaram provenientes do Paraguai, 26,5% da Argentina e 10% do Canadá e Suécia.

“Os números são extremamente positivos. Se comparados com o contexto nacional, mostram que ainda podemos avançar muito, mas comprovam que soubemos aproveitar os eventos, explorando cada vez mais nosso turismo de negócios”, afirmou o secretário de Desenvolvimento Econômico, Aluísio Sampaio.

Do total de 493.788 visitantes, em 2016, a pesquisa indicou que 40,8% se hospedaram em hotel, o equivalente a 201.466 hóspedes no ano, e 51,8% chegaram a Teresina em voo regular (54,6%). Turistas com ensino superior representam quase a metade dos visitantes, com 41,1%, ou 202.947 pessoas, seguidos dos que possuem o ensino médio (30,0%).

A maioria dos visitantes de Teresina (67,9%) viajam desacompanhados, demonstrando a propensão da cidade para o turismo de negócios, enquanto 23,5% viajam com a família, permanecendo em média 7,8 dias e um gasto per capita equivalente a R$ 670,00 durante o período de permanência na cidade.

Do total de visitantes que se hospedaram em hotéis, 320.962 chegaram para tratar de negócios (40,4%), 61.723 vieram tratar da saúde (12,5%) e 29.627 chegaram a Teresina para participar de eventos (6%).

Com uma taxa de ocupação hoteleira situada em torno de 60%, estima-se que a Receita gerada pelo Turismo em 2016 fechou em R$ 330 milhões, calculada com base na relação entre o fluxo turístico (493.788 visitantes), a permanência média (7,8 dias/pessoa) e o gasto média per capita/dia (R$ 85,64).

Firmino abre Semana Global e ressalta importância da cultura empreendedora para Teresina

Durante a cerimônia que abriu a Semana Global do Empreendedorismo, o prefeito de Teresina, Firmino Filho, chamou a atenção para necessidade de implantação de uma cultura empreendedora e para a importância das pequenas, médias e microempresas na economia local. A Semana Global do Empreendedorismo pretende fortalecer e disseminar a cultura empreendedora, conectando, capacitando e inspirando as pessoas a empreender na capital.

 

“Temos uma tarefa hercúlea no estado do Piauí, no Nordeste como um todo e em Teresina de forma mais presente, de nós firmarmos uma cultura do empreendedorismo, a verdade da economia de mercado, porque ninguém cresce com o Estado, ele não gera riqueza, só distribui. Através do Estado nós não vamos conseguir sair das nossas condições de subdesenvolvimento. Não adianta discurso político para mudar essa realidade. Economia de mercado depende fundamentalmente dos seus empreendedores, daqueles que vendo as oportunidades, as disponibilidades, daqueles que tem a coragem de assumir o risco, de sair de casa sem saber se vai poder pagar a duplicata no final do mês, dessas lideranças que fazem o processo de produção acontecer, que fazem o novo aparecer. Esse é um embate cultural que precisamos ter no nosso Estado porque se não tivermos uma mensagem para aqueles milhões de homens e mulheres que tem um potencial de liderar todos esses processos, se não tivermos um indicativo de que existem outras alternativas além do concurso público, esse potencial pode ser desperdiçados”, afirmou o prefeito.

 

Para a realização do evento, a Prefeitura conta com 40 parceiros. A organização da semana está sendo feita pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo e a programação é composta por palestras, competições, oficinas e workshops, focando no empreendedorismo, inserindo no município uma agenda internacional de desenvolvimento econômico, visando estimular, promover e propiciar aos cidadãos, empresários, docentes, discentes, microempreendedores, sociedade civil e ao poder público a prática da criatividade empreendedora.

 

De acordo com o secretário Fábio Nery, o empreendedorismo deve estar não só na iniciativa privada, mas nas ações públicas também, além do desenvolvimento social. “Esse ano o tema principal do evento trata e inclui as cidades. Esse é o papel da prefeitura nesse movimento. Como realizadores pelo segundo ano consecutivo, esperamos superar o público de 3 mil pessoas, que foi o do ano passado. Ele é realizado simultaneamente no mundo todo e esse tema, apesar de sr vinculado à iniciativa privada, está nas ações sociais, no governo e em cada um de nós. Precisamos estimular as pessoas principalmente nesse momento de grande desafio que o nosso país passa. Temos um limite de orçamento e temos que dar a nossa contrapartida, que é a criatividade, o esforço, a dedicação. Através disso, precisamos discutir qual é o papel do Estado e de cada um de nós a contribuir com esse momento. E esse papel passa pelo empreendedorismo. Na nossa secretaria, muitas das ações não vieram de recursos orçamentários, e sim de muita criatividade. Soubemos articular com instituições, unir forças e realizar para o bem de todos. Parece uma coisa simples, mas quando você começa, vem os empecilhos e motivos para desistir, mas não desistimos porque os objetivos são voltados para todos”, disse.

 

Além das iniciativas da Semdec no incentivo aos empreendedores da cidade, várias outras secretarias estão envolvidas com o tema. Um exemplo foi lembrado pelo prefeito Firmino Filho. “Esse evento tem grande importância no meio de uma sociedade estatal. Temos que levantar uma bandeira que ainda é uma novidade nas nossas terras: a bandeira do empreendedorismo. Queremos parabenizar a Semdec pela importância desse tema e ressaltar a importância do incentivo que a Prefeitura vem dando para o desenvolvimento dessa cultura empreendedora. No momento, 500 crianças estão passando por um processo de debate e sensibilização para o empreendedorismo nas escolas do município. São ações como essa que vão frutificar no nosso futuro”, finalizou.

 

A Semana Global do Empreendedorismo é um movimento mundial que acontece simultaneamente em 157 países, motivando milhares de organizações e pessoas. A programação completa do evento em Teresina está disponível na fanpage:fb.com/sgeteresina2016.