Secretário defende em Gramado implantação de mais secretarias de turismo no país

O secretário de Desenvolvimento Econômico e Turismo de Teresina, Venâncio Cardoso, defendeu durante Assembleia Ordinária da Associação Nacional de Secretários e Dirigentes de Turismo (ANSEDITUR), ocorrida na manhã desta quinta-feira (8), em Gramado (RS), a implantação de mais secretarias de turismo nos municípios brasileiros para que mais cidades tenham acesso aos recursos do BNDES.

De acordo com o secretário da Semdec, a ANSEDITUR deve trabalhar para estimular que mais secretarias de turismo sejam implantadas no país. “O município deve ter uma secretaria e um Conselho Municipal de Turismo para conquistar o Selo Oficial +Turismo e, consequentemente, receber mais investimentos para o desenvolvimento do setor, então, é extremamente importante que a ANSEDITUR possa focar sua força de trabalho nesse sentido”, explicou.

No último mês de setembro o Ministério do Turismo concedeu à Teresina o Selo Oficial +Turismo, distinção que garante prioridade na tramitação de projetos que dão entrada na linha de crédito Prodetur+Turismo. Ou seja, com o selo, a capital do Piauí passa a ter acesso com mais facilidade aos investimentos defendidos pelo gestor.

Para se ter ideia da capacidade desses investimentos, o ministro do Turismo, Vinicius Lummertz, anunciou em setembro que a linha de crédito Prodetur+Turismo chegou à marca dos R$ 2 bilhões divididos em 57 projetos apresentados, sendo 49 do setor público e oito da iniciativa privada.

Festuris

O secretário da Semdec está na cidade gaúcha para participar do Festival de Turismo de Gramado (Festuris), que terá sua abertura na noite desta quinta-feira (8). O evento mudou o setor turístico no Rio Grande do Sul ao se tornar fundamental para a profissionalização do mesmo.

Dentro da programação do Festival, o secretário ainda terá um espaço, na tarde do sábado (10), onde realizará um painel apresentando os Roteiros Turísticos de Teresina, material lançado pela Semdec em agosto deste ano.

Polo Empresarial Sul recebe asfalto e iluminação pública ainda este ano, diz prefeito

Durante visita ao Polo Empresarial Sul, realizada na manhã desta sexta-feira (25), dia da indústria, o prefeito de Teresina, Firmino Filho, afirmou que vai realizar investimentos em iluminação e asfaltamento na região.

O prefeito e o secretário municipal de desenvolvimento econômico e turismo (Semdec), Venâncio Cardoso, acompanhados do senador Ciro Nogueira (Progressistas), estiveram visitando a Ceralista & Indstrial Vale do Parnaíba Ltda. (Cevap) e conversando com empresários sobre questões relacionadas a melhorias no Polo Sul.

Firmino Filho explicou que com a crise houve uma queda bruta de receita e a Prefeitura passou a fazer ajustes na despesas, mas que em 2018, o poder municipal passará a investir em questões pontuais para a melhoria da região.

“Eu nunca passei por uma crise tão grande, foi por causa dessa queda bruta de receita que, ainda ano passado, fizemos um processo de ajuste e esse processo foi na questão da redução de despesa, revisão de contrato, redução de cargos comissionados e pouco a pouco a Prefeitura se ajustou a esse fundo do poço que a crise nos colocou.. Nesse processo, nós postergamos vários investimentos. Mas agora estamos ajustados e neste ano de 2018 nós retomamos nossa normalidade e um dos investimentos previstos para ainda este ano, inclui a questão do asfalto, assim como também a questão da iluminação pública”, disse o prefeito.

Para Venâncio Cardoso, secretário da Semdec, a visita além de comemorar o dia da indústria, tinha como objetivo ouvir as demandas dos empresários estabelecidos no local e melhorar o diálogo com a Prefeitura.

“O Prefeito Firmino Filho já falou nos investimentos básicos previstos para 2018, mas queremos fazer mais pela indústria em Teresina. Nós temos o objetivo de torná-la mais atraente para a chegada de novas empresas, colocando em prática projetos e outros tipos de incentivo”, disse Venâncio.

Atualmente Teresina é a cidade que detém maior tecido industrial do Piauí, com cerca de 80% empresas instaladas. De acordo com dados de uma pesquisa realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a cidade apresenta grande diversidade no número de indústrias instaladas. São 1.464 indústrias com 19.327 pessoas ocupadas neste setor, rendendo uma massa salarial de R$ 282.501 milhões.