Estudo revela que empreendedoras do Promorar querem qualificação

Quase 70% dos negócios do setor de moda e beleza do bairro Promorar, na zona sul de Teresina, são comandados por mulheres que desejam fazer curso de capacitação em sua área de atuação e quererem aprender administrar melhor seu próprio negócio. É o que aponta uma pesquisa realizada pela Prefeitura de Teresina, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turismo (Semdec).

A pesquisa que faz parte da segunda etapa do projeto Empreende Bairro, ainda revela que 29,9% desses negócios são comandados por mulheres jovens entre 26 e 35 anos. Além disso, do número total de entrevistados, 43,3% possuem formação educacional até o ensino médio. O relatório ressalta que essas mulheres parecem querer investir mais na sua própria capacitação profissional, almejando cursos da área de beleza ou administração para melhorar a gestão do próprio negócio.

Outro dado importante apontado pelo estudo é que 53,7% dos entrevistados possuem Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica (CNPJ), número considerado positivo pela Gerência de Micro e Pequenas Empresas da Semdec. Além disso, pelo menos 30% dos entrevistados pretendem fazer mudanças físicas em seus empreendimentos.

De acordo com o coordenador geral da pesquisa, Eneas Barros, o estudo pode detectar que metade dos entrevistados querem ter seu negócio formalizado, o que é considerado algo positivo para o município.

“É válido observar que metade dos empresários entrevistados pretendem se formalizar, e a Semdec pode ajudá-los a alcançar esse objetivo. Por outro lado, pelo menos 30% dos entrevistados pretendem fazer mudanças físicas em seus empreendimentos, o que será algo muito bom para ser trabalhado com os estudantes de arquitetura através das parcerias da SEMDEC com as faculdades”, disse.

O objetivo do estudo era captar informações sobre os empreendimentos do setor de moda e beleza inicialmente do bairro Promorar para, em seguida, oferecer consultoria personalizada e gratuita. A pesquisa faz parte do projeto piloto intitulado ‘Empreende Bairro’, que visa estimular o empreendedorismo social qualificado nas comunidades da capital e contou ainda com o apoio, por meio de emenda parlamentar, dos vereadores Teresinha Medeiros, Enzo Samuel e Gustavo Gaioso.

Próximo passo

Com a pesquisa concluída, o próximo passo, de acordo com o secretário da Semdec, Venâncio Cardoso, é apresentar os resultados para as faculdades parceiras, com a intenção de formular grupos específicos e enfim voltar aos bairros para oferecer a consultoria gratuita para cada empresário.

“Já estamos dialogando com algumas faculdades, apresentando o projeto e pedindo apoio para montarmos os grupos que seguirão fazendo o trabalho de consultoria. Quando tudo estiver estabelecido, os estudantes dessas faculdades irão ao bairro, com as informações da pesquisa, para oferecer a consultoria visando melhorar esses negócios. Por exemplo, vimos que muitos querem melhorar a parte física de seus negócios, então a equipe com estudantes de arquitetura entra fazendo a consultoria. Temos casos em que os empresários querem desenvolver melhor a parte de comunicação nas redes sociais, então entra em cena a equipe com estudantes de jornalismo ou marketing”, explica.

Prefeitura lança Programa de Incentivo ao Primeiro Emprego

A Prefeitura de Teresina, por meio da Fundação Wall Ferraz (FWF) e da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turismo (Semdec), lançou no fim da tarde de ontem (14) o Programa de Incentivo ao Primeiro Emprego, no Teatro do Boi, zona Norte da capital. O lançamento faz parte da programação de aniversário de 166 anos de Teresina.

O Programa integra o conjunto de ações “Sou Capaz”, que coordenado pela Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (Semcaspi), está dentro do eixo de desconstrução da cultura de violência do Projeto Vila Bairro Segurança. Além disso, o Programa conta com a participação também da Semest, Semjuv e Semplam na execução das primeiras turmas.

O público alvo do programa são jovens entre 18 e 24 anos residentes na região de abrangência do Lagoas do Norte, que serão beneficiados inicialmente com cursos de qualificação profissional. Com 125 vagas em cursos, o objetivo é promover também a capacitação socioprofissional e dar oportunidade de inserção no mercado de trabalho para jovens que buscam a primeira experiência profissional.

É o que busca o jovem Anderson Oliveira, de 20 anos, que está matriculado no curso de Operador de Microcomputador. Ele afirma que o programa é muito benéfico para a juventude da zona Norte e que pretende se qualificar cada vez mais. “Trabalho está difícil, então as pessoas que terminam o terceiro ano e vão buscar essa qualificação tentam se colocar. Muitos que não têm essa qualificação não conseguem, e fazendo o curso na nossa região a gente consegue se antecipar e procurar um trabalho que a gente goste”, disse o jovem, que afirma que também vai investir futuramente em um curso superior.

De acordo com a presidente da FWF, Samara Pereira, o programa sela uma parceria entre Estado e iniciativa privada, que dá retorno importante à sociedade. “Esse programa busca, sobretudo, a política pública de capacitação para os trabalhadores teresinenses, em especial aos jovens de 18 a 24 anos. Esse programa tem um significado muito importante, que é a compreensão de que o Estado tem o papel fundamental na execução de políticas de capacitação profissional e geração de renda, mas que o segmento empresarial é também parte importantíssima desta sociedade. Esse programa sela a parceria entre a iniciativa pública e a iniciativa privada”, disse.

Emprego

O secretário da Semdec, Venâncio Cardoso, destacou que a Secretaria está buscando o apoio de várias empresas para gerar mais oportunidades para os jovens que terminam os cursos de capacitação que integram o Programa.

“A Semdec entra participando deste programa buscando intermediar os jovens que foram capacitados com os cursos oferecidos pela Fundação e a Secretaria está buscando dialogar com vários segmentos na tentativa de gerar mais oportunidades. Já temos um diálogo estabelecido com empresas de call center, mas estamos buscando ampliar essa rede para o benefício de um número maior de pessoas. O primeiro emprego é o sonho da maioria dos jovens, principalmente no cenário que nosso país passa atualmente”, afirmou.

Selo

O Programa prevê que as empresas que firmarem parceria e garantirem a destinação de vagas de emprego para contratação de jovens egressos dos cursos de formação socioprofissional serão agraciadas com o selo Empresa Amiga do Primeiro Emprego. Com isso a Prefeitura cria um selo de reconhecimento para as empresas que se comprometerem com ideia central do Programa.

Fundação Wall Ferraz e Semdec lançam Programa de Incentivo ao Primeiro Emprego nesta terça (14)

No mês em que a cidade de Teresina completa 166 anos, a Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turismo (Semdec) e a Fundação Wall Ferraz (FWF) lançam, às 16h desta terça-feira (14), no Teatro do Boi, o Programa de Incentivo ao Primeiro Emprego. O programa busca atingir jovens entre 18 e 24 anos residentes na região de abrangência do programa Lagoas do Norte, que serão beneficiados inicialmente com cursos de qualificação profissional.

Com 125 vagas em cursos profissionalizantes, o programa tem como objetivo promover a capacitação socioprofissional e dar oportunidade de inserção no mercado de trabalho para jovens que buscam a primeira experiência profissional.

“O programa tem o objetivo de garantir a capacitação profissional para a iniciação produtiva de jovens em condições desfavorecidas, tendo a preocupação em oportunizar uma qualificação completa que não apenas forma na condição técnica, mas também humana. E a partir da articulação com o segmento empresarial favorecer o acesso ao mercado de trabalho em condições dignas”, afirma a presidente da Fundação Wall Ferraz, Samara Pereira.

Os cursos profissionalizantes, que tiveram inscrições realizadas no fim de julho, devem acontecer na sede da administração do Parque Lagoas do Norte e nos Centros de Capacitação dos bairros Poti Velho, Itaperu, Matadouro e Parque Alvorada. Os cursos são: operador de caixa, operador de call center, operador de microcomputador e corte de cabelo masculino e barbearia. Para participar, os jovens devem ter concluído o ensino médio ou estar cursando o último ano e comprovar que não tenham tido relação formal de emprego.

Vale destacar que as empresas que aderirem ao programa destinando as vagas de primeiro emprego para contratação de jovens egressos dos cursos de formação socioprofissional receberão o Selo “Empresa Amiga do Primeiro Emprego”.

De acordo com o secretário da Semdec, Venâncio Cardoso, a iniciativa é uma política pública municipal que atua diretamente na vida educacional e profissional dos jovens teresinenses. “O programa mostra que Teresina acredita no potencial de seus jovens. Com uma atuação mais centralizada no Lagoas do Norte, essa política pública quer atingir em cheio esses jovens que estão saindo do ensino médio ou já concluíram, incentivando a qualificação profissional. Essa ação oferece uma opção concreta para esses jovens entrarem no mercado de trabalho, sem deixar de pensar em ingressar no ensino superior, é claro”, afirma.

O programa de Incentivo ao Primeiro Emprego integra o conjunto de ações “Sou Capaz”, que integra o programa Vila Bairro Segurança, coordenado pela Semcaspi, e que conta com a participação também da Semest e Semjuv. Além disso, na execução das primeiras turmas a Semplan também é parceira.

Vila Bairro Segurança

O Vila Bairro Segurança é um projeto da Prefeitura de Teresina, conduzido por meio da- Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (Semcaspi) com o intuito de promover e fortalecer a política de segurança municipal, promovendo a inclusão social dos setores mais vulneráveis. Atualmente, o projeto é desenvolvido na região do Lagoas do Norte, assistindo os seguintes bairros: Acarape, Aeroporto, Alto Alegre, Itaperu, Mafrense, Matadouro, Mocambinho, Nova Brasília, Olarias, Parque Alvorada, Poti Velho, São Francisco e São Joaquim.

Circuito de Gastronomia celebra culinária nordestina no Mercado da Piçarra

Com a ideia de evidenciar os pratos e o trabalho de cada permissionário do Mercado da Piçarra, localizado na zona sul, a Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turismo (Semdec), em parceria com a Superintendência de Desenvolvimento Urbano Sul (SDU/Sul), realizou o Circuito de Gastronomia. Atividade que faz parte da celebração da inauguração da nova praça de alimentação do mercado, ocorrida no sábado (11).


O Circuito de Gastronomia levou os 28 permissionários da praça de alimentação a apresentar o melhor da culinária nordestina no local. Todos com porções padronizadas sendo vendidas no valor de R$ 5,00. A atividade também é parte da programação oficial do aniversário de 166 anos de Teresina.


Com a apresentação de uma grande variedade de pratos, o Circuito de Gastronomia despertou a curiosidade, e o apetite, de quem passava pelo local. Pratos como, panelada, sarapatel, cuscuz com carne de sol, bolo frito, mão de vaca, entre outros, foram os itens mais procurados.


Um exemplo disso é a Banca da Paixão, comandada por Dona Maria Paixão Lopes, que trabalha no mercado há mais de 30 anos. Ela, que estava bastante atarefada durante a inauguração, estava vendendo muito bem sua mão de vaca, que é um prato composto por carne de boi preparada incluindo osso e bastante tutano.


Para a administradora do Mercado da Piçarra, Gloria Silva, o Circuito foi uma ideia bem elaborada para apresentar melhor a culinária do local. “Achei uma iniciativa ótima. Para todas as pessoas que puderam participar e dar sua contribuição, é algo muito importante um momento como esse para nós, porque as pessoas ficam conhecendo verdadeiramente a culinária do Mercado”, disse.


De acordo com o secretário da Semdec, Venâncio Cardoso, a melhoria das instalações, além de dar uma cara nova ao já considerado ponto turístico de gastronomia, dará também novo animo as permissionários.


“A SDU/Sul realizou um ótimo trabalho, o Mercado da Piçarra é um local muito frequentado pelos teresinenses e precisava ser repaginado, isso dá até mais animo para quem trabalha no local. A Semdec deu sua contribuição realizando o Circuito de Gastronomia que a meu ver deu animo extra para que os permissionários fizessem desse momento, essa grande festa que foi”, destacou.


Sorteio


A Semdec realizou ainda, ao fim da solenidade de inauguração, um sorteio de um fogão industrial entre os permissionários. A ganhadora foi a Dona Benedita Evangelista de Araújo, mais conhecida como Vera. A mulher trabalha no Mercado há cinco anos e disse ter ficado muito feliz com a premiação. “Eu estava ali do outro lado e ouvi meu nome. Estou feliz demais”, falou.


Além disso, o secretário da Semdec realizou também a entrega dos certificados de participação aos permissionários que assistiram palestras sobre higienização e manipulação de alimentos realizada na última quarta-feira (8).

Semdec realiza capacitação dos permissionários do Mercado da Piçarra

Pensando em promover o conhecimento sobre manipulação de alimentos e higienização, a Prefeitura de Teresina, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turismo (Semdec), irá promover, nesta terça-feira (7), duas palestras gratuitas sobre os temas com os permissionários do Mercado da Piçarra.

A atividade que faz parte das ações de comemoração da reinauguração do Mercado da Piçarra, localizado na zona Sul de Teresina, contará com a presença do chef e professor de culinária, Igor Rocha, que ano passado recebeu o prêmio Dólmã, o máximo da gastronomia brasileira; e da nutricionista e doutoranda em engenharia biomédica, Andreia Fernandes Lopes.

Para a gerente do Micro e Pequenas Empresas da Semdec, Joana Lima, o objetivo das palestras é dar suporte para que os permissionários possam atuar de maneira profissionalizada no Mercado da Piçarra.

“Na verdade, o que queremos é oferecer um conhecimento mais técnico sobre higienização e principalmente a manipulação dos alimentos, já que este é o foco dos serviços oferecidos no Mercado. Lá é um ambiente muito familiar, queremos levar esse conhecimento mais técnico para que os negócios se tornem cada vez mais profissionais”, pontuou.

De acordo com o secretário da Semdec, Venâncio Cardoso, o fato de o Mercado da Piçarra ter se tornado um ponto turístico famoso em Teresina tem um custo que, segundo ele, é a responsabilidade cada vez maior com questões como a higiene, apresentação dos pratos, entre outros.

“O local se tornou um ponto turístico de Teresina, por conta disso, a higiene, apresentação dos pratos, abordagem dos clientes devem ser questões melhores trabalhadas, para que possamos mostrar sempre uma imagem positiva do local. O Mercado tem hoje um grande significado sob a perspectiva da gastronomia típica da capital. Nossa ideia é dar suporte para que esses pequenos empreendedores mantenham um bom padrão apresentado no local”, disse.

Palestras

O chef e professor de culinária, Igor Rocha, realizará uma palestra com o tema “A gastronomia dos Mercados como produto Turístico”. De acordo com ele, sua palestra quer esclarecer como a gastronomia pode ser apresentada como um produto turístico.

“Vou falar sobre como a gastronomia faz parte da cultura de um povo, e de que forma ela pode ser utilizada como produto turístico, assim como é feito em muitas cidades do Brasil”, destacou.

Já a palestra com nutricionista Andreia Fernandes Lopes, que tem como foco central as boas práticas na manipulação de alimentos e, de acordo com a profissional, deve abordar os conceitos básicos mais atuais sobre higiene.

“Vamos aprender o básico sobre higiene, formas seguras de preparação de alimentos e também abordar quais as principais regras atuais para garantir a manipulação segura desses alimentos. Não temos o objetivo de ensinar cozinhar, até porque isso já é um talento deles, mas sim falar tecnicamente sobre higienização e manipulação de alimentos. Dessa forma vamos capacitar e apoiar os permissionários para que eles possam oferecer um alimento, além de gostoso, que seja um alimento, do ponto de vista nutricional e sanitário, seguro”, explicou.

 

Campeonato Brasileiro de Ciclismo estimula turismo em Teresina

Teresina recebeu, neste fim de semana, o Campeonato Brasileiro de Ciclismo. Com três dias de provas, a competição teve 360 atletas inscritos. Desse número, segundo a organização, 75% são de outros estados do país. Com isso, a capital recebeu um volume extra de visitantes, que além de participar do campeonato, vieram também conhecer a cidade.

Para Guaraci Fernandes, da cidade de Nova Iguaçu, Rio de Janeiro, Teresina é uma cidade tranquila e uma das partes que lhe atraiu para visitação foi o Centro. “Eu conheço o Brasil todo, mas Teresina eu ainda não tinha conhecido. A cidade é um dos poucos cantos do país que eu ainda não tinha visitado. Cheguei na quarta-feira e para conhecer a cidade dei um passei pelo Centro. Teresina é uma cidade muito legal, tranquila”, disse o atleta.

Esta é a primeira vez que a capital do Piauí foi escolhida como sede do campeonato. A decisão final foi da Confederação Brasileira de Ciclismo (CBC). O evento que contou com apoio da Prefeitura de Teresina, por meio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo (SEMDEC) e da Secretaria Municipal de Esporte e Lazer (SEMEL), recebeu gente principalmente dos estados do Rio de Janeiro, São Paulo e Minas Gerais.

Impressões

De acordo com George Rodrigues, presidente da Federação de Ciclismo do Piauí, entidade organizadora do evento, a competição foi bem aceita pela cidade e a aplicação da prova em Teresina tem recebido elogios dos atletas.

“Nesse evento nós temos inscritos de todos os estados da confederação e o Distrito Federal aqui presentes. Sou suspeito para falar, mas tenho ouvido muito elogios, inclusive crÍticas construtivas. Tenho ouvido vários comentários que essa prova em Teresina tem sido uma das melhores nos últimos dez anos e para nós, nos orgulha muito”, afirmou. O presidente da Federação afirmou ainda que os dois pontos para aplicação da prova [Rodoanel e Ponte Estaiada] foi o espaço mais acertado para realizar a competição.

Potencial

Para o secretário da Semdec, Venâncio Cardoso, que esteve presente no primeiro e segundo dia do evento, escolher a Ponte Estaida como um dos pontos de largada e partida foi importante vitrine da cidade.

“A Ponte Estaiada é um espaço que se consolidou como palco de grandes eventos e uma competição do porte do campeonato brasileiro de ciclismo acontecer na Ponte Estaiada mostra, mais uma vez, que Teresina tem muito potencial turístico para ser explorado. Esse espaço é uma importante vitrine nossa. Os atletas e seus familiares passam diretamente por esse lugar e acredito que isso seja algo muito positivo, isso dar mais evidência para nossos pontos turísticos”, explicou.

Prefeitura lança projeto para reduzir conta de energia de prédios públicos

A Prefeitura de Teresina, por meio da Secretaria Municipal de Concessões e Parcerias (SEMCOP), Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo (SEMDEC), Secretaria Municipal de Administração (SEMA) e Secretaria de Desenvolvimento Urbano (SEMDUH), está elaborando um projeto de eficientização energética dos prédios públicos ligados à gestão municipal. Com isso, a Prefeitura espera reduzir a conta de energia em torno de 30 a 40%.

De acordo com a secretária da SEMCOP, Monique Menezes, a substituição de alguns equipamento pode levar a uma economia significativa para os cofres públicos. “O objetivo desse projeto é substituir lâmpadas, condicionadores de ar e outro equipamentos, de modo a reduzir de forma significativa essa conta de energia dos prédios públicos municipais. Esperamos que seja uma redução de até 40%, se considerarmos que a conta anual dos prédios públicos no ano passado foi de aproximadamente R$ 20 milhões, ou seja, vamos economizar no mínimo R$ 6 milhões por ano”, explicou.

Para dar seguimento ao projeto, a Prefeitura realizará no próximo dia 26, um treinamento com uma equipe de 23 estagiários, estudantes de arquitetura e engenharia. Esse grupo será responsável por realizar o levantamento sobre tipos de lâmpadas, aparelhos de ar condicionado e outros equipamentos em mais de 700 prédios públicos. Esses dados irão subsidiar os estudos necessários para a eficientização. Além disso, essas informações serão usadas para outras ações da Prefeitura.

“Essas informações serão importante para a PMT em outros projetos, em outras áreas de atuação, uma vez que teremos um levantamento completo da estrutura dos prédios públicos. São dados qualificados que irão mostrar a realidade dessas estruturas”, afirmou.

Além disso, a SEMCOP e SEMDEC, por meio do projeto de eficientização energética, estão realizando uma parceria para a construção de usinas fotovoltaica, que são usinas que trabalham a geração de energia elétrica para fins comerciais usando a energia solar pela conversão fotovoltaica.

“É uma tendência mundial essa troca de equipamento para o uso da energia de forma mais consciente e econômica. Um exemplo disso é a exploração da energia solar, que acredito que seja o futuro, principalmente em Teresina, que temos todo esse potencial. Nesse sentido, partindo desse projeto, a SEMCOP e a SEMDEC estão fazendo uma parceria com o intuito de viabilizar a construção de usinas fotovoltaica, que futuramente poderão estar resolvendo o problema das contas da Prefeitura e melhorar a questão energética também das indústrias que se estabelecem na capital”, pontuou o secretário da Semdec, Venâncio Cardoso.

Projeto Empreende Bairro irá oferecer consultoria gratuita no Promorar

Na manhã da última sexta-feira (20), a Prefeitura de Teresina, por meio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo (Semdec), realizou uma pesquisa em empreendimentos do bairro Promorar no setor de moda e beleza. O objetivo da pesquisa, que faz parte do Projeto Empreende Bairro, é captar informações sobre esses empreendimentos e em seguida oferecer consultoria personalizada e gratuita.

Durante a pesquisa, foi identificada a necessidade de melhoria do marketing dessas empresas.  Foi o que apontou, Raimundo Nonato da Silva, que trabalha por conta própria há seis anos em uma loja de calçados e bolsas. “Minha maior dificuldade é a divulgação. Queria que eu tivesse isso dentro e fora do bairro. Antes eu anunciava nos carros de som, mas agora, como as vendas caíram muito, eu não estou podendo fazer”, explicou.

Outro fator apontado pelos microempreendedores é a estrutura física que abrigam esses negócios. De acordo com Dalila Rabelo, que possui uma loja de roupas há dez anos na principal avenida do bairro, o visual simples de sua loja muitas vezes afasta clientes.

“Minha loja não é bonita. Eu gostaria de mudar o visual dela. Eu percebo que muitos clientes não entram em minha loja por causa do piso, por exemplo, que é um piso feio. Acredito que se eu conseguisse melhorar minha estrutura, minhas vendas também seriam melhores”, destacou.

No primeiro dia no bairro, os pesquisadores levantaram dados como escolaridade, fornecedores, público consumidor, meio de divulgação dos negócios, despesas médias, entre outras informações. Esses dados, segundo o projeto, serão analisados a fim de conhecer quais os maiores empecilhos para o crescimento desses microempresários. Com base nestas informações, posteriormente, o Projeto Empreende Bairro oferecerá uma consultoria gratuita para nortear esses negócios, além de fazer um trabalho de estímulo a formalização das atividades irregulares. Além de realizar a capacitação de micro e pequenos empreendedores.

A pesquisa, de acordo com o secretário da Semdec, Venâncio Cardoso, é fundamental para que a secretaria tenha ideia dos problemas enfrentados por esses empreendedores.  “Nossa pesquisa é importante, pois só através desse contato direto com cada microempresário, que a Semdec vai saber quais as dificuldades particulares desses negócios. Um precisa aprender a lidar com as redes sociais para aprender a divulgar sua marca na internet, outro precisa de ajuda para aprender administrar melhor suas despesas. Só partindo dessas informações que poderemos avançar com o nosso projeto piloto, que é levar uma consultoria especializada”, explicou.

Ponte Estaiada recebe transmissão da final da Copa da Rússia com show de Lilly Araújo

A Copa do Mundo da Rússia chega ao seu fim neste domingo (15). França e Croácia irão se enfrentar para disputar o título de novo campeão mundial. A Arena Teresina volta a fazer a transmissão do jogo no Complexo Turístico Ponte Estaiada, que para a última edição dessa festa, leva uma programação com atrações especiais, como a cantora Lilly Araújo.

Com o patrocínio da Brahma e apoio da Prefeitura de Teresina, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turismo (Semdec), a Arena Teresina realizou grandes festas na Zona Leste de Teresina, quase todas as vezes que a seleção brasileira entrou em campo neste Mundial. O local equipado com um super telão e estrutura de som, tornou-se ponto de encontro para os torcedores da seleção brasileira. A última edição da festa chegou reunir cerca de 10 mil pessoas, quando o Brasil foi eliminado pela Bélgica, por 2×1.

O novo evento inicia às 12h com a transmissão do jogo França e Croácia, direto da no Estádio Luzhniki, em Moscou. A festa segue até às 21h, com Dj Matheus Moura, e shows de Junior Masca e Banda GPS, o destaque desta edição Lilly Araújo, e Dj Hudson.

Equipes da Polícia Militar do Piauí, Guarda Municipal e seguranças particulares farão a segurança dos torcedores no local. A Superintendência de Transporte e Trânsito (Strans) estará operacionalizando todo o trânsito da região da Avenida Raul Lopes e Ponte Estaiada um dia antes, durante a transmissão do jogo, até o encerramento da festa.

Semdec realizará pesquisa no aeroporto de Teresina para medir perfil de visitante

A Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo (Semdec) vai iniciar, nesta quarta-feira (20), uma pesquisa com visitantes e teresinenses que embarcam e desembarcam no Aeroporto Petrônio Portela. A pesquisa tem como objetivo medir o perfil do visitante e avaliar suas impressões sobre Teresina, além de identificar o comportamento do teresinense quando viaja.

Para qualificar a pesquisa, a Semdec realizou, na última segunda-feira (18), uma oficina de treinamento com alunos estagiários da Faculdade Maurício de Nassau, para envolvê-los no estudo. Serão utilizados, ao total, nove pesquisadores, nos três turnos, que aplicarão 800 questionários em ambas as pesquisas, com margem de erro de 5%. A pesquisa se estende até a próxima terça-feira (26) e contam com apoio da INFRAERO.

De acordo com o secretário da Semdec, Venâncio Cardoso, essas pesquisas são fundamentais para identificar o perfil de quem visita Teresina, além de analisar com mais qualidade o comportamento do teresinense quando viaja.

“O comparativo entre receita e despesa turísticas permite identificar se a atividade está gerando déficit ou superávit, em relação ao seu equilíbrio econômico. Pelo que temos observado, em relação às últimas pesquisas, os turistas que entraram pelo aeroporto, em 2017, geraram R$112 milhões de receita turística, enquanto as despesas chegaram a R$105 milhões. Isso demonstra que temos uma atividade turística superavitária, quando a receita é maior do que a despesa, por isso é tão importante mantermos esse tipo de estudo”, explicou o secretário.

Nos últimos três anos, a Semdec tem realizado pesquisas do chamado turismo emissivo e receptivo no aeroporto de Teresina. As informações permitem coletar dados sobre os principais mercados emissores de turistas para Teresina, as motivações de viagem, os gastos realizados, a permanência média, os tipos de hospedagem utilizados, as avaliações sobre infra-estrutura e serviços, além de outros indicadores igualmente importantes.

Além disso, são identificadas as impressões de viagens do teresinense. Para onde viaja, quanto gasta, tempo de permanência fora da cidade e as suas principais motivações. O cruzamento de dados gerados sobre gasto e permanência, associados à quantificação do fluxo, permite dimensionar receita e despesa turísticas, indicando a quantidade de recursos injetados na economia local, a partir da movimentação de visitantes, e a evasão de recursos medida pelos gastos do teresinense fora da cidade.