Semdec lança roteiro e site para promover turismo de Teresina

Para despertar o interesse e a curiosidade de quem chega a Teresina, a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo (Semdec) vai lançar, na próxima sexta-feira (24), um site, uma publicação e várias peças publicitárias de áudio e vídeo traçando os principais roteiros turísticos da capital. O evento acontecerá na Ponte Estaiada, às 8h, e integra a programação do aniversário de 166 anos da cidade.

Em um formato de guia de bolso, o livreto intitulado “Roteiros Turísticos Teresina” reúne informações completas sobre os setores mais fortes da cidade. Dividido em seis partes, o guia explora roteiro de compras, gastronomia, roteiro e eventos religiosos, roteiro de saúde e educação, além do roteiro cultural e de lazer, o guia ainda traz um mapa turístico de Teresina e conta um pouco sobre as lendas da cidade e apresenta um os principais monumentos e prédios históricos.

A ideia é que o livreto seja distribuído por meio dos Centro de Atendimentos ao Turista (CAT), que estão localizados no aeroporto, rodoviária e principais pontos turísticos, além de evento específicos com grande concentração de pessoas, para quem chega ou visita a capital.

O site, que entra no ar nas próximas semanas, também vai reunir essas informações, além de trazer notícias relacionadas a eventos, congressos, entre outras informações. Já as peças publicitárias em áudio e vídeo apresentarão imagens da cidade mostrando cenários e atividades que podem ser visitadas e realizadas tanto durante o dia, quanto a noite. Esses vídeos deverão começar a ser transmitidos nos próximos dias, nas emissoras locais de televisão e cinemas da cidade, além das redes sociais.

De acordo com o secretário da Semdec, Venâncio Cardoso, a ação quer reunir e centralizar informações turísticas e promover o que Teresina reúne de melhor. “Ao contrário do que muita gente pensa, Teresina é muito rica no que diz respeito a turismo. Como em nossa cidade não existe praia, começamos a desenvolver nossas potencialidades turísticas de outra forma, como ponto de encontro para negócios, realização de eventos, procura pelo polo de saúde, educação e até mesmo pontos turísticos de lazer. Então, essas peças promocionais querem centralizar o maior número de informações sobre isso e estimular não só quem chega, mas o próprio povo de Teresina participar da vida da cidade”, explica.

Circuito de Gastronomia do Mercado da Piçarra vai oferecer pratos típicos a R$ 5,00

Como parte das ações de inauguração da praça de alimentação do Mercado da Piçarra, marcado para o próximo sábado (11), a Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turismo (Semdec), em parceria com a Superintendência de Desenvolvimento Urbano Sul, estará desenvolvendo uma atividade especial com os cozinheiros do local. A ideia é que cada permissionário evidencie seu prato e todos padronizem uma porção que será vendida no valor de R$ 5,00.

Com o objetivo de dar visibilidade aos cozinheiros, o Circuito de Gastronomia quer expor os principais pratos típicos desenvolvidos no Mercado. A atividade, que vai ocorrer somente no dia da inauguração, fará com que cada box exponha seu principal prato utilizando um banner. Ao final do Circuito, a Semdec vai sortear, entre os cozinheiros participantes, um fogão industrial.

Segundo o coordenador de Turismo da Semdec, Eneas Barros, a ideia da atividade é estimular e explorar de forma saudável as potencialidades de cada box aproveitando a data da inauguração. “O dia da inauguração do Mercado será um dia que o local receberá muita atenção de toda a cidade. Então a Semdec pensou em lançar esse Circuito de Gastronomia como uma forma de ajudar cada permissionário a mostrar o que ele cozinha de melhor. A padronização da porção e do preço são artifícios temporários para fazer com que o público se envolva no Circuito”, explicou.

De acordo com o secretário da Semdec, Venâncio Cardoso, a atividade não tem caráter de competição e foi idealizada somente como forma de publicizar os pratos servidos no local.

“No início chegamos a pensar nesta atividade como uma competição, mas como o objetivo é fazer com que o permissionário mostre seu prato e se mostre, concluímos que o Circuito, nos moldes como está, contemplaria melhor a ideia, por isso a ideia de padronizar a porção e o preço, assim o público poderá experimentar os pratos de modo muito acessível. Além disso, para estimular a participação dos permissionários e o evento realmente se fazer interessante para eles, vamos realizar também o sorteio de fogão industrial”, explicou.

Campeonato Brasileiro de Ciclismo estimula turismo em Teresina

Teresina recebeu, neste fim de semana, o Campeonato Brasileiro de Ciclismo. Com três dias de provas, a competição teve 360 atletas inscritos. Desse número, segundo a organização, 75% são de outros estados do país. Com isso, a capital recebeu um volume extra de visitantes, que além de participar do campeonato, vieram também conhecer a cidade.

Para Guaraci Fernandes, da cidade de Nova Iguaçu, Rio de Janeiro, Teresina é uma cidade tranquila e uma das partes que lhe atraiu para visitação foi o Centro. “Eu conheço o Brasil todo, mas Teresina eu ainda não tinha conhecido. A cidade é um dos poucos cantos do país que eu ainda não tinha visitado. Cheguei na quarta-feira e para conhecer a cidade dei um passei pelo Centro. Teresina é uma cidade muito legal, tranquila”, disse o atleta.

Esta é a primeira vez que a capital do Piauí foi escolhida como sede do campeonato. A decisão final foi da Confederação Brasileira de Ciclismo (CBC). O evento que contou com apoio da Prefeitura de Teresina, por meio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo (SEMDEC) e da Secretaria Municipal de Esporte e Lazer (SEMEL), recebeu gente principalmente dos estados do Rio de Janeiro, São Paulo e Minas Gerais.

Impressões

De acordo com George Rodrigues, presidente da Federação de Ciclismo do Piauí, entidade organizadora do evento, a competição foi bem aceita pela cidade e a aplicação da prova em Teresina tem recebido elogios dos atletas.

“Nesse evento nós temos inscritos de todos os estados da confederação e o Distrito Federal aqui presentes. Sou suspeito para falar, mas tenho ouvido muito elogios, inclusive crÍticas construtivas. Tenho ouvido vários comentários que essa prova em Teresina tem sido uma das melhores nos últimos dez anos e para nós, nos orgulha muito”, afirmou. O presidente da Federação afirmou ainda que os dois pontos para aplicação da prova [Rodoanel e Ponte Estaiada] foi o espaço mais acertado para realizar a competição.

Potencial

Para o secretário da Semdec, Venâncio Cardoso, que esteve presente no primeiro e segundo dia do evento, escolher a Ponte Estaida como um dos pontos de largada e partida foi importante vitrine da cidade.

“A Ponte Estaiada é um espaço que se consolidou como palco de grandes eventos e uma competição do porte do campeonato brasileiro de ciclismo acontecer na Ponte Estaiada mostra, mais uma vez, que Teresina tem muito potencial turístico para ser explorado. Esse espaço é uma importante vitrine nossa. Os atletas e seus familiares passam diretamente por esse lugar e acredito que isso seja algo muito positivo, isso dar mais evidência para nossos pontos turísticos”, explicou.

Projeto Empreende Bairro irá oferecer consultoria gratuita no Promorar

Na manhã da última sexta-feira (20), a Prefeitura de Teresina, por meio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo (Semdec), realizou uma pesquisa em empreendimentos do bairro Promorar no setor de moda e beleza. O objetivo da pesquisa, que faz parte do Projeto Empreende Bairro, é captar informações sobre esses empreendimentos e em seguida oferecer consultoria personalizada e gratuita.

Durante a pesquisa, foi identificada a necessidade de melhoria do marketing dessas empresas.  Foi o que apontou, Raimundo Nonato da Silva, que trabalha por conta própria há seis anos em uma loja de calçados e bolsas. “Minha maior dificuldade é a divulgação. Queria que eu tivesse isso dentro e fora do bairro. Antes eu anunciava nos carros de som, mas agora, como as vendas caíram muito, eu não estou podendo fazer”, explicou.

Outro fator apontado pelos microempreendedores é a estrutura física que abrigam esses negócios. De acordo com Dalila Rabelo, que possui uma loja de roupas há dez anos na principal avenida do bairro, o visual simples de sua loja muitas vezes afasta clientes.

“Minha loja não é bonita. Eu gostaria de mudar o visual dela. Eu percebo que muitos clientes não entram em minha loja por causa do piso, por exemplo, que é um piso feio. Acredito que se eu conseguisse melhorar minha estrutura, minhas vendas também seriam melhores”, destacou.

No primeiro dia no bairro, os pesquisadores levantaram dados como escolaridade, fornecedores, público consumidor, meio de divulgação dos negócios, despesas médias, entre outras informações. Esses dados, segundo o projeto, serão analisados a fim de conhecer quais os maiores empecilhos para o crescimento desses microempresários. Com base nestas informações, posteriormente, o Projeto Empreende Bairro oferecerá uma consultoria gratuita para nortear esses negócios, além de fazer um trabalho de estímulo a formalização das atividades irregulares. Além de realizar a capacitação de micro e pequenos empreendedores.

A pesquisa, de acordo com o secretário da Semdec, Venâncio Cardoso, é fundamental para que a secretaria tenha ideia dos problemas enfrentados por esses empreendedores.  “Nossa pesquisa é importante, pois só através desse contato direto com cada microempresário, que a Semdec vai saber quais as dificuldades particulares desses negócios. Um precisa aprender a lidar com as redes sociais para aprender a divulgar sua marca na internet, outro precisa de ajuda para aprender administrar melhor suas despesas. Só partindo dessas informações que poderemos avançar com o nosso projeto piloto, que é levar uma consultoria especializada”, explicou.

Polo Empresarial Sul recebe asfalto e iluminação pública ainda este ano, diz prefeito

Durante visita ao Polo Empresarial Sul, realizada na manhã desta sexta-feira (25), dia da indústria, o prefeito de Teresina, Firmino Filho, afirmou que vai realizar investimentos em iluminação e asfaltamento na região.

O prefeito e o secretário municipal de desenvolvimento econômico e turismo (Semdec), Venâncio Cardoso, acompanhados do senador Ciro Nogueira (Progressistas), estiveram visitando a Ceralista & Indstrial Vale do Parnaíba Ltda. (Cevap) e conversando com empresários sobre questões relacionadas a melhorias no Polo Sul.

Firmino Filho explicou que com a crise houve uma queda bruta de receita e a Prefeitura passou a fazer ajustes na despesas, mas que em 2018, o poder municipal passará a investir em questões pontuais para a melhoria da região.

“Eu nunca passei por uma crise tão grande, foi por causa dessa queda bruta de receita que, ainda ano passado, fizemos um processo de ajuste e esse processo foi na questão da redução de despesa, revisão de contrato, redução de cargos comissionados e pouco a pouco a Prefeitura se ajustou a esse fundo do poço que a crise nos colocou.. Nesse processo, nós postergamos vários investimentos. Mas agora estamos ajustados e neste ano de 2018 nós retomamos nossa normalidade e um dos investimentos previstos para ainda este ano, inclui a questão do asfalto, assim como também a questão da iluminação pública”, disse o prefeito.

Para Venâncio Cardoso, secretário da Semdec, a visita além de comemorar o dia da indústria, tinha como objetivo ouvir as demandas dos empresários estabelecidos no local e melhorar o diálogo com a Prefeitura.

“O Prefeito Firmino Filho já falou nos investimentos básicos previstos para 2018, mas queremos fazer mais pela indústria em Teresina. Nós temos o objetivo de torná-la mais atraente para a chegada de novas empresas, colocando em prática projetos e outros tipos de incentivo”, disse Venâncio.

Atualmente Teresina é a cidade que detém maior tecido industrial do Piauí, com cerca de 80% empresas instaladas. De acordo com dados de uma pesquisa realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a cidade apresenta grande diversidade no número de indústrias instaladas. São 1.464 indústrias com 19.327 pessoas ocupadas neste setor, rendendo uma massa salarial de R$ 282.501 milhões.