Programa THEch abrirá edital para seleção de equipes e startups nesta sexta (21)

O Programa THEch vai lançar seu primeiro edital, nesta sexta-feira (21), às 11h, no Palácio da Cidade. Com foco em carreira e negócios, o edital será composto por quatro fases e funcionará por cerca de dez meses. Poderão participar instituições públicas e privadas que queiram desenvolver ou aperfeiçoar seus programas de inovação aberta, instituições de apoio à inovação, equipes empreendedoras ou startups em fase de ideação.

A primeira fase do projeto consistirá na seleção das equipes empreendedoras e startups em fase de ideação, que possuem interesse em desenvolver competências demandadas pelo mercado de trabalho e validar negócios.

De acordo com a coordenadora do Programa Thech, Luciana Tsukada, qualquer pessoa com idade a partir de 15 anos pode se inscrever e não é necessário ter CNPJ para participar das primeiras fases do programa. “As equipes empreendedoras podem se formar no momento em que estiverem se escrevendo no edital, ou seja, qualquer pessoa, a partir de 15 anos de idade, pode formar uma equipe de pelo menos três integrantes e se inscrever no edital”, explica.

Segundo o edital, na segunda fase, dez equipes serão selecionadas e receberão um aporte financeiro entre 10 a 15 mil reais. Nesta fase, o objetivo é que as equipes desenvolvam protótipos que possam resolver os desafios apresentados pelas empresas e instituições públicas participantes. Na terceira fase serão selecionadas pelo menos quatro equipes que já tenham chegado na fase de teste do seu protótipo. Já na quarta fase, apenas duas equipes serão beneficiadas para imersão internacional.

A seleção das instituições de apoio à inovação (como faculdades e universidades), empresas e instituições públicas será realizada por meio de um segundo edital, com previsão de lançamento no mês de março. O intuito deste edital é aproximar as equipes empreendedoras de instituições que buscam aperfeiçoar ou desenvolver seus programas de inovação aberta.

Segundo a coordenadora geral do Espaço THEch, Verônica Coelho, esta é uma ótima oportunidade para quem deseja obter capacitação e se tornar um empreendedor qualificado. “Aqui as equipes empreendedoras selecionadas serão ensinadas a desenvolver habilidades que hoje as empresas buscam em seus colaboradores. Além disso, elas terão a oportunidade de se conectar com as instituições públicas e privadas que estão participando do programa e já desenvolverem habilidades para a área que ela pretende atuar no mercado”, comenta.

O Programa THEch é uma realização da Prefeitura de Teresina, por meio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo (Semdec) e uma parceria firmada com a Softex, uma Organização Social Civil de Interesse Público (Oscip).

Ponte Estaiada terá escultura de anjo em homenagem ao poeta Torquato Neto

Teresina terá uma escultura de um anjo, com três metros de altura por dez metros de envergadura de asas, em homenagem a Torquato Neto, poeta teresinense, jornalista e letrista de música popular. A peça, assinada pelo artista Braga Tepi, chegará no  mês de março, em comemoração aos 10 anos de inauguração da Ponte Estaiada João Isidoro França.

A escultura ficará localizada no espaço da alça direita da ponte. O local passará a ser chamado de Praça do Anjo. A inspiração para o nome veio do poema de Torquato Neto “Let’s Play That”, onde o poeta fala sobre um “anjo louco, torto” e com “asas de avião” que veio lhe visitar.

De acordo com o secretário municipal de desenvolvimento econômico e turismo (Semdec), Venâncio Cardoso, a ideia de colocar uma escultura no local, é para homenagear um dos principais nomes na poesia piauiense e também transformar o local em um ponto de cultura com a realização de exposições de arte, entre outras ações.

“A Semdec vem trabalhando para dinamizar a frequência da população na Ponte Estaiada. Nós queremos ter na ponte também um local para inspirar e ser palco da nossa poesia, com exposição de arte, realização de saraus. A chegada da escultura do anjo no local vem para coroar essa iniciativa, celebrar os 10 anos de inauguração da ponte e ainda ser o ponto de partida para uma série de melhorias que estão planejadas para todo este ano”, explica.

A obra é uma iniciativa da Semdec tendo a execução por conta da SDU/ Leste, que já está realizando a estruturação para receber a obra de arte. A Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano e Habitação ficará responsável pela iluminação do local.

Torquato Neto

Torquato foi um importante jornalista, compositor, cineasta e ator brasileiro. Ele nasceu em novembro de 1944, em Teresina (Piauí). Em 1961 mudou-se para Salvador (BA). No mesmo ano, Torquato resolveu deixar Salvador e mudou-se para o Rio de Janeiro para cursar jornalismo na Faculdade Nacional de Filosofia. Enquanto trabalhava como jornalista, Torquato escrevia poesia e música. Ele desenvolveu amizade e trabalhou junto com nomes como Caetano Veloso, Gal Costa, Gilberto Gil e Maria Bethânia. O artista foi um dos precursores do Movimento Tropicalista.

Praça dos Skatistas terá espaço para desenvolver tecnologia em Teresina

A Praça Ocílio Lago, conhecida popularmente como Praça dos Skatistas, em breve se tornará um local de referência não só pela prática esportiva, mas também como espaço para desenvolvimento de tecnologia, inovação e empreendedorismo na cidade. A Prefeitura de Teresina vai inaugurar no próximo mês de março o Espaço Thech, local aberto ao público para estudar, impulsionar e gerar conhecimento tecnológico.

A proposta do projeto é reunir e conectar empreendedores e empresas inovadoras. O Espaço Thech, inspirado em modelos de inovação do exterior, terá ampla estrutura de laboratório maker (que é um espaço para testar ideias, produtos e projetos), espaço de coworking e salas para incubação de empresas, que irá permitir o desenvolvimento de startups (empresas embrionárias que desenvolvem propostas na área de inovação).

O Espaço Thech vai começar a funcionar já desenvolvendo o Programa Thech com alunos da rede municipal de ensino de Teresina, através de maratoninhas makers, que são eventos intensos sobre iniciação a tecnologia. Além disso, ainda em fevereiro, serão abertos quatro editais, sendo dois para impulsionar startups e outros dois destinados para educação. A previsão é que o edital seja lançado na terça-feira (18). Os interessados poderão conferir mais informações sobre esta iniciativa por meio do site: thechteresina.softex.br ou pelo Instagram (@programathech).

“O prefeito Firmino Filho sempre buscou implantar na cidade um programa para fomentar a cultura empreendedora, por meio da estruturação, da criação de empresas de base tecnológica, além de estimular a inovação das empresas já existentes”, ressalta o secretário de Desenvolvimento Econômico e Turismo (Semdec), Venâncio Cardoso, pasta a qual o Espaço Thech ficará ligado. Ele ressalta a importância do projeto também para os jovens que, em todo o mundo, têm apresentado ideias revolucionárias. “Nossa intenção é multiplicar conhecimento, é levar Teresina a ter um espaço que pode auxiliar o desenvolvimento de ideias”, explica.

Nessa iniciativa, a Prefeitura de Teresina trabalha em parceria com a empresa Softex, uma Organização Social Civil de Interesse Público (Oscip). A empresa é referência no setor e já desenvolveu projetos semelhantes em outros estados. O Casarão Tech Renato Archer, localizado no Centro Histórico de São Luís (MA), é um exemplo desse trabalho. Em janeiro de 2018, a capital maranhense inaugurou o primeiro hub de inovação do estado.

“A Softex tem uma ampla experiência em gerar desenvolvimento através da tecnologia. A empresa executa programas que vão desde a educação empreendedora, até a internacionalização de ideia e produtos desenvolvidos no Brasil. A tecnologia ela já faz parte da nossa vida. Quando desenhamos o Thech, o fizemos inspirados nas melhores práticas que desenvolvemos em outros programas (como o Startup Brasil), com uma perspectiva local para humanizar o contato da comunidade com a tecnologia”, afirma Luciana Tsukada, coordenadora do Programa.

Subestação de energia no Polo Empresarial Sul será inaugurada no fim de março

Um grupo formado pelos presidentes nacional e estadual e técnicos da Equatorial Energia e Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo (Semdec) estiveram, no fim da tarde da última terça-feira (11), visitando as obras da Subestação Esplanada, localizada na zona sul de Teresina. A vistoria buscou verificar o andamento da obra, que beneficiará o Polo Empresarial Sul e vários bairros dos arredores. A previsão de inauguração, de acordo com a empresa, será no fim de março.

A construção no local foi possível após o prefeito Firmino Filho assinar um termo de permissão de uso de imóvel público autorizando a empresa Equatorial a ocupar o terreno. Por meio da Semdec, foi liberado um hectare em julho do ano passado. Além de melhorar a energia do local, a intenção é que ela sirva também para atrair negócios para cidade com a chegada de novos empreendimentos, gerando empregos.

“A Prefeitura tem buscado realizar os investimentos necessários para atrair novas empresas aqui na capital. É um trabalho que tem foco no desenvolvimento econômico e social, já que a instalação de novas empresas implica geração de emprego e renda para nossa gente. Há também uma política de incentivos para que essas empresas tenham as condições de se instalarem e a energia é sempre uma das principais demandas desses investidores”, explicou o prefeito.

Para o secretário da Semdec, Venâncio Cardoso, a doação desse terreno para a empresa de energia foi estratégica. “Os bairros da zona sul, em especial o Polo Empresarial Sul, tem grandes problemas com a questão da energia. É uma região que tem grande necessidade, pois a utilizam para produzir seus produtos, gerando vários empregos. Com essa subestação funcionando, vai melhorar muito essa questão, que era reclamação recorrente do empresariado instalado no local. Então foi uma ação inteligente e estratégica do prefeito Firmino doar esse terreno, pois o benefício será muito maior”, disse.

De acordo com a Equatorial Energia, a Subestação Esplanada beneficiará aproximadamente 85 mil famílias, levando cinco vezes mais energia para a zona sul de Teresina. A potência de seus 25 MVA’s, inclui a construção de 9 km de linhas de distribuição em 69kV e 12 km de redes de distribuição.

O presidente da Equatorial Piauí, Nonato Castro, afirma que a subestação trará benefícios para a região e ainda prevê melhorias no ambiente de negócios na cidade. “A Subestação Esplanada, um investimento de aproximadamente 21 milhões de reais da Equatorial Piauí, levará cinco vezes mais energia para zona sul da capital, beneficiando 85 mil pessoas. Além disso, trará benefícios para o setor empresarial e industrial, pois sua eficiência energética deve não apenas suprir a demanda hoje existente na área do Polo Industrial Sul, mas também melhorar o ambiente de negócios da cidade”, disse.

A visita ainda contou também com a presença do Secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico (Sedet), Igor Neri.

Semdec promove famtour com profissionais do turismo nacional para apresentar Teresina

Dando continuidade às estratégias para inclusão de Teresina no mercado turístico nacional, Teresina será palco de um novo famtour (turismo de familiarização). Desta vez, cerca de 12 integrantes, entre agentes de viagens, jornalistas e operadores de Turismo, de mais de dez empresas nacionais participarão da atividade. Os profissionais conhecerão os principais atrativos turísticos do município e participarão do Corso 2020. O famtour foi viabilizado pelo Conselho Municipal de Turismo (COMTUR) e acontecerá entre os dias 14 e 16 de fevereiro.

Esta é a segunda viagem de familiarização promovida pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo (Semdec). A primeira ocorreu no ano de 2019, também no período do Corso de Teresina, e trouxe resultados positivos para o setor turístico da capital, incluindo Teresina em pacotes de viagens e a circulação de matérias em sites e revistas nacionais sobre as potencialidades do município.

Em 2020 as empresas participantes do Famtour são: Braztoa, Flytour e Avtur (São Paulo), Kontik e Coluna do Turismo (Bahia), Gaia Turismo (Rio Grande do Sul), Clair Turismo (Santa Catarina), Schultz (Paraná), Mercado do Turismo (Minas Gerais) e Meru Viagens (Brasília). O custeio das passagens aéreas para a vinda dos convidados foi feito através do Fundo Municipal de Turismo (FUMTUR).

Para o gestor da Semdec, Venâncio Cardoso, o objetivo da ação é apresentar e aproveitar as potencialidades turísticas de Teresina para comercializá-la. “Já vimos que os resultados obtidos com essa ação foram muito positivos, por isso continuamos com essa estratégia. Temos o maior Corso do mundo e esse produto precisa ser comercializado nacionalmente. Além disso, trazer jornalistas especializados e operadores de turismo ajuda no fortalecimento do turismo local, gerando demanda e, consequentemente, elevando a receita deixada pelos visitantes”, analisou.

De acordo com o coordenador Especial de Turismo da Semdec, Eneas Barros, o famtour é também uma grande oportunidade para os empreendimentos da área turística da cidade. “No dia 15 de fevereiro a Secretaria vai promover uma reunião técnica, onde os empreendimentos que operam com receptivo em Teresina terão a oportunidade de conversar com os Operadores de Turismo, agentes de viagens e jornalistas convidados, para que seus serviços sejam incluídos nos roteiros a serem elaborados”, explicou.

Além de participarem do Corso, o grupo de convidados fará passeios por toda a cidade, incluindo visitas ao Parque Encontro dos Rios, ao Polo Cerâmico e à Ponte Estaiada, além de experimentarem da gastronomia típica local. O tour encerrará com visita ao Parque Floresta Fóssil, cujas obras de instalação do museu e outras estruturas já foram autorizadas e iniciadas.

Números do Corso

No ano de 2019 o Corso de Teresina recebeu cerca de 280 mil foliões. Destes, 12% a 14% eram turistas de outros estados, representando um aumento de 64,3% em relação ao ano de 2018.  Além disso, 90,8% das pessoas que participaram do evento aprovaram a organização da festa e 92,2% aprovaram a segurança do local. A expectativa é que este ano o Corso gere um faturamento de R$ 26,5 milhões e atraia mais de 300 mil foliões.

The Vejo na Ponte Especial Carnaval encerra 3ª edição com sucesso de público

Chegou ao fim, na noite do último domingo (9), o Festival The Vejo na Ponte Especial Carnaval. Com as bandas Candeia, Amuleto e, fechando a noite, Lilly Araújo, o festival se consolidou como uma das grandes vitrines para a promoção de cultura, gastronomia e empreendedorismo de Teresina.

Nesta 3ª edição, nove artistas locais passaram pelo palco do Festival levando pagode, samba, axé e muito forró, The Vejo na Ponte Especial Carnaval encerra 3ª ediçãotornando o Complexo Turístico da Ponte Estaiada um verdadeiro bloquinho de carnaval. De acordo com a organização, cerca de seis mil pessoas passaram pelo evento nos três dias de festa.

O Festival The Vejo na Ponte Especial Carnaval contou ainda com seis tendas montadas para abrigar 23 empresas do setor gastronômico divididos em dois espaços, oferecendo desde hambúrgueres e cerveja artesanal à arrumadinhos, pizzas, crepes, entre outros.

Para a empreendedora Janaina Monique, que estava participando pela primeira vez do evento, a organização e segurança foram aspectos importantes a serem destacado. “De início fiquei com receio, mas chegando aqui vi que está muito bem organizado. O público é bem animado. A estrutura e a segurança são excelentes. As bandas também são ótimas. Eu adorei essa segunda banda [Amuleto]. Uma festa como essa é bom ter sempre, porque quem não tem condição de ir à clube, vem para a Ponte”, falou.

Outro destaque desta edição, foi a presença de muitas crianças no local. A atração Bolim Bolão animou a criançada logo no início do evento. Além disso, um Trenzinho da Alegria passou boa parte da noite circulando no meio do público.

“Esta é a primeira vez que eu participo do evento. Trouxe meu filho para se divertir com as outras crianças, já que minha vizinha disse que é bem tranquilo. E de fato é mesmo, muito tranquilo e seguro.  Ele brincou nos brinquedos, andou no Trenzinho da Alegria e agora estamos indo embora. Com certeza na próxima edição a gente vem novamente. Foi maravilhoso!”, disse Lili Silva, vendedora, que estava com o filho de oito anos.

Segundo o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo (Semdec), Venâncio Cardoso, a 3ª edição foi diferente pois queria unir as datas tradicionais que ocorrem o festival com a proximidade do carnaval.

“Cada vez mais o The Vejo na Ponte vem se consolidando na agenda cultural da cidade. Este ano escolhemos inovar, aliando a proximidade do carnaval com as datas do festival. Ontem encerramos a 3º edição. Foram três domingos de alegria, com a presença de crianças e idosos em todos os eventos. Além disso, os empreendedores que ali trabalharam saíram satisfeitos com os negócios e as bandas felizes. Devo destacar também que não houve nenhum registro de briga ou roubo no evento”, analisou.

Já para o superintendente da Fundação Monsenhor Chaves, Abiel Bonfim, esta edição veio para fixar a agenda cultural da cidade. “O The Vejo na Ponte já está fixo no nosso calendário e podemos perceber, pela sua diversidade, que é um evento multi e que a população abraçou e sempre quer mais”, afirmou.

Concurso de Marchinhas

O The Vejo na Ponte ainda teve a final do 9ª Festival de Músicas Carnavalescas de Teresina. O 3º lugar ficou com Saturnino Bastos e a música “Saturnália”; o segundo colocado foram Milton e Wagner Fernandes com a canção “Carnaval em Marte” e o primeiro lugar ficou com Lucas Coimbra com a música “Entre a Bordo”.

Os vencedores receberam premiação de R$ 3 mil, R$ 2 e R$ 1 mil reais para, respectivamente, terceiro, segundo e primeiro colocado. Além disso, terão suas canções divulgadas durante os eventos carnavalescos.

Alunos de Turismo da Uespi farão pesquisa para a Semdec no Corso 2020

A Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo (Semdec) recebeu, na manhã desta quarta-feira (05), 14 estudantes universitários que foram selecionados para somar à equipe de pesquisa da Coordenação de Turismo. O objetivo é que realizem levantamento de dados sobre o Corso de Teresina, cuja aplicação dos questionários ocorrerá no sábado (15).

Os pesquisadores são alunos do curso de Turismo da Universidade Estadual do Piauí (Uespi) e estarão entrevistando pessoas a partir das 17h, ao longo de toda a avenida Raul Lopes. De acordo com o coordenador de Turismo da Semdec, Eneas Barros, eles irão se movimentar em duplas para entrevistar pessoas no corredor da folia ou mesmo espectadores que se posicionam nas calçadas, assistindo ao desfile, e pessoas dentro de camarotes.

“Serão aplicados 300 questionários, com margem de erro de 5,5%. A ideia é que cada pesquisador aplique cerca de 20 questionários até o final do evento”, explicou Eneas Barros. “Em contrapartida a SEMDEC oferecerá Certificado de Participação, com carga horária de 60 horas/aula, e uma bolsa-auxílio”, explica.

As questões terão como base a análise do perfil socioeconômico do entrevistado, como local de residência, faixa etária, sexo, atividade econômica principal e renda, além da identificação de suas avaliações sobre o Corso. Caso o entrevistado seja turista, o questionário aborda local de hospedagem, dias de permanência, gasto em função do evento e se veio à Teresina tendo o Corso como principal motivo da viagem.

“A Semdec aplica essa pesquisa há seis anos. Estudar o perfil das pessoas que estão no Corso de Teresina é cada vez mais importante para a Prefeitura, inclusive para balizar suas ações para o ano seguinte. Com esse estudo, podemos ver quem é o nosso turista, de onde ele vem, se vem em grupo ou sozinho, se é homem ou mulher, o quanto ele gasta, entre outras coisas. São números essenciais para que não só o poder público saiba se movimentar, mas também para que a iniciativa privada possa saber nortear seus investimentos”, afirma o secretário da Semdec, Venâncio Cardoso.

A Semdec dispõe de uma equipe de pesquisadores instalada em 2018, com quatro estudantes universitários, sendo três do curso de Turismo (Uespi) e um do curso de Economia (Ufpi). Os pesquisadores da Semdec atuarão como supervisores dos outros 14 estudantes, os quais juntamente com a equipe técnica da Secretaria farão tabulação online dos dados.

Pesquisa de 2019

De acordo com dados do levantamento realizado no ano anterior, e com base em cálculos, desde que recebeu o título, em 2012, de maior corso do mundo, pelo Guinness Book, o público no Corso de Teresina teve um crescimento de 475% nos últimos sete anos. Além disso, a pesquisa de 2019 identificou que o fluxo de turistas de outros estados brasileiros teve um crescimento de 64,3%, em relação a 2018, enquanto a permanência média do turista saltou de 5,1 dias por pessoa em 2018 para 7,1 dias em 2019.

The Vejo na Ponte encerra neste domingo (09) com muito forró, samba e axé

A 3ª edição do Festival The Vejo na Ponte – Especial Carnaval encerra neste domingo (09) e o teresinense voltará a curtir uma programação musical totalmente voltada para o período carnavalesco. Lilly Araújo, Grupo Candeia e Banda Amuleto serão os responsáveis por deixar o último domingo de festa ainda mais agitado. Além disso, o público poderá curtir também, a final do 9º Concurso de Músicas Carnavalescas de Teresina. O evento é gratuito e acontece a partir das 17h no estacionamento da Ponte Estaiada.

Além de muito samba, forró e axé, o público poderá aproveitar também uma grande variedade de opções gastronômicas, como food trucks especializados em crepes, pizzas e cervejas artesanais, e uma banda de marchinhas de carnaval que se apresenta no meio do público no intervalo entre uma atração e outra. A festa iniciará com a final do concurso, que possui nove participantes, e seguirá com os shows musicais, que animará o público até às 23h.

Para o gestor da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo (Semdec), Venâncio Cardoso, a edição especial de carnaval foi um grande acerto, uma vez que, além da grande aceitação do público, outros estilos musicais tiveram visibilidade no palco do evento.

“Cada vez mais o The Vejo na Ponte vem se consolidando na agenda cultural da cidade. Esse ano escolhemos inovar com a proposta de aliar a proximidade do carnaval com as datas do festival, então fizemos um The Vejo especial de carnaval. Com o grande comparecimento do público nos dois primeiros dias, percebemos que foi um grande acerto da organização, que deu visibilidade e oportunidade aos artistas locais de outros estilos musicais”, comentou.

Com axé e pagode, segundo dia de The Vejo na Ponte lota estacionamento da Ponte Estaiada

O já consolidado Festival The Vejo na Ponte foi um sucesso de público neste domingo (2). De acordo com estimativa da organização do evento, o estacionamento da Ponte Estaiada recebeu cerca de três mil pessoas. A terceira edição, um Especial de Carnaval continua com a proposta de levar o melhor dos artistas locais ao palco do festival.

Logo no fim da tarde, o público foi animado por Júnior É Show, que levou o melhor do pagode, cantando grandes sucessos nacionais. O axé de Lene Groove colocou a multidão para dançar. A cantora ainda homenageou Zumbi dos Palmares e Iemanjá, orixá africano que é celebrada todo dia 02 de fevereiro. Já Jhony Fred cantou de tudo, incluindo funk, fechando a noite. Entre uma atração e outra, uma banda tocava marchinhas de carnaval no meio do público.

Para a empresária Carla Fernanda, a segurança do evento foi ponto primordial para que curtisse todas as atrações com tranquilidade. “Hoje eu vim com meus filhos e minhas irmãs e achei um ambiente muito tranquilo para curtir com a família. O fato de ter policiais perto me deixa bem mais relaxada. É muito bom ver esse tipo de evento na cidade, que você só chega, curte e não paga entrada nem nada. Adorei”, disse.

De acordo com o gestor da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo (Semdec), Venâncio Cardoso, o The Vejo na Ponte é um evento popular com o público teresinense. “O festival é reconhecido pelo povo, que pergunta, que quer saber se vai ter nova edição, ou seja, o The Vejo na Ponte se consolidou. Isso é muito importante não só para movimentar culturalmente e financeiramente a cidade, mas também para dar palco e reconhecimento aos artistas locais”, comenta.

O Festival The Vejo na Ponte é uma realização da Prefeitura de Teresina, executada por meio de uma parceria entre Semdec e Fundação Cultural Monsenhor Chaves (FMC). A lista de atrações do último dia de festival será divulgada em breve.

Negócios no The Vejo

Quem passa pelo Festival The Vejo na Ponte, sempre pode conferir também um show de opções gastronômicas. São vários food trucks organizados oferecendo hambúrgueres, cerveja artesanal, pizza, crepes, entre outros.

Segundo o representante da Rambeer Cervejaria Artesanal, estar no festival é uma oportunidade de mostrar e se apresentar a um público que ainda não conhece sua marca. “O evento abre espaço para um público que geralmente não consome com frequência e no festival acaba ficando acessível na questão de preço, o que ajuda nas vendas. Mas o principal diferencial de estar no The Vejo na Ponte é melhorar a visibilidade da nossa marca”, explica.

Estão abertas inscrições para nova edição do Empreende Bairro

Começam nesta sexta-feira (31) as inscrições para o Empreende Bairro. O bairro Promorar, na zona sul, será o local escolhido para a nova edição do projeto da Prefeitura de Teresina, que acontece por meio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo (Semdec), em parceria com a TV Clube, o Sebrae no Piauí e o Conselho Regional de Administração do Piauí (CRA/PI).

O programa chegará com todas as suas atividades no próximo mês de março. Assim como aconteceu no bairro Mocambinho, na zona norte, em novembro do ano passado, os micro e pequenos empresários do Promorar poderão contar com oficinas de formação direcionada de Gestão de Finanças, Gestão de Pessoas, Marketing e Oficina de Tecnologia e Sustentabilidade. Para participar basta se inscrever clicando no link https://bit.ly/2OdJj42

O objetivo do Empreende Bairro é viabilizar ao empreendedor locais com acesso a diversas capacitações com o intuito de fomentar a sustentabilidade de negócios. O projeto quer ser um impulsionador de ideias para aquecer empreendimentos que já existem e a criação de novos, gerando emprego e renda. Além disso, o projeto quer também dar a oportunidade de expor produtos e serviços destes micro e pequenos empreendedores e comercializar e trocar experiências com os demais envolvidos.

“O Empreende Bairro é uma ação da Semdec que teve bastante participação dos empreendedores do Mocambinho. Acredito que no Promorar também teremos sucesso. Nosso projeto quer estimular a atividade empreendedora por meio de oficinas de capacitação. Esta é uma forma de fortalecer o empreendedorismo da região. Além disso, o projeto acaba proporcionando lazer e cultura à comunidade, pois mais uma vez queremos terminar essa edição com a realização de um grande evento”, explica o secretário da Semdec, Venâncio Cardoso.

Levantamento

De acordo com a gerente de Micro e Pequenas Empresas da Semdec, Fabiana Nascimento, na próxima segunda-feira (3) a Semdec e o CRA-PI estão no bairro Promorar realizando um levantamento das empresas que o bairro abriga. “Com essa visita ao bairro, nosso objetivo é saber exatamente quantas empresas existem no local, quais os principais serviços e produtos comercializados e qual é o público principal atendido pelo bairro”, finaliza.