Prefeitura lança programa para capacitação de empreendedores e estímulo à abertura de empresas

A Prefeitura de Teresina lançou o programa Minha Primeira Empresa, com 100 vagas gratuitas para quem pretende abrir seu negócio com segurança. O programa é fruto da parceria do município através da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turismo (SEMDEC), entre a Associação dos Jovens Empreendedores (AJE) e do Instituto de Estudos Empresariais (IEMP).

Segundo a diretora do IEMP, Ana Cristina Barros, o programa terá 6 etapas a iniciar por uma entrevista vocacional com uma equipe especializada. Ana Cristina também enfatizou que o modelo do programa está sendo aplicado em Teresina pela primeira vez, sendo também a primeira capital do Nordeste a recebe-lo.

34786d4f54

O secretário de Comunicação, Fernando Said, que esteve no evento representando o Prefeito Firmino Filho, falou do desafio do poder público em ser objetivo em suas ações na atual conjuntura do país, e explicitou o apoio e incentivo que o prefeito vem dando em sua gestão para projetos socioeconômicos.

“Vivemos um processo de mudanças e observamos que atuação do poder público, em especial da Prefeitura de Teresina, vem mostrando trabalho. Aqui, estamos vendo um exemplo de ação social e econômica num momento extremamente difícil da vida nacional, que demonstra a atuação do poder público e da capacidade dessa gestão”, disse o secretário complementando que “a prefeitura não está desenvolvendo um programa não somente especifico para qualificar esta ou aquela pessoa. Mas, dando seguimento a providencias necessárias para a geração de emprego e para formação de renda de natureza familiar ou pessoal, já que o público alvo do Minha Primeira Empresa são os jovens”, concluiu.

ff59141be8

De acordo com pesquisa citada pelo secretário da SEMDEC, Fábio Nery, de cada 100 pessoas que abrem seus negócios, cerca de 35 fecham em Teresina no seu primeiro ano.“É para estas pessoas que esse programa está sendo implantado. É para que todas elas aprendam mais sobre o empreendedorismo, como gerir seu negócio e faze-lo prosperar. Não tenho dúvidas que este será um programa exitoso”, disse o gestor.

Os interessados em participar do programa devem se inscrever até o dia 20 de maio através do site www.mpeteresina.com.br, e, em seguida, entregar a documentação necessária até 31 de maio na sede da SEMDEC, localizada na avenida Campos Sales, nº1292 Centro/Norte.

No evento estiveram presentes os representantes do SEBRAE-PI, Banco do Nordeste, SINDLOJAS, FECOMERCIO, entre outras instituições.

Critérios para participação

Para participar do programa é necessário ser residir em Teresina com idade mínima de 18 anos, Ensino Médio completo e com disponibilidade para frequentar os cursos de capacitação oferecidos. São alvos específicos os graduandos em cursos ligados a gestão empresarial, pessoas que tenham projetos para empreender e empresários não formalizados.

Sobre o programa

O Minha Primeira Empresa terá seis etapas. A primeira é o Diagnóstico do Perfil Empreendedor, que é realizado para avaliar o participante e ajudá-lo a compreender a personalidade empreendedora, fornecendo informações para a tomada de decisões e condução de negócios.

A segunda etapa, é todo o trabalho de avaliação que será conduzido por um profissional da área de Psicologia, que ficará responsável ainda por repassar os resultados colhidos para avaliação.

Na terceira etapa, o participante já poderá integrar as próximas avaliações, que compreendem no Curso de Iniciação ao Empreendedorismo, Curso de Gestão da Primeira Empresa e Plano de Negócios, Criação da Primeira Empresa e o Crédito Primeira Empresa.

Prefeitura fomenta empreendedorismo com programa de qualificação

O programa Minha Primeira Empresa, sucesso em Goiânia, chega à Teresina através da parceria da Prefeitura, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turismo (SEMDEC), entre Associação dos Jovens Empreendedores (AJE) e o Instituto de Estudos Empresariais (IEMP), para qualificar pessoas que tenham interesse em abrir seu próprio negócio.

O Minha Primeira Empresa terá seis etapas. A primeira é o Diagnóstico do Perfil Empreendedor, que é realizado para avaliar o participante e ajudá-lo a compreender a personalidade empreendedora, fornecendo informações para a tomada de decisões e condução de negócios.

A segunda etapa, é todo o trabalho de avaliação que será conduzido por um profissional da área de Psicologia, que ficará responsável ainda por repassar os resultados colhidos para avaliação.

Na terceira etapa, o participante já poderá integrar as próximas avaliações, que compreendem no Curso de Iniciação ao Empreendedorismo, Curso de Gestão da Primeira Empresa e Plano de Negócios, Criação da Primeira Empresa e o Crédito Primeira Empresa.

O secretário da SEMDEC, explica que neste primeiro momento apenas 100 vagas, gratuitas, serão disponibilizadas. “Estamos ofertando a quantidade de 100 vagas, sem nenhum custo para os participantes. Nossa ideia, a princípio, é testar o programa e mensurar os resultados para em seguida ampliarmos”, esclareceu.

De acordo com o gestor, o motivo da criação do programa na cidade, é devido ao crescente número de pessoas abrindo seus próprios negócios; sendo a maioria delas, recém demitidas de grandes empresas.

“É para estas pessoas que estão perdendo seus empregos, sendo demitidas e que estão recorrendo pelo seu próprio negócio, que nós estamos implantando este programa de qualificação em Teresina”, esclareceu o secretário da SEMDEC, Fábio Nery.

Para participar do programa, é necessário ser residir em Teresina com idade mínima de 18 anos, Ensino Médio completo e com disponibilidade para frequentar os cursos de capacitação oferecidos. São alvos específicos os graduandos em cursos ligados a gestão empresarial, pessoas que tenham projetos para empreender e empresários não formalizados.

O lançamento do programa será na próxima terça-feira, 17 de Maio, às 19h no auditório do IEMP localizado na avenida Homero Castelo branco, nº 2223, Horto. Para mais informações acesse o site: www.mpeteresina.com.br

Grupo Matizes solicita apoio turístico da Semdec

No período de 10 a 12 de junho, o Grupo Matizes realizará em Teresina o 9º Seminário Nacional de Lésbicas e Mulheres Bissexuais, abordando o tema “20 Anos de Luta e Desconstrução: Desafios e Perspectivas”. O evento acontecerá no Centro de Treinamento da EMATER/PI e contará com a participação de 230 mulheres.

Na manhã desta quarta-feira (20), representantes do grupo se reuniram com o secretário de Desenvolvimento Econômico e Turismo, Fábio Nery. Na ocasião, apresentaram reivindicações de apoio ao evento. Pelas sugestões discutidas na reunião, a Semdec estudará a viabilidade de oferecer aos participantes um passeio “Teresina By Night”, para apresentar os pontos turísticos da cidade às representantes mulheres de todos os estados brasileiros.

“Precisamos mostrar o que Teresina possui de melhor em suas atrações turísticas. Por isso, estudaremos como viabilizar o passeio, colocaremos nosso Posto de Atendimento do Aeroporto à disposição para apoio ao receptivo e instalaremos um box de informações turísticas no local do evento”, disse o secretário Fábio Nery.

Com uma programação ainda sujeita a alterações, o evento fará rodas de conversas, atividades autogestionadas, oficinas, dinâmicas de grupo e atividades culturais, culminando com a 15ª Parada da Diversidade de Teresina, que acontecerá dia 12 de junho.

Segunda fase do Lagoas do Norte é apresentada ao Conselho Municipal de Turismo

Os representantes das instituições que compõem o Conselho Municipal de Turismo de Teresina (COMTUR), conheceram a segunda fase do Programa Lagoas do Norte, durante reunião na tarde desta quarta-feira (06).

A convite do secretário de Desenvolvimento Econômico e Turismo e presidente do COMTUR, Fábio Nery, o secretário municipal de Planejamento, Washington Bonfim, explicou aos conselheiros os avanços que o turismo e a comunidade da região Norte da capital terão com a continuação do programa de revitalização.

Para o gestor da SEMDEC, a região do Lagoas do Norte terá grande contribuição ao turismo da capital, ampliando atrativos e gerando emprego.

“Nós estamos participando da elaboração do projeto desde o seu início. A ideia da criação de um complexo turístico foi bem aceita tanto pelo Banco Mundial, quanto pela equipe da SEMPLAN. Já é um ótimo começo, porque consequentemente, teremos um impacto na economia local com esse investimento focado também no turismo. Naquela região moram famílias que poderão aumentar sua renda com essas transformações”, explicou Fábio Nery aos conselheiros.

Na pauta, além da apresentação do referido programa, discutiu-se também o Guia do Investidor, destinado para aqueles que pensam em fazer negócios em Teresina. Um produto desenvolvido pela Prefeitura de Teresina, através da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turismo (SEMDEC), que deve ser lançado até o início do segundo semestre.

Os conselheiros do COMTUR também aprovaram a participação da SEMDEC, representando a capital piauiense, em dois eventos neste ano de 2016: Bolsa Nacional de Turismo Master – BNTM, de 18 a 20 de maio; e na Expo Internacional de Turismo – ABAV, no mês de setembro.

Teresina representa quase 50% dos empregos gerados em call center no Brasil

Em meio às adversidades que o país enfrenta, Teresina continua se destacando pela contribuição positiva em pesquisas sobre geração e manutenção de empregos. E os postos de trabalho que mais cresceram foram nas operadoras de telemarketing atraídas para a capital por causa dos incentivos fiscais oferecidos pela Prefeitura. Em Teresina, foram mais de 12,4 mil empregos registrados no setor, representando 45,9% da soma do país inteiro.

Uma pesquisa divulgada na última segunda-feira (28) pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) mapeou mais de 600 profissões e identificou aquelas que cresceram mesmo em meio à atual crise econômica. Do total analisado, 140 setores (23,2%) registraram aumento líquido de vagas desde o início da recessão e um seleto grupo de 15 profissões se destacou com crescimento acima da média.

O estudo da CNC aponta que as vagas criadas para operadores de telemarketing somam 27,5 mil novos postos de emprego entre julho de 2014 e dezembro de 2015, ocupando a segunda posição da lista. “Deste total, em Teresina, foram mais de 12,4 mil empregos registrados, representando 45,9% da soma de todo o Brasil”, ressalta o secretário municipal do desenvolvimento econômico e turismo, Fábio Nery.

Outras atividades do setor terciário, como prestação de serviços de alimentação, saúde e cuidados pessoais, também figuram na lista das 15 profissões que resistem à crise. Este setor se destacou entre as profissões com maior empregabilidade, uma vez que estas atividades típicas da prestação de serviços figuram entre aquelas com maior geração de vagas.

O estudo também evidencia a predominância feminina em 10 das 15 profissões destacadas. É o caso das cuidadoras de crianças, jovens, adultos e idosos que representam 90,8% do total de profissionais em atuação nos segmentos analisados, deste total 66,6% são do sexo feminino. A pesquisa aponta também a idade média dos profissionais e revela que entre operadores de telemarketing predomina uma força de trabalho mais jovem – na faixa dos 18 aos 24 anos.

O secretário destaca que a Prefeitura de Teresina tem trabalhado para suprir a abrir novas oportunidades de empregos e qualificação, principalmente entre os jovens. “Desde 2013 foram criadas Leis de Incentivo, alterações de leis já existentes, convênios com instituições públicas e privadas, acordos de cooperação com órgãos federais e parcerias com outras secretarias e organizações. Assim, além dos empregos gerados no setor de call center, vários cursos de qualificação para outras áreas são ofertados pela Prefeitura e 16 mil pessoas já foram beneficiadas. Desse total, mais de 1.800 delas participaram de cursos na área do turismo e afins permitindo a possibilidade de trabalho em setores com necessidade de mão de obra qualificada”, enumera Fábio Nery.

Para ele, os dados positivos na geração e manutenção de empregos são resultado da implantação de políticas de planejamento, execução e avaliação de efeitos por parte da Prefeitura.  “É muito importante ter um planejamento orientado para beneficiar a sociedade. A política implantada pela Prefeitura conseguiu esse objetivo com a atração de investimento em empresas que pudessem contribuir em grande escala para geração de emprego e renda, que é o caso dos call center, além das parcerias para capacitar e profissionalizar jovens e adultos fora do mercado de trabalho. Teresina se destaca positivamente em relação a situação econômica do país porque a Prefeitura conseguiu criar esta política eficaz, comprovada através destes resultados”, disse.

Programa Miniempresa chega à zona Sul de Teresina

Os jovens do bairro Porto Alegre, localizado na zona Sul de Teresina, ganharam ontem (17) a oportunidade de participar do programa Miniempresa, graças a parceria entre a Prefeitura de Teresina e a associação Junior Achievement.

A comunidade foi recepcionada com uma aula inaugural realizada no Centro de Artes e Esportes Unificado (CEU) do bairro para conhecer os benefícios do programa, que proporciona conhecimento prático e teórico aos jovens estudantes do 2º ano do Ensino Médio, nas áreas de economia, negócios e na organização e operação de uma empresa.

Com duas turmas de 40 alunos, o Miniempresa será aplicado entre os jovens do bairro Porto Alegre, nas instalações do próprio CEU. A Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo (SEMDEC) é o órgão responsável pela articulação e monitoramento do Miniempresa.

De acordo com o secretário da SEMDEC, Fábio Nery, que esteve presente na aula inaugural representando o prefeito Firmino Filho, o programa é inovador e de grande importância para os jovens discernirem questões econômicas do dia a dia.

“O que estamos trazendo para esses jovens é algo inovador. Eles terão nas mãos a oportunidade de conhecer e saber lidar com o empreendedorismo e as mais diversas maneiras de gerir um negócio. Esse aprendizado não só vai refletir e impactar nos estudos, como também na vida pessoal de cada um, no dia a dia, dentro de casa”, explicou Fábio Nery.

Para a diretora da Junior Achievement, Celina Tourinho, os resultados positivos alcançados pelo programa só são possíveis devido às boas parcerias. “Só obtemos bons resultados e realizamos um trabalho de qualidade quando encontramos parceiros como a Prefeitura de Teresina, que está sempre aberta a levar conhecimentos importantes aos jovens”, disse.

“No Piauí, já formamos mais de 50 mil jovens que hoje estão no mercado de trabalho, dando resultados. É com este exemplo que chegamos aqui, pois o prefeito escolheu o Porto Alegre justamente para trazer uma nova visão aos jovens dessa comunidade, de como funciona o mundo dos negócios, da economia”, pontuou a diretora.

Os cursos terão 3h30 de duração em jornadas semanais, durante 15 semanas. Com a implantação do programa os participantes terão a oportunidade de vivenciar e aprender os conceitos de livre iniciativa, mercado e comercialização e produção, com o acompanhamento de profissionais das áreas de marketing, finanças, recursos humanos e produção.

Programa irá proporcionar experiência em economia e negócios para jovens de Teresina

Sucesso em resultados entre crianças e jovens, o programa Miniempresa será lançado nesta quinta-feira (17), às 17h, no Centro de Artes e Esporte Unificado – CEU, no bairro Porto Alegre zona Sul, através de parceria entre a Prefeitura de Teresina e a Junior Achievement.

O Miniempresa vai proporcionar a jovens estudantes do 2º ano do Ensino Médio o conhecimento, prático e teórico, em economia, negócios e na organização e operação de uma empresa. Com duas turmas de 40 alunos, o programa será aplicado entre os jovens das comunidades, tendo como espaço para as aulas o CEU.

A gestora de projetos da Junior Achievement, Elisangela Chaves, conta que a Associação e a Prefeitura de Teresina são parceiras desde 2004. “Estamos colhendo bons resultados, desde quando tudo começou há mais de 10 anos”, comemorou ela,falando também das expectativas para a implantação do programa na zona Sul.“Quando falamos para os meninos do programa Miniempresa, enxergamos o brilho nos olhos de cada um. A curiosidade deles em saber como funciona o empreendedorismo e em querer enxergar por uma outra perspectiva são muito grandes”, explicou.

Elisangela também adiantou que o programa já está sendo analisado para uma possível ampliação, passando a funcionar no CEU da zona Norte de Teresina.

A Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo (SEMDEC) é quem está articulando e supervisionando junto com a Junior Achievement os cursos, que terão 3h30 de duração em jornadas semanais, durante 15 semanas.

“Nossa secretaria vem tomando a iniciativa de não só apoiar essas ações, como também disseminar essa cultura empreendedora. Os jovens são os principais agentes disso tudo. Estamos felizes por esta oportunidade, em que a Prefeitura de Teresina, através da nossa secretaria, está levando à zona Sul esse programa enriquecedor”, afirmou o secretário da SEMDEC, Fábio Nery.

Com a implantação do programa os participantes terão a oportunidade de vivenciar e aprender os conceitos de livre iniciativa, mercado, comercialização e produção, com o acompanhamento de profissionais das áreas de marketing, finanças, recursos humanos e produção.

São Paulo lidera visitas aos Centros de Atendimento ao Turista

Durante os meses de janeiro e fevereiro de 2016 os Centros de Atendimento aos Turistas – CATs, mantidos pela Prefeitura de Teresina, através da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo (SEMDEC), receberam um total de 465 visitas, que responderam ao questionário de Pesquisa de Turismo Receptivo – Avaliação de Visitantes.

Os CATs estão instalados nos seguintes locais: Complexo Turístico Ponte Estaiada, Central de Artesanato Mestre Dezinho, Aeroporto de Teresina, Parque Encontro dos Rios, Shopping da Cidade e Parque Lagoas do Norte.

Com base nos questionários, que são entregues pelos atendentes dos CATs, observa-se que os turistas procedentes do estado de São Paulo lideraram as visitas nos dois primeiros meses do ano, com 15,7% em janeiro e pequeno aumento de fluxo em fevereiro, passando para 16,9% do total. O Distrito Federal apresentou a segunda posição em relação ao fluxo turístico, com 12,3% em janeiro, perdendo essa posição para o interior do Piauí no mês seguinte, que registrou 11,4% em fevereiro.

Em relação ao total de visitas de estrangeiros, o mês de janeiro recebeu 23,1% provenientes dos Estados Unidos, 15,4% do Uruguai e 15,4% da Colômbia, esse último tendo apresentado em fevereiro um crescimento de 33,3%, destacando-se como maior emissor naquele mês. O segundo país que mais enviou turistas a Teresina, em fevereiro, foi o Canadá, com 25% do total do fluxo de visitantes estrangeiros aos CATs.

A permanência média dos visitantes nacionais foi de 7,8 dias por pessoa, em janeiro, e 11,9 dias por pessoa, em fevereiro. Já a permanência média dos visitantes estrangeiros alcançou 27,6 dias por pessoa em janeiro e 12,1 dias por pessoa em fevereiro, por conta de turistas que moram em outros países e vieram a Teresina passar as férias com seus familiares, o que elevou o tempo de permanência na capital.

Em relação às motivações de viagem, em janeiro e fevereiro as visitas a parentes e amigos lideraram com 54,2% e 45,1%, respectivamente, seguidas de turistas que vieram motivados por negócios 16,1% e 18,3%, saúde 7,4% e 13,1% e eventos 8,4% e 8,9%. O meio de hospedagem mais utilizado, nos dois meses referidos, foi a casa de parentes e amigos, com 44,2% e 40,8%, respectivamente, acompanhado de hotel 40,6% e 35,2% e pousadas e pensões 7,2% e 13,1%. Os meios de transportes mais utilizados foram avião 49% e 50%, ônibus 24,3% e 25% e automóvel 24,3% e 23,1%.

A pesquisa também verificou a nota atribuída pelos visitantes a Teresina, registrando 8,6 em janeiro e 8,7 em fevereiro, numa escala de zero a dez.

Teresina vai contar com nova unidade do SINE

O prefeito Firmino Filho participou hoje(04), no Palácio da Cidade, de mais uma reunião do  Conselho Municipal de Emprego de Teresina (COMETE). A reunião serviu para a discussão das ações com vistas à instalação de mais uma unidade do Sistema Nacional de Emprego (SINE) em Teresina.

Antônio Gonçalves Leitão Filho, técnico do Ministério do trabalho e do Emprego, explicou que a meta é ampliar as ações do SINE em todo o país, com prioridade para os trabalhadores mais vulneráveis. O conselho é composto por 15 instituições e tem como presidente o secretário de Municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo (SEMDEC), Fábio Nery.

A partir de agora, conforme o prefeito Firmino Filho, Teresina terá condições de implementar os programas de geração de emprego e renda, bem como a obtenção de projetos com recursos do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE).

Participam do COMETE representantes da SEMDEC, Secretaria de Desenvolvimento Rural de Teresina (SDR), Fundação Wall Ferraz, Câmara de Dirigentes Lojistas de Teresina (CDL), Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Construção (SINTRICOM), Sindicato dos Empregados no Comércio e Serviço de Teresina (SINDCOM), Associação Comercial Piauiense (ACP), Sindicato dos Trabalhadores Empresas de Transportes Rodoviários do Piauí (SINTETRO), Secretaria Municipal de Economia Solidária (SEMEST) e Superintendência Regional do Trabalho e Emprego (SRTE/PI).

Iluminação será ampliada no Polo Empresarial Sul de Teresina

A iluminação e eletrificação do Polo Empresarial Sul foram os assuntos abordados durante reunião entre empresários, Eletrobrás, poder legislativo e a Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turismo (SEMDEC) na tarde da última quarta-feira (02).

Com 19 indústrias instaladas e mais de dois mil empregos gerados diretamente, o Polo Empresarial Sul é uma das maiores apostas de investimento na cidade, contando com 143 hectares. Para tanto, é necessário a ampliação da sua rede de eletrificação, já que nos próximos meses mais empresas do setor atacadista e industrial irão instalar-se em sua área.

Através de uma Emenda Parlamentar no valor de R$ 283 mil, do vereador Aluísio Sampaio, as melhorias para o Polo serão iniciadas na parte da iluminação pública, contando com o apoio de planejamento, logístico e de execução da Semdec, Semduh e SDU Sul.

O secretário de Desenvolvimento Econômico do município, Fábio Nery, já assegurou a elaboração do projeto responsável pela parte da eletrificação e iluminação necessária que, em seguida, passará pelo crivo da Eletrobrás, antes de sua execução. “Vamos fazer um novo projeto, atualizado, contemplando toda a área do Polo Empresarial Sul. Vamos considerar de início as áreas já construídas”, pontuou o gestor.

A execução da obra será de responsabilidade da SDU Sul, com previsão de entrega até o início do segundo semestre. Participaram da reunião o assistente da diretoria de Planejamento e Expansão da Eletrobrás, Luiz Carlos Coelho, os empresários Eduardo Cosme, Antonio José Lira, Gilberto Pedrosa, da Associação das Industria do Piauí, o vereador Aluísio Sampaio, Davimar, da SDU Sul e o secretário da Semdec, Fábio Nery.