Abertura do Projeto Empreende Bairro foca em comportamentos e importância de ser MEI

Teve início na noite desta segunda-feira (2) a 2ª edição do Projeto Empreende Bairro. Com a palestra “Atendendo e aumentando as vendas”, mediada pela consultora do Sebrae no Piauí, Yolanda Amorim, o projeto ofertará, nas próximas semanas, vários minicursos de capacitação a empreendedores da região do bairro Promorar, zona sul de Teresina.

Com dicas de comportamento empresarial, iniciativas e até sobre a importância de ser MEI (Micro Empreendedor Individual), a consultora do Sebrae destacou, durante sua palestra, pontos importantes na hora de conhecer e traçar estratégias para impulsionar e desenvolver pequenos e médios negócios. “Ser MEI hoje em dia é muito importante para pequenos empreendedores, por causa de uma série de possibilidades, como poder emitir nota, participar de licitação, entre outras coisas”, destaca Yolanda Amorim.

Com sede no Senac Unidade Audir Lage, localizado entre o bairro Promorar e Parque Piauí, o Empreende Bairro quer estimular a capacitação de empreendedores e micro empresários da região e promover grande evento ao final desta edição. O projeto é um realização da Prefeitura de Teresina, por meio da Semdec, em parceria com a Rede Clube, o Sebrae no Piauí e o Conselho Regional de Administração do Piauí (CRA-PI).

“Nosso objetivo, com esse projeto, é impulsionar o desenvolvimento econômico do bairro por meio da qualificação. Se os empreendedores de um bairro dominam as técnicas, ele vai saber conduzir seu negócio, fazê-lo crescer e gerar emprego e renda. O Empreende Bairro conquistou a confiança da população e cresceu no bairro Promorar. Recebemos mais inscrições do que prevíamos e isso é muito gratificante para o trabalho que a gente vem realizando dentro da Semdec”, comentou o secretário de Desenvolvimento Econômico e Turismo (Semdec), Venâncio Cardoso.

Para o gerente de marketing da TV Clube, Ribeiro Júnior, o Empreende Bairro lida com sonhos e por isso é tão importante chegar à comunidade. “É por meio da educação que a gente vê que as histórias das pessoas são transformadas. Por isso na nossa parceira é muito positiva, a nossa capacidade de mobilização faz que o público conheça melhor o projeto e para que o microempreendedor tenha essa oportunidade”, disse.

Veja na tabela abaixo a programação completa:

Semdec transfere escultura de anjo para Museu da Imagem e do Som de Teresina

A Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo (Semdec) vai transferir a escultura do anjo, que homenagearia Torquato Neto e seria instalada na nova praça da Ponte Estaiada, para o Museu da Imagem e do Som de Teresina (MIS), que deve ser inaugurado no fim deste ano. A decisão veio após o MIS escolher homenagear a obra de Torquato Neto em sua abertura. A nova praça da Ponte Estaiada homenageará o poeta H. Dobal.

A nova escultura a ser instalada na praça será sobre um pescador paciente, em homenagem à poesia “Martim Pescador” de H. Dobal. Na poesia, o poeta fala sobre o pescador João Gomes e sua “paciência infinita dos dias de pesca”. A peça ficará localizada no espaço da alça direita da ponte e terá três metros de largura por dois e meio de altura.

Assim como o ‘Anjo Torto’ de Torquato Neto, o ‘Pescador Paciente’ também é assinado pelo artista Braga Tepi e chegará no mês de março, em comemoração aos 10 anos de inauguração da Ponte Estaiada João Isidoro França. O novo local passará a ser chamado de Praça H. Dobal.

De acordo com o secretário da Semdec, Venâncio Cardoso, mesmo com a doação da escultura ao MIS, a praça da ponte continuará com a ideia de homenagear artistas teresinenses. “Aquele espaço sempre foi pensado para ser um ponto de cultura. Com a doação da escultura do anjo, pensamos em homenagear outro grande artista local, e o escolhido foi o poeta, cronista e professor H. Dobal, que tem uma vasta obra para ser apreciada. A Semdec vem trabalhando para dinamizar a frequência da população à Ponte Estaiada. A ideia é que tornemos o local um ponto para inspirar e ser palco da nossa poesia, com exposições de arte e realização de saraus. Além disso, é claro, a chegada da escultura vai celebrar os 10 anos da ponte”, explica.

A obra é uma iniciativa da Semdec, sendo executada pela Superintendência de Desenvolvimento Urbano (SDU) Leste, que já está realizando a estruturação para receber a obra de arte. A Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano e Habitação (Semduh) ficará responsável pela iluminação do local.

H. Dobal

Hindemburgo Dobal Teixeira (H. Dobal) nasceu em Teresina. Poeta, cronista e professor, formou-se em Direito em 1952, pela Faculdade de Direito do Piauí. Foi um dos fundadores do Movimento Meridiano. Funcionário público concursado, aposentou-se como auditor fiscal do Tesouro Nacional. Trabalhou no Rio de Janeiro e em Brasília e passou por períodos de formação em Londres e Berlim. Deixou uma vasta obra publicada. H.Dobal morreu em maio de 2008, em Teresina, aos 81 anos.

Atividades do Projeto Empreende Bairro iniciam na segunda-feira (02)

Com quase 300 pessoas inscritas, a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo (Semdec), em parceria com a Rede Clube, iniciará, nesta segunda-feira (02), as atividades da 2ª edição do Projeto Empreende Bairro com a palestra “Atendendo e aumentando as vendas”, a partir das 18h. Este ano o bairro Promorar, zona sul de Teresina, será a sede desta iniciativa que, ao final, promoverá uma grande exposição de serviços e produtos, com a Feira Empreende.

Com o objetivo de criar uma atmosfera de capacitação de empreendedores locais e assim gerar emprego e renda, o cronograma do projeto contempla três minicursos que farão a base de formação profissional dos inscritos, sendo eles: Gestão de Marketing, Gestão Financeira e Gestão de Pessoas. Além disso, serão oferecidas várias oficinas na área de tecnologia, sustentabilidade e inovação. Tanto o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae no Piauí) quanto o  Conselho Regional de Administração do Piauí (CRA-PI) são parceiros na iniciativa.

Para o gestor da Semdec, Venâncio Cardoso, o número expressivo de inscrições representa o acolhimento da população com relação ao projeto e a importância do projeto para o desenvolvimento econômico local. “Este ano o número de inscrições quase quadruplicou, ou seja, as pessoas estão reconhecendo a importância deste projeto para o empreendedorismo de Teresina. A Semdec está empolgada com o início das atividades e com os frutos que esta ação dará, em um futuro próximo, para a economia local”, comentou.

A palestra de abertura e todas as outras atividades do projeto serão ministradas no Senac – Unidade Audir Lages, Parque Piauí. Ao término dos minicursos, a ação se encerrará com a Feira Empreende, que está prevista para acontecer no dia 28 de março e que tem como objetivo unir todos os empreendedores do bairro para expor seus produtos e serviços, misturando a ação com apresentações culturais.

Participação de turistas no Corso de Teresina cresce 62,4% em 2020

O número de turistas em Teresina durante o período do Corso registrou aumento em 2020. De acordo com pesquisa realizada pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo (Semdec), o fluxo de turistas na avenida em 2019 era de 9,3%, número que saltou para 15,1% este ano, representando um crescimento de 62,4% de participantes vindos de outras cidades.

Os dados mostram que mais de 13 mil pessoas vieram à capital exclusivamente para participar do Corso e revelam ainda que estes turistas resolveram gastar mais em Teresina em função da festa. Em 2019, os visitantes gastaram R$ 147,24 em média, enquanto em 2020 o gasto saltou para R$ 249,82. Isso significa que somente os turistas geraram uma receita de R$ 5,3 milhões no total.

De acordo com o secretário da Semdec, Venâncio Cardoso, estes números representam os investimentos que a Prefeitura tem feito para tornar o Corso de Teresina cada vez mais atrativo. “A Prefeitura tem se esforçado para fazer com que esta importante festa do nosso calendário aconteça. A organização tem melhorado a cada ano, assim como a construção de atrativos, além da segurança no local. Estes números, em outras palavras, revelam que o corso é capaz de fazer uma grande movimentação financeira na cidade, uma vez que as pessoas não gastam somente no momento da festa. Elas gastam dinheiro usando transporte, customização de abadá, adereços, fantasias, entre outras coisas”, explica.

Para o Coordenador Especial de Turismo e também Coordenador das pesquisas da Semdec, Eneas Barros, o estudo é muito importante para nortear as ações da Fundação Monsenhor Chaves (FMC), responsável por realizar o Corso. Ele acrescenta que os resultados positivos também são frutos das ações da pasta no impulsionamento do setor de turismo.

“A Secretaria vem monitorando o Corso de Teresina há seis anos. Essas pesquisas ajudam a identificar as impressões do folião acerca do evento, ao tempo em que conhece melhor os turistas em visita à cidade. Essas informações são repassadas à Fundação Monsenhor Chaves, responsável por realizar o Corso, para que na edição seguinte as ações sejam aperfeiçoadas. Temos notado resultados positivos ao longo dos anos, na medida em que verificamos que as ações da Semdec no mercado nacional têm gerado bons frutos, como a elevação do fluxo turístico que chega a Teresina exclusivamente para participar do Corso”, diz.

A Semdec realizou o levantamento dos dados durante a folia do Corso, que aconteceu no último dia 15 de fevereiro, com a participação de 14 estudantes universitários, os quais foram selecionados para somar à equipe de pesquisa da Coordenação de Turismo. Os pesquisadores, em sua grande maioria, são alunos do curso de Turismo da Universidade Estadual do Piauí (Uespi). Foram aplicados 300 questionários, com margem de erro de 5,5%.

Prefeitura lança edital de R$ 120 mil para startups por meio do Programa THEch

O Programa THEch lançou, no fim da manhã desta sexta-feira (21), um edital que prevê a seleção de 10 projetos para receber bolsas de R$ 12 mil para desenvolver ideias inovadoras. A iniciativa é uma realização por meio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo (Semdec) em parceria com a Softex, uma Organização Social Civil de Interesse Público (Oscip).

A ideia é que equipes empreendedoras e startups, instituições, empresas e universidades se integrem e juntos desenvolvam soluções inovadoras para construir um ecossistema cooperativo e resolver problemas públicos ou empresariais. Inicialmente 60 equipes serão selecionadas, e somente na segunda fase ocorrerá o financiamento. Qualquer pessoa a partir de 15 anos pode se inscrever e participar.

“O objetivo é fazer de Teresina um polo em tecnologia da informação e comunicação, buscando fortalecer essa área por meio da educação e também incentivar o aparecimento de empresas de tecnologia. Estamos estreitando essa parceria com a Softex, que tem uma longa história de criação de polos tecnológicos. Esperamos que essa seja um momento importante para que a gente aponte outra vocação importante da cidade”, explica o prefeito Firmino Filho.

De acordo com o edital, a primeira fase do projeto consistirá na seleção das equipes empreendedoras e startups em fase de desenvolvimento que possuem interesse em fomentar competências demandadas pelo mercado de trabalho e validar negócios. Na segunda etapa, dez equipes serão selecionadas e receberão o aporte financeiro de R$ 12 mil. Nesta fase, o objetivo é que as equipes desenvolvam protótipos que possam resolver os desafios apresentados pelas empresas e instituições públicas participantes.

Na terceira etapa, serão selecionadas pelo menos quatro equipes que já tenham chegado na fase de teste do seu protótipo. Já na quarta etapa, apenas duas equipes serão beneficiadas para imersão internacional.

Para participar, além de ter idade mínima de 15 anos, é necessário que se formem equipes com no pelo menos três integrantes, e que sejam startups em fase de construção. Elas precisam apresentar um problema e uma proposta de solução. O Edital de Carreira e Desenvolvimento de Negócios busca aperfeiçoar o mercado de tecnologia e inovação existente em Teresina, por meio de aprimoramento.

Para o secretário da Semdec, Venâncio Cardoso, é cada vez mais necessário que Teresina invista em tecnologia. “Nossa cidade já investe muito bem na sua educação, mas precisamos avançar cada vez mais no rumo da tecnologia. Nosso país tem um deficit de mão de obra qualificada no setor da tecnologia e um projeto como o Programa THEch vem para auxiliar o crescimento de ideias inovadoras que sabemos o povo da nossa cidade tem”, disse.

De acordo com Luciana Tsukada, coordenadora do Programa Thech, a seleção das entidades de apoio à inovação (como faculdades e universidades), empresas e instituições públicas será realizada por meio de um segundo edital, com previsão de lançamento no mês de março. “O objetivo deste edital é aproximar as equipes empreendedoras de instituições que buscam aperfeiçoar ou desenvolver seus programas de inovação aberta”, finaliza.

Programa THEch abrirá edital para seleção de equipes e startups nesta sexta (21)

O Programa THEch vai lançar seu primeiro edital, nesta sexta-feira (21), às 11h, no Palácio da Cidade. Com foco em carreira e negócios, o edital será composto por quatro fases e funcionará por cerca de dez meses. Poderão participar instituições públicas e privadas que queiram desenvolver ou aperfeiçoar seus programas de inovação aberta, instituições de apoio à inovação, equipes empreendedoras ou startups em fase de ideação.

A primeira fase do projeto consistirá na seleção das equipes empreendedoras e startups em fase de ideação, que possuem interesse em desenvolver competências demandadas pelo mercado de trabalho e validar negócios.

De acordo com a coordenadora do Programa Thech, Luciana Tsukada, qualquer pessoa com idade a partir de 15 anos pode se inscrever e não é necessário ter CNPJ para participar das primeiras fases do programa. “As equipes empreendedoras podem se formar no momento em que estiverem se escrevendo no edital, ou seja, qualquer pessoa, a partir de 15 anos de idade, pode formar uma equipe de pelo menos três integrantes e se inscrever no edital”, explica.

Segundo o edital, na segunda fase, dez equipes serão selecionadas e receberão um aporte financeiro entre 10 a 15 mil reais. Nesta fase, o objetivo é que as equipes desenvolvam protótipos que possam resolver os desafios apresentados pelas empresas e instituições públicas participantes. Na terceira fase serão selecionadas pelo menos quatro equipes que já tenham chegado na fase de teste do seu protótipo. Já na quarta fase, apenas duas equipes serão beneficiadas para imersão internacional.

A seleção das instituições de apoio à inovação (como faculdades e universidades), empresas e instituições públicas será realizada por meio de um segundo edital, com previsão de lançamento no mês de março. O intuito deste edital é aproximar as equipes empreendedoras de instituições que buscam aperfeiçoar ou desenvolver seus programas de inovação aberta.

Segundo a coordenadora geral do Espaço THEch, Verônica Coelho, esta é uma ótima oportunidade para quem deseja obter capacitação e se tornar um empreendedor qualificado. “Aqui as equipes empreendedoras selecionadas serão ensinadas a desenvolver habilidades que hoje as empresas buscam em seus colaboradores. Além disso, elas terão a oportunidade de se conectar com as instituições públicas e privadas que estão participando do programa e já desenvolverem habilidades para a área que ela pretende atuar no mercado”, comenta.

O Programa THEch é uma realização da Prefeitura de Teresina, por meio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo (Semdec) e uma parceria firmada com a Softex, uma Organização Social Civil de Interesse Público (Oscip).

Ponte Estaiada terá escultura de anjo em homenagem ao poeta Torquato Neto

Teresina terá uma escultura de um anjo, com três metros de altura por dez metros de envergadura de asas, em homenagem a Torquato Neto, poeta teresinense, jornalista e letrista de música popular. A peça, assinada pelo artista Braga Tepi, chegará no  mês de março, em comemoração aos 10 anos de inauguração da Ponte Estaiada João Isidoro França.

A escultura ficará localizada no espaço da alça direita da ponte. O local passará a ser chamado de Praça do Anjo. A inspiração para o nome veio do poema de Torquato Neto “Let’s Play That”, onde o poeta fala sobre um “anjo louco, torto” e com “asas de avião” que veio lhe visitar.

De acordo com o secretário municipal de desenvolvimento econômico e turismo (Semdec), Venâncio Cardoso, a ideia de colocar uma escultura no local, é para homenagear um dos principais nomes na poesia piauiense e também transformar o local em um ponto de cultura com a realização de exposições de arte, entre outras ações.

“A Semdec vem trabalhando para dinamizar a frequência da população na Ponte Estaiada. Nós queremos ter na ponte também um local para inspirar e ser palco da nossa poesia, com exposição de arte, realização de saraus. A chegada da escultura do anjo no local vem para coroar essa iniciativa, celebrar os 10 anos de inauguração da ponte e ainda ser o ponto de partida para uma série de melhorias que estão planejadas para todo este ano”, explica.

A obra é uma iniciativa da Semdec tendo a execução por conta da SDU/ Leste, que já está realizando a estruturação para receber a obra de arte. A Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano e Habitação ficará responsável pela iluminação do local.

Torquato Neto

Torquato foi um importante jornalista, compositor, cineasta e ator brasileiro. Ele nasceu em novembro de 1944, em Teresina (Piauí). Em 1961 mudou-se para Salvador (BA). No mesmo ano, Torquato resolveu deixar Salvador e mudou-se para o Rio de Janeiro para cursar jornalismo na Faculdade Nacional de Filosofia. Enquanto trabalhava como jornalista, Torquato escrevia poesia e música. Ele desenvolveu amizade e trabalhou junto com nomes como Caetano Veloso, Gal Costa, Gilberto Gil e Maria Bethânia. O artista foi um dos precursores do Movimento Tropicalista.

Praça dos Skatistas terá espaço para desenvolver tecnologia em Teresina

A Praça Ocílio Lago, conhecida popularmente como Praça dos Skatistas, em breve se tornará um local de referência não só pela prática esportiva, mas também como espaço para desenvolvimento de tecnologia, inovação e empreendedorismo na cidade. A Prefeitura de Teresina vai inaugurar no próximo mês de março o Espaço Thech, local aberto ao público para estudar, impulsionar e gerar conhecimento tecnológico.

A proposta do projeto é reunir e conectar empreendedores e empresas inovadoras. O Espaço Thech, inspirado em modelos de inovação do exterior, terá ampla estrutura de laboratório maker (que é um espaço para testar ideias, produtos e projetos), espaço de coworking e salas para incubação de empresas, que irá permitir o desenvolvimento de startups (empresas embrionárias que desenvolvem propostas na área de inovação).

O Espaço Thech vai começar a funcionar já desenvolvendo o Programa Thech com alunos da rede municipal de ensino de Teresina, através de maratoninhas makers, que são eventos intensos sobre iniciação a tecnologia. Além disso, ainda em fevereiro, serão abertos quatro editais, sendo dois para impulsionar startups e outros dois destinados para educação. A previsão é que o edital seja lançado na terça-feira (18). Os interessados poderão conferir mais informações sobre esta iniciativa por meio do site: thechteresina.softex.br ou pelo Instagram (@programathech).

“O prefeito Firmino Filho sempre buscou implantar na cidade um programa para fomentar a cultura empreendedora, por meio da estruturação, da criação de empresas de base tecnológica, além de estimular a inovação das empresas já existentes”, ressalta o secretário de Desenvolvimento Econômico e Turismo (Semdec), Venâncio Cardoso, pasta a qual o Espaço Thech ficará ligado. Ele ressalta a importância do projeto também para os jovens que, em todo o mundo, têm apresentado ideias revolucionárias. “Nossa intenção é multiplicar conhecimento, é levar Teresina a ter um espaço que pode auxiliar o desenvolvimento de ideias”, explica.

Nessa iniciativa, a Prefeitura de Teresina trabalha em parceria com a empresa Softex, uma Organização Social Civil de Interesse Público (Oscip). A empresa é referência no setor e já desenvolveu projetos semelhantes em outros estados. O Casarão Tech Renato Archer, localizado no Centro Histórico de São Luís (MA), é um exemplo desse trabalho. Em janeiro de 2018, a capital maranhense inaugurou o primeiro hub de inovação do estado.

“A Softex tem uma ampla experiência em gerar desenvolvimento através da tecnologia. A empresa executa programas que vão desde a educação empreendedora, até a internacionalização de ideia e produtos desenvolvidos no Brasil. A tecnologia ela já faz parte da nossa vida. Quando desenhamos o Thech, o fizemos inspirados nas melhores práticas que desenvolvemos em outros programas (como o Startup Brasil), com uma perspectiva local para humanizar o contato da comunidade com a tecnologia”, afirma Luciana Tsukada, coordenadora do Programa.

Subestação de energia no Polo Empresarial Sul será inaugurada no fim de março

Um grupo formado pelos presidentes nacional e estadual e técnicos da Equatorial Energia e Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo (Semdec) estiveram, no fim da tarde da última terça-feira (11), visitando as obras da Subestação Esplanada, localizada na zona sul de Teresina. A vistoria buscou verificar o andamento da obra, que beneficiará o Polo Empresarial Sul e vários bairros dos arredores. A previsão de inauguração, de acordo com a empresa, será no fim de março.

A construção no local foi possível após o prefeito Firmino Filho assinar um termo de permissão de uso de imóvel público autorizando a empresa Equatorial a ocupar o terreno. Por meio da Semdec, foi liberado um hectare em julho do ano passado. Além de melhorar a energia do local, a intenção é que ela sirva também para atrair negócios para cidade com a chegada de novos empreendimentos, gerando empregos.

“A Prefeitura tem buscado realizar os investimentos necessários para atrair novas empresas aqui na capital. É um trabalho que tem foco no desenvolvimento econômico e social, já que a instalação de novas empresas implica geração de emprego e renda para nossa gente. Há também uma política de incentivos para que essas empresas tenham as condições de se instalarem e a energia é sempre uma das principais demandas desses investidores”, explicou o prefeito.

Para o secretário da Semdec, Venâncio Cardoso, a doação desse terreno para a empresa de energia foi estratégica. “Os bairros da zona sul, em especial o Polo Empresarial Sul, tem grandes problemas com a questão da energia. É uma região que tem grande necessidade, pois a utilizam para produzir seus produtos, gerando vários empregos. Com essa subestação funcionando, vai melhorar muito essa questão, que era reclamação recorrente do empresariado instalado no local. Então foi uma ação inteligente e estratégica do prefeito Firmino doar esse terreno, pois o benefício será muito maior”, disse.

De acordo com a Equatorial Energia, a Subestação Esplanada beneficiará aproximadamente 85 mil famílias, levando cinco vezes mais energia para a zona sul de Teresina. A potência de seus 25 MVA’s, inclui a construção de 9 km de linhas de distribuição em 69kV e 12 km de redes de distribuição.

O presidente da Equatorial Piauí, Nonato Castro, afirma que a subestação trará benefícios para a região e ainda prevê melhorias no ambiente de negócios na cidade. “A Subestação Esplanada, um investimento de aproximadamente 21 milhões de reais da Equatorial Piauí, levará cinco vezes mais energia para zona sul da capital, beneficiando 85 mil pessoas. Além disso, trará benefícios para o setor empresarial e industrial, pois sua eficiência energética deve não apenas suprir a demanda hoje existente na área do Polo Industrial Sul, mas também melhorar o ambiente de negócios da cidade”, disse.

A visita ainda contou também com a presença do Secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico (Sedet), Igor Neri.

Semdec promove famtour com profissionais do turismo nacional para apresentar Teresina

Dando continuidade às estratégias para inclusão de Teresina no mercado turístico nacional, Teresina será palco de um novo famtour (turismo de familiarização). Desta vez, cerca de 12 integrantes, entre agentes de viagens, jornalistas e operadores de Turismo, de mais de dez empresas nacionais participarão da atividade. Os profissionais conhecerão os principais atrativos turísticos do município e participarão do Corso 2020. O famtour foi viabilizado pelo Conselho Municipal de Turismo (COMTUR) e acontecerá entre os dias 14 e 16 de fevereiro.

Esta é a segunda viagem de familiarização promovida pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo (Semdec). A primeira ocorreu no ano de 2019, também no período do Corso de Teresina, e trouxe resultados positivos para o setor turístico da capital, incluindo Teresina em pacotes de viagens e a circulação de matérias em sites e revistas nacionais sobre as potencialidades do município.

Em 2020 as empresas participantes do Famtour são: Braztoa, Flytour e Avtur (São Paulo), Kontik e Coluna do Turismo (Bahia), Gaia Turismo (Rio Grande do Sul), Clair Turismo (Santa Catarina), Schultz (Paraná), Mercado do Turismo (Minas Gerais) e Meru Viagens (Brasília). O custeio das passagens aéreas para a vinda dos convidados foi feito através do Fundo Municipal de Turismo (FUMTUR).

Para o gestor da Semdec, Venâncio Cardoso, o objetivo da ação é apresentar e aproveitar as potencialidades turísticas de Teresina para comercializá-la. “Já vimos que os resultados obtidos com essa ação foram muito positivos, por isso continuamos com essa estratégia. Temos o maior Corso do mundo e esse produto precisa ser comercializado nacionalmente. Além disso, trazer jornalistas especializados e operadores de turismo ajuda no fortalecimento do turismo local, gerando demanda e, consequentemente, elevando a receita deixada pelos visitantes”, analisou.

De acordo com o coordenador Especial de Turismo da Semdec, Eneas Barros, o famtour é também uma grande oportunidade para os empreendimentos da área turística da cidade. “No dia 15 de fevereiro a Secretaria vai promover uma reunião técnica, onde os empreendimentos que operam com receptivo em Teresina terão a oportunidade de conversar com os Operadores de Turismo, agentes de viagens e jornalistas convidados, para que seus serviços sejam incluídos nos roteiros a serem elaborados”, explicou.

Além de participarem do Corso, o grupo de convidados fará passeios por toda a cidade, incluindo visitas ao Parque Encontro dos Rios, ao Polo Cerâmico e à Ponte Estaiada, além de experimentarem da gastronomia típica local. O tour encerrará com visita ao Parque Floresta Fóssil, cujas obras de instalação do museu e outras estruturas já foram autorizadas e iniciadas.

Números do Corso

No ano de 2019 o Corso de Teresina recebeu cerca de 280 mil foliões. Destes, 12% a 14% eram turistas de outros estados, representando um aumento de 64,3% em relação ao ano de 2018.  Além disso, 90,8% das pessoas que participaram do evento aprovaram a organização da festa e 92,2% aprovaram a segurança do local. A expectativa é que este ano o Corso gere um faturamento de R$ 26,5 milhões e atraia mais de 300 mil foliões.