SEMDEC realiza balanço de ações realizadas e projeções para 2015 e 2016

A Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turismo (SEMDEC) promoveu um seminário com toda sua equipe com o objetivo de fazer um balanço das ações realizadas nos anos de 2013 e 2014, e fazer projeções para os anos de 2015 e 2016. O evento foi liderado pelo Secretário de Desenvolvimento Econômico e Turismo, Fábio Nery.

Durante o seminário de planejamento foram destacados programas como o Teresina + Negócios, que funciona através da distribuição de carteirinhas via rede hoteleira, e permite aos turistas descontos e benefícios específicos entre o comércio e prestadores de serviços na capital.

Na área de atração de investimentos destacou-se o fato de Teresina ter sido a 4ª capital do país em geração de empregos, o correspondente a 78% dos empregos gerados em todo o Estado.

Para o ano de 2015, o Secretário Fábio Nery mencionou ainda o projeto que visa  a atualização da Lei de Micro e Pequenas Empresas, cujo objetivo é desburocratizar a abertura desses empreendimentos e facilitar a sua formalização.

O Secretário mencionou ainda os projetos Minha Primeira Empresa, Prêmio Jovem Empreendedor, e a implementação do Pólo Gastronômico da Avenida Nossa Senhora de Fátima, a serem lançados durante este ano.

Semdec avalia posição de Teresina como 8º destino turístico mais procurado

Na última semana, meios de comunicação de todo o país divulgaram os resultados de pesquisas realizadas por dois grandes sites de busca de passagens aéreas e hotéis, os quais posicionam Teresina como oitavo destino nacional mais procurado por seus clientes.

De acordo com o site ViajaNet, São Paulo e Rio de Janeiro foram os dois destinos mais buscados, seguidos por Salvador, Fortaleza, Recife, Porto Alegre, Belo Horizonte e Teresina. O outro site de buscas, Mundi, considerado o maior comparador de passagens aéreas e hotéis da América Latina, divulgou os destinos mais procurados para o verão de 2015, ficando em primeiro lugar Fortaleza e em segundo Rio de Janeiro, seguidos por Recife, Salvador, João Pessoa, Natal, Maceió e Teresina. Os números não foram disponibilizados pelas duas empresas, que os resguardam como estratégia comercial.

Teresina alcançou essa confortável posição nas duas pesquisas por inúmeros fatores favoráveis, com destaque para a definição de uma identidade turística, que a situa como destino de negócios, saúde e eventos, de acordo com Pesquisa de Demanda realizada em 2013 pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turismo (SEMDEC), em parceria com a Fundação CEPRO. Os outros aspectos que bem posicionaram Teresina incluem uma ação planejada para a área de Turismo, arquitetada pelo Plano de Governo do prefeito Firmino Filho, que tem como base o Plano de Desenvolvimento Integrado do Turismo Sustentável (PDITS), elaborado pela Fundação Getúlio Vargas em 2011.

A SEMDEC, dirigida pelo secretário Fábio Nery, elaborou o seu Plano de Ação baseado nas sugestões do PDITS, iniciando uma série de atividades integradas a outros órgãos, com o objetivo de captar fluxo e melhorar a estrutura receptiva do município.

Dentre as ações, foram destaques a participação em feiras nacionais e eventos locais, o lançamento do programa de benefícios do turista, denominado Teresina + Negócios, a produção de mais de 130 mil peças promocionais, incluindo guias, mapas, agendas de eventos, folders informativos e um aplicativo para o Guia Turístico, a Cooperação Técnica com os municípios de Palmas e São Luís, qualificação de mão de obra e muitas outras ações de impacto direto sobre o fluxo, como a instalação de seis postos de atendimento ao turista.

Essas ações contribuíram para o crescimento do interesse turístico por Teresina, consolidado pela participação da iniciativa privada na oferta de serviços, com destaque para a política promocional de preços das companhias aéreas, tarifas atraentes da hotelaria, um polo gastronômico de qualidade, serviços de saúde reconhecidos, diversidade para o setor de compras e um parque de eventos superior a 20 mil assentos diários.

Além das pesquisas ViajaNet e Mundi, o novo perfil de Teresina foi reconhecido também através de duas premiações oferecidas pelo Ministério do Turismo e SEBRAE Nacional, fundamentadas em pesquisa da Fundação Getúlio Vargas sobre os Destinos Indutores do Turismo Nacional. Teresina recebeu os prêmios por ter alcançado o maior crescimento no Índice Geral e por ter sido a capital que mais cresceu em seus aspectos culturais. As premiações foram entregues no final de 2014, em Brasília.

Para o secretário Fábio Nery, esse é um momento de bastante otimismo. “Com a consolidação de um conceito bem delineado, temos certeza de que Teresina é um destino que caminha para o reconhecimento como preferência do turismo nacional para as áreas de negócios, saúde e eventos”, afirmou o secretário.

Empresa de call center abre 2 mil vagas de emprego em Teresina

Uma boa notícia para os teresinenses. A Almaviva, empresa que atua no ramo de call center em Teresina, está ofertando vagas de emprego para os interessados. Ao todo são duas mil vagas de operador de telemarketing com previsão de contratação imediata. Os interessados podem entregar os currículos na sede da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico (Semdec), localizada na Avenida Campos Sales, 1292.

Os currículos podem ser entregues de segunda a sexta, das 7 ás 13 horas. Para pleitear a vaga, o interessado deve ser maior de 18 anos e possuir ensino médio completo. “É importante frisarmos que não há exigência de experiência anterior, o que dá ainda mais oportunidades àqueles que querem um emprego”, ponta o secretário da Semdec, Fábio Nery. Outras informações também podem ser obtidas por meio do (86) 3215 -7470.

Fábio Nery destacou que a atração de novas empresas que venham a gerar emprego e renda na capital tem sido uma das prioridades da Prefeitura de Teresina. “Tanto que fizemos algumas mudanças na nossa legislação que possibilitaram que novas empresas pudessem se instalar na cidade e isso tem surtido efeitos extremamente positivos. Uma prova é que, uma única empresa já tem contratados e está ampliando em mais duas mil vagas as ofertas de emprego na cidade”, comemora.

O secretário explica ainda que, inicialmente, a empresa estava ofertando mil vagas, mas, diante da demanda do mercado, houve a necessidade de novas contratações. “Isso mostra que estávamos certos. A política de atração de empresas e a mudança que fizemos na legislação, mais especificamente na lei que trata de call center, estão dando os resultados desejados”, salienta.

Entre as capitais do Norte e Nordeste, Teresina está na segunda posição com 7.991 empregos gerados no quesito saldo de empregos acumulados de Janeiro a Outubro do ano passado. Com o saldo positivo de postos de empregos no Brasil, a capital piauiense se destacou em 9º lugar, com 7.991 empregos entre Janeiro a Outubro do ano passado. “Para o ano de 2015, a Semdec irá intensificar as políticas de benefícios e incentivos fiscais para que haja um maior crescimento na geração de empregos”, finaliza.

Prefeito confere andamento das obras do Shopping Rio Poty

Teresina está ganhando um empreendimento de grande magnitude. É o Shopping Rio Poty, que está sendo construído na zona Norte de Teresina. Nesta segunda-feira, o prefeito Firmino Filho foi conferir o andamento das obras que devem gerar centenas de postos de trabalho e movimentar a economia local.

A visita foi acompanhada pelo relações institucionais do Grupo Sá Cavalcante, Kléber Braga, pelo secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Fábio Nery e pelo superintendente de Desenvolvimento Urbano da zona Norte, João Pádua. O empreendimento, que será inaugurado no dia 28 de julho de 2015, dispõe de 60.400 m² de Área Bruta Locável (ABL) e, hoje já conta com 78% das lojas comercializadas, com 100% de ancoragem garantida e com mais de 140 marcas confirmadas.

Segundo o prefeito, essa é uma obra de grande magnitude que a cidade irá receber. “Um empreendimento desse porte reforça a vocação comercial de Teresina. É uma obra muito importante para a cidade, tanto na geração de empregos quanto na movimentação da nossa economia”, pontuou.

Segundo Kleber Braga, atualmente, a obra movimenta um quadro da ordem de 1200 pessoas, sendo funcionários próprios, terceirizados e de lojistas. “Com a inauguração do empreendimento devem ser gerados outros 12.000 novos empregos, entre contratações diretas e indiretas”, contabiliza, acrescentando que a proposta do Grupo com a construção do Shopping é criar na zona Norte de Teresina um complexo multiuso, que une bairro residencial, hotel, torres comerciais e opções de entretenimento.

O Shopping Rio Poty, base de todo o empreendimento, conta com investimento da ordem de R$ 450 milhões, e contará com quatro pisos que vão abrigar 277 lojas, sendo 19 âncoras e megalojas, 12 salas de cinemas e 35 operações de alimentação. A estimativa é que, anualmente, o Shopping Rio Poty movimente cerca de R$ 500 milhões e que receba aproximadamente 10 milhões de visitantes. O mix de lojas do empreendimento trará marcas inéditas e exclusivas a Teresina, além de muitas opções em conforto, entretenimento e lazer. A começar pela chegada ao mercado piauiense das redes Cinépolis e Bodytech através de uma parceria com a Sá Cavalcante.

O secretário Fábio Nery destacou que o empreendimento inaugura um novo conceito na capital que alia comércio, serviços e moradia. “E isso facilita bastante a questão da mobilidade urbana também da cidade. Um empreendimento como esse é muito importante para nossa economia, vai gerar emprego e renda, além de ser um espaço de serviços e entretenimento para os teresinenses”, avaliou ele.

Teresina foi a cidade que mais evoluiu no Turismo entre as capitais brasileiras

A capital do Piauí, Teresina, foi uma das 13 cidades brasileiras que foram premiadas com o Índice Nacional da Competitividade do Turismo Nacional, edição 2014. Teresina foi a única cidade, entre os 65 destinos brasileiros, avaliados nacionalmente, que recebeu dois prêmios na edição deste ano.

Teresina recebeu troféu pela menção honrosa de ter sido a capital brasileira que mais evoluiu em competitividade para o Turismo.  O prêmio é concedido anualmente pelo consórcio envolvendo a Fundação Getúlio Vargas – FGV, o Sebrae Nacional e o Ministério do Turismo.

O secretário de Turismo, Fábio Nery, recebeu os prêmios das mãos do ministro do Turismo, Vinicius Lage, e do presidente do Sebrae. Luiz Barreto, na manhã de hoje, 16, no auditório da Universidade do Sebrae, na Capital Federal.

Fruto do trabalho

Fábio Nery, que representou o prefeito de Teresina, Firmino Filho, não escondeu a surpresa ao ser chamado duas vezes para receber prêmios que são referência do turismo brasileiro, ficando à frente de capitais bem maiores e com maior IDH. “ Fruto da um trabalho em cima de uma técnica desenvolvida ao longo desse nosso trabalho”, disse, inicialmente, Nery, para em seguida salientar uma ação em equipe. “Por conta de uma equipe muito qualificada”, disse, orgulhoso o gestor.

A cidade de Teresina foi premiada hoje por ser uma referência nos “aspectos culturais”  do Prêmio Índice Nacional de Competitividade do Turismo Nacional.  O Prêmio avalia 13 dimensões.  Teresina foi premiada por uma das “dimensões de avaliação”.  Outras 12 cidades também foram premiadas, entre elas as nordestinas Salvador(BA), Porto Seguro(BA), Fernando de Norinha(PE), Natal(RN).

Foram premiadas, também, Ouro Preto(MG), Cuiabá(MT), Vitória(ES), Pirinópolis(GO), e Ilha Bela(SP).   A cidade de São Paulo(SP), foi agraciada nesta sétima edição do Prêmio, com o nível 5, o grau máximo na avaliação do Índice Nacional de Competitividade do Turismo Nacional.

Autoridades nacionais

O presidente do Sebrae, Luiz Barreto, disse que a premiação é uma politica pública que vai além de uma questão de governo. “ Isto é muito importante para nós, pois é uma política de Estado”, disse Barreto.

O ministro Vinicius Lage, do Turismo,  afirmou que o prêmio “dá uma dimensão da sustentabilidade do desenvolvimento”. No entendimento do titular do Turismo, o “prêmio permite se fazer uma melhor reflexão sobre os municípios brasileiros e é fundamental para um turismo brasileiro mais competitivo”, disse.

Aspectos de avaliação

O coordenador de Turismo da Fundação Getúlio Vargas – FGV, Luiz Gustavo Barbosa, informou, logo no início do evento do grande esforço que foi empreendido pela Fundação que é a gestora do prêmio e que envolve uma ação que dura todo um ano de trabalho, com várias equipes de pesquiadores que andam pelo país avaliando os 65 destinos, passando, em média, uma semana em cada local fazendo 500 perguntas sobre cada uma das cenas de cada destino.

O prêmio é focado em “avaliar 13 dimensões”, sendo elas: infraestrutura, acesso, serviços e equipamentos turísticos, atrativos turísticos, marketing promocional dos destinos turísticos, políticas públicas, cooperaçào regional, monitoramento, economia local, capacidade empresarial , aspectos culturais, aspectos ambientais, aspectos sociais.

Dez cidades mais competitivas

Luiz Gustavo Barbosa, da FGV, informou quais são os 10 destinos turísticos mais competitivos do Brasil, com suas respectivas notas(pontos):  São Paulo(82,5), Porto Alegre(80), Belo Horizonte(78,5), Rio de Janeiro( 78,5), Curitiba( 77,9), Foz do Iguçu( 76,9), Recife(76), Brasilia(75,2), Salvador(75) e Florianópolis(74,2).

Teresina foi a cidade que mais cresceu em infraestrutura e qualidade dos serviços

Teresina foi eleita a cidade que teve maior crescimento em infraestrutura e qualidade nos seus serviços. A avaliação foi realizada pelo Governo Federal, através do Ministério do Turismo, que irá entregar o prêmio nesta terça-feira (16) ao secretário municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo (Semdec), representando a Prefeitura de Teresina, em Brasília-DF.

A capital do Piauí é tida como um dos 65 maiores destinos indutores do turismo. Para eleger as cidades que recebem o prêmio, o Governo Federal analisa o Índice Mercadológico Nacional do Turismo em 12 variáveis, que incluem infraestrutura, planejamento, marketing, articulação regional e qualidade de serviços.

O secretário da Semdec, Fábio Nery, explica que a avaliação dá à Prefeitura uma direção sobre os investimentos feitos nesse setor. “Nós fomos informados de que a cidade de Teresina foi a que mais cresceu em todas essas áreas. Esse trabalho é excelente, porque nos mostra às cidades avaliadas, como elas estão nesses setores e o que precisamos investir para melhorar ainda mais”, esclareceu o secretário.

O evento irá contar com a presença do ministro do Turismo, Vinicius Lages, o presidente do Sebrae, Luiz Barretto, e a participação da Fundação Getúlio Vargas (FGV).  No evento também será divulgado o catálogo de boas práticas do setor, uma publicação inédita que reúne ações bem sucedidas de gestores públicos de 11 localidades do Brasil.
Na mesma oportunidade, serão lançadas as normas revisadas para o turismo de aventura, um trabalho conjunto da Associação Brasileira da Empresas de Ecoturismo e Turismo de Aventura (Abeta) e Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT).

Call Center oferece mais de 400 vagas para operador

A Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo (Semdec) estará recebendo curriculum profissional a partir desta quarta-feira (09), para seleção em empresa de call center na capital. São cerca de mil vagas, sendo 450 para esta semana.

Através de um processo seletivo, os candidatos irão pleitear a vaga para o cargo de operador de telemarketing.

O cargo de operador exige o Ensino Médio completo. Os interessados devem comparecer à sede da Semdec, que fica localizada na Avenida Campos Sales, 1292, Centro/Norte.

Programa Teresina + Negócios irá beneficiar o turismo na capital

A Prefeitura de Teresina, através da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turismo (Semdec), irá lançar o Programa Teresina + Negócios, que irá beneficiar o turismo na capital, na noite desta quinta-feira (04), no Luxor Hotel. O lançamento irá acontecer no salão Zabelê, às 19h.

O Teresina + Negócios irá funcionar através da distribuição de carteirinhas via rede hoteleira, e permitirá aos turistas descontos e benefícios específicos entre o comércio e prestadores de serviços na capital.

Durante o lançamento será apresentado também o aplicativo do Guia Turístico de Teresina, atualmente distribuído no modelo impresso. Sendo pioneira no Brasil com este programa, a cidade de Teresina sai na frente no incentivo ao turismo e sobretudo ao comércio local, fomentando a economia.

“A cidade de Teresina será a primeira, no país, a executar um programa dessa amplitude que valoriza o comércio e os serviços da nossa capital. É um avanço inovador, estamos satisfeitos com a aceitação da cidade”, declarou o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo, Fábio Nery.

Já aderiram ao programa, inicialmente, cerca de 66 empreendimentos nos mais diversos segmentos. Destacam-se, hotéis, lojas, casas de show, casas de estética, academias de ginástica, restaurantes, hospitais, clínicas e laboratórios.

FWF e Semdec certificam primeiras turmas do “QualificaTur”

A Fundação Wall Ferraz (FWF) e a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo (Semdec) realizaram ontem (26), a certificação das primeiras turmas do projeto “QualificaTur”. O evento aconteceu no Executive Flat Rio Poty. São 79 concludentes das turmas de recepcionista em meios de hospedagem, camareira em meios de hospedagem, mensageiro em meios de hospedagem e inglês para conversação.

Várias autoridades e representantes do segmento turístico participaram da certificação. O “QualificaTur” é um projeto que se inclui ao conjunto de ações de profissionalização da Fundação Wall Ferraz e dirige-se ao mercado de turismo formal e informal. O projeto é realizado em parceria com a Semdec e a Coordenadoria de Turismo, e propõe a profissionalização e desenvolvimento sustentável do meio turístico em Teresina. Além de promover benefícios culturais e econômicos para a cidade.

Com os cursos ofertados gratuitamente, a cidade passará a dispor de contingente de profissionais preparados para trabalhar no segmento turístico. O projeto continua em execução, outras turmas estão sendo realizadas e alimentando o mercado de trabalho com mais pessoas qualificadas na área de turismo.

O projeto contribui para o fortalecimento do turismo local, satisfazendo as necessidades dos turistas brasileiros e estrangeiros, além de promover benefícios culturais e econômicos à comunidade .“A intenção é ofertar esses cursos na área do turismo para que vocês consigam a inserção no mercado de trabalho, além do melhor atendimento possível aos nossos visitantes para que eles voltem”, comentou a Presidente da FWF, Samara Pereira.

A cerimônia de certificação está sendo organizado pela turma de organizador de eventos, também ministrado através do “QualificaTur”. A organização do evento vem como realização das aulas práticas do curso, tornando-se um diferencial no aprendizado desses alunos.

FWF e Semdec realizam hoje (26) certificação das primeiras turmas do “QualificaTur”

A Fundação Wall Ferraz (FWF) e a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo (Semdec) realizam hoje (26), a certificação das primeiras turmas do projeto “QualificaTur”. O evento será realizado às 19 horas no Executive Flat Rio Poty. São 79 concludentes das turmas de recepcionista em meios de hospedagem, camareira em meios de hospedagem, mensageiro em meios de hospedagem e inglês para conversação.

O “QualificaTur” é um projeto que se inclui ao conjunto de ações de profissionalização da Fundação Wall Ferraz e dirige-se ao mercado de turismo formal e informal. O projeto é realizado em parceria com a Semdec e a Coordenadoria de Turismo, e propõe a profissionalização e desenvolvimento sustentável do meio turístico em Teresina. Além de promover benefícios culturais e econômicos para a cidade.

Com os cursos ofertados gratuitamente, a cidade passará a dispor de contingente de profissionais preparados para trabalhar no segmento turístico. O projeto continua em execução, outras turmas estão sendo realizadas e alimentando o mercado de trabalho com mais pessoas qualificadas na área de turismo.

A cerimônia de certificação está sendo organizado pela turma de organizador de eventos, também ministrado através do “QualificaTur”. A organização do evento vem como realização das aulas práticas do curso, tornando-se um diferencial no aprendizado desses alunos.