O pesquisador Marcelo Nunes, da Fundação Getúlio Vargas, acaba de desembarcar em Teresina para medir o Índice de Competitividade Turística. A capital piauiense é um dos 65 destinos indutores selecionados pelo Ministério do Turismo, em parceria com o Sebrae Nacional, numa ação que iniciou em 2008.

Para o Secretário de Desenvolvimento Econômico e Turismo, Fábio Nery, “o índice é um parâmetro para que o município possa medir sua evolução e seus pontos limitantes, por isso o diagnóstico da Fundação Getúlio Vargas é bastante expressivo”. Os resultados deverão ser anunciados até o final de 2015.

Entre 2013 e 2014, Teresina conseguiu evoluir de 55,0 para 58,8 pontos, mas ainda se manteve no Nível 3, necessitando portanto galgar mais pontos para subir de nível. As melhorias em cada uma das dimensões abordadas impulsionarão Teresina a superar-se ano após ano, para proporcionar ao turista uma experiência cada vez mais positiva.

Por seu planejamento em 2013 e metas alcançadas em 2014, como parte da gestão do prefeito Firmino Filho, Teresina conseguiu se destacar no Turismo Nacional como o único destino indutor a receber duas premiações das mãos do Ministro do Turismo e do Presidente do Sebrae Nacional em 2014: maior evolução na dimensão Aspectos Culturais; e maior evolução no Índice Geral entre as capitais.

Ainda não há comentários.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com (*).