Representantes da Prefeitura de Teresina e da Fundação Telefônica Vivo deram início a conversações para beneficiar a cidade, por meio do incentivo ao empreendedorismo entre jovens de 15 a 29 anos. A ideia é decorrente do projeto de instalação de banda larga através de fibra ótica que a Vivo implantará na capital ainda este ano.

Pense Grande incentivará empreendedorismo entre jovens da periferia

Pense Grande incentivará empreendedorismo entre jovens da periferia

A articulação conduzida pelas pastas do Desenvolvimento Econômico e Turismo (Semdec) e Planejamento (SEMPLAN) pretende atingir áreas de conflitos sociais e econômicos na capital.

Com uma agenda para o tema da Educação, Empreendedorismo Social e Cidadania, a Fundação Telefônica Vivo e os representantes do município definiram em reunião que o primeiro passo é trazer o programa Pense Grande, de empreendedorismo social. O Pense Grande é um dos programas de sucesso da Fundação e tem uma metodologia que incentiva, forma e empondera jovens da periferia a gerar novas soluções e oportunidades para transformação de sua região.

O secretário de Desenvolvimento Econômico, Aluísio Sampaio, destacou que a zona Norte é apenas o início do projeto, já que a pretensão é de expansão para outras áreas. “Implantando na região Norte, reforçaria a atuação do poder público municipal nos bairros onde temos muitos casos de violência e muitos jovens ociosos”, disse o gestor. Ainda de acordo com ele, a primeira etapa de implantação está prevista para esse primeiro semestre.

O programa Pense Grande trabalha com quatro eixos: mobilização, formação, apoio e fortalecimento. “Essas etapas nos dão a oportunidade de mapear, abrir diálogos, treinar nossos capacitores e mostrar para o jovem que empreender pode ser um caminho para sua realização pessoal e profissional, o tornando protagonista das mudanças em sua vida”, explica Américo Mattar, diretor presidente da Fundação Telefônica Vivo.

O debate sobre a implantação seguirá entre os órgãos da Educação, Planejamento, Juventude, Desenvolvimento Econômico e Turismo e Economia Solidária.

Ainda não há comentários.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com (*).