Procedência, permanência média, gasto médio, renda e avaliação do Corso serão alguns dos questionamentos que a Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turismo (SEMDEC) levará para a avenida Raul Lopes, durante o Corso de Teresina 2017, que acontecerá no próximo dia 18 de fevereiro.

Este será o terceiro ano que a SEMDEC investe na aplicação da pesquisa para traçar o perfil do turista que visita à capital piauiense neste período, identificando principalmente o que o folião pensa do maior desfile de carros alegóricos do mundo, segundo o Guiness Book.

A pesquisa, neste ano de 2017, aplicará 300 questionários, com 5% de margem de erro, e contará com a colaboração voluntária de estudantes do Curso de Turismo da Universidade Estadual do Piauí (UESPI) e de Administração da Faculdade CEUT.

“Os números gerados pela pesquisa servirão para medir o poder que o Corso tem de atrair pessoas de outras cidades e de outros estados, além de servir para identificar pontos de melhoria. Nossa meta é a cada edição fortalecer o evento considerado o maior de potencial turístico do nosso Estado “, afirma o secretário de Desenvolvimento Econômico Aluísio Sampaio.

O Corso de Teresina passou de 40 mil foliões, em 2012, para 300 mil em 2016, segundo cálculos da Polícia Militar do Piauí. Nos dois últimos anos, 2015 e 2016, observou-se um crescimento de 16,7%, em relação à quantidade de pessoas na avenida palco do evento.

A permanência média dos turistas presentes no Corso, no ano de 2015, foi de um dia e meio por pessoa, e em 2016 esse indicador subiu para 5,6 dias por pessoa, o que demonstra a boa aceitação que o Corso vem gerando junto aos visitantes e os seus reflexos econômicos pelo aumento da permanência. Consequentemente, uma maior permanência na cidade eleva o gasto e impacta diretamente na receita gerada. Durante o Corso de 2016, a SEMDEC estimou uma receita de R$ 50 milhões, gerada de gastos em função do evento. A pesquisa será aplicada enquanto durar a realização do evento.

Ainda não há comentários.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com (*).