A organização do Corso de Teresina teve aprovação de 90,8% dos foliões que foram brincar na Avenida Raul Lopes este ano. É o que revela a pesquisa realizada pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo (Semdec), durante a maior festa de pré-carnaval do Piauí. O objetivo do estudo era entender a opinião do público, o grau de satisfação e traçar o perfil da movimentação turística motivada pela festa.

De acordo com a pesquisa, os entrevistados avaliaram positivamente o novo formato do Corso proposto pela Fundação Municipal Cultural Monsenhor Chaves, que este ano trouxe palcos e bandas ao longo da avenida, agradando assim a maior parte dos foliões que estavam na avenida.

Com relação a segurança, a pesquisa mostrou que houve uma aprovação de 92,2% dos entrevistados. O Centro Integrado de Comando e Controle montado no evento constatou o registro de apenas oito pessoas conduzidas para Central de Flagrantes e registros de Boletim de Ocorrência relacionados a apenas crime patrimonial.

A pesquisa, que também visava traçar o perfil da movimentação turística, constatou que houve um aumento no fluxo de turistas. Em 2018, Teresina recebeu 8.400 turistas de outros estados, durante o Corso, número que passou para 13.800 em 2019, ou seja, houve um crescimento de 64,3% com relação ao ano anterior. Isso atingiu positivamente o fluxo de turistas que se utilizaram da rede hoteleira de Teresina, onde o setor observou o aumento de 10% em 2018, para 21,2% em 2019.

O coordenador da pesquisa, Eneas Barros, acredita que a quantidade de turistas de outros estados na festa do Corso foi motivada pelas ações da Semdec ao longo do ano anterior. “A Secretaria esteve divulgando a festa no Festival de Turismo de Gramado e na ABAV 2018. Lançamos também vídeos promocionais e melhoramos a divulgações das atividades culturais de Teresina por meio das redes sociais. Vale salientar que a promoção do Corso como produto turístico envolveu ainda a vinda de operadores de Turismo, agentes de viagem e jornalistas especializados para o Corso de 2019. Esperamos, com isso, gerar pacotes de viagem tendo o Corso 2020 como principal motivação, fazendo assim a festa crescer ainda mais”, disse.

Segundo o secretário da Semdec, Venâncio Cardoso, a pesquisa mostra à Teresina que vender o Corso como um dos seus principais produtos turísticos, gera ganhos reais para o setor. “A cidade de Teresina tem hoje uma festa muito bonita e organizada para atrair pessoas e visitantes e isso é extremamente importante para o setor do Turismo. Restaurantes, rede hoteleira, entre outros, ganham diretamente com o crescimento do Corso. A pesquisa mostra isso, já que de acordo com ela 74,1% dos entrevistados disseram desejar retornar ao Corso em 2020. Acredito que isso tudo também seja por causa das ações desempenhadas ao longo de 2018 pela Prefeitura de Teresina”, explica.

Ainda não há comentários.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com (*).