A Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo (Semdec) e a Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans) estão analisando a possibilidade de facilitar o estacionamento próximo a bares e restaurantes de Teresina. A ideia foi amplamente discutida na manhã desta quinta-feira (19) com a Associação de Bares e Restaurantes do Piauí (Abrasel Piauí).

O objetivo da flexibilização no estacionamento é para facilitar o acesso de clientes aos empreendimentos dessa categoria empresarial em algumas avenidas da capital, em especial no horário das 20h às 6h. Para que a ideia possa acontecer, um estudo de caso no quadrante das avenidas Nossa Senhora de Fátima, Dom Severino e Lindolfo Monteiro será realizado pela equipe da Abrasel Piauí, a ideia é que se observe a viabilidade, o interesse e aceitação de empresários no “projeto”.

“Estamos em um momento de crise. A ideia da Prefeitura de Teresina é desburocratizar e facilitar a iniciativa empreendedora na cidade, focando na geração de negócios, mais empregos e renda. Neste caso, quando se tenta facilitar para um cliente parar perto de um estabelecimento, melhor, pois as pessoas acabam frequentando mais, e assim mais serviços e produtos são vendidos”, esclareceu o secretário da Semdec, Venâncio Cardoso.

Para o presidente da Abrasel Piauí, Eduardo Rufino, a iniciativa, caso seja concretizada, seria muito importante, pois, de acordo com ele, aumentaria o fluxo de clientes, gerando assim mais oportunidades de oferecer produtos e serviços. “É uma questão muito importante, até porque com a permissão oficial que esses veículos estacionem, com certeza vai aumentar e muito o fluxo de clientes nesses estabelecimentos e com isso os negócios poderão crescer, gerando também mais emprego e renda na cidade como um todo. Porque isso tranquiliza os clientes. Eles vão saber que se deixar o carro ali, não haverá risco de ter uma multa quando voltar”, explicou.

De acordo com Venâncio, após a constatação da viabilidade, a intenção é que essa flexibilização também aconteça em outras regiões da cidade. “Nós enxergamos a ideia com bons olhos, se funcionar nas principais avenidas da zona leste apontadas durante a reunião, acredito que a tendência é facilitar também nos principais pontos de gastronomia de outras zonas da cidade”, finalizou.

A reunião contou ainda com representantes da SDU Leste.

Ainda não há comentários.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com (*).