Encerrando as atividades do projeto piloto “Educação para o Consumo Consciente”, o Procon Teresina participou na tarde de quarta-feira (18) da feira de conhecimentos anual da Escola Municipal Murilo Braga, zona norte da capital. Com propostas de interatividade e explicações básicas sobre os direitos e deveres do consumidor, os alunos no 4º ano do ensino fundamental, turma beneficiada pelo projeto, mostraram na prática os resultados de tudo o que aprenderam durante os dois meses de aulas concedidas pelo órgão.

Atividades como simulação de compras em supermercados, explicações sobre o Código de Defesa do Consumidor e jogos de perguntas e respostas foram algumas das estratégias utilizadas pelo órgão para trazer a realidade das relações de consumo para dentro da escola.

Segundo a Coordenadora Geral do Procon Teresina, Nara Cronemberger, a feira de conhecimentos foi a oportunidade ideal para que os resultados do projeto piloto fossem apresentados ao público. “Estamos muito satisfeitos com os resultados, eles absorveram com excelência os assuntos que pontuamos nas aulas. Desde o princípio eles sempre foram bastante atenciosos e curiosos, o que é importante, então finalizar esse projeto na feira de conhecimentos da escola é prestar conta dos esforços dos alunos nesse período de aprendizado e aproximar cada vez mais a população deste mecanismo que foi criado para proteger e defender o consumidor”, comenta.

De acordo com o gestor da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo (Semdec), Venâncio Cardoso, pasta a qual o órgão é vinculado, é gratificante ver os resultados positivos gerados pelo Procon Teresina em tão pouco tempo. “Fico muito feliz em ver que as crianças que participaram do projeto entenderam muito bem qual a função do Procon e quais são os direitos e deveres do consumidor. Com isso, acreditamos que não só essas crianças, mas como os pais delas também recebem esse conhecimento de forma indireta, sendo esse um dos objetivos do órgão, que é resolver demandas e promover conhecimento”, explica.

A pequena Evelyn tem apenas 10 anos e foi uma das crianças que participou das aulas do projeto. Bastante comunicativa, ela conta o que aprendeu com as aulas. “Eu aprendi a diferenciar produto e serviço, sei o que é o Código de Defesa do Consumidor e aprendi que qualquer reclamação eu vou ao Procon. Foi muito bom tudo o que os tios ensinaram, eu adorei”, falou entusiasmada.

O projeto piloto é uma parceria entre Semdec, Semec e a Faculdade Facid Wyden, que disponibilizou sete alunos acadêmicos do curso de Direito para ministrar as aulas. As aulas contaram com o auxílio da cartilha “ABC do Consumidor Mirim” e com visitas a estabelecimentos empresariais, a fim de que os alunos identificassem na prática os assuntos abordados na teoria.

Ainda não há comentários.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com (*).