Com o objetivo de aproximar os diversos segmentos que movimentam a economia de Teresina, o secretário de Desenvolvimento Econômico e Turismo, Aluísio Sampaio, iniciou uma série de visitas a pontos estratégicos de interesse turístico. A meta é contribuir com a melhoria da oferta turística local, garantindo ao visitante melhor estrutura de visitação, além de oferecer às operadoras de turismo um produto de melhor qualidade, preparando a cidade para a elevação do fluxo de turistas.

Secretaria faz diagnóstico dos principais pontos turísticos de Teresina

Secretaria faz diagnóstico dos principais pontos turísticos de Teresina

“Em 2016, Teresina recebeu meio milhão de turistas, que geraram uma receita superior a R$ 300 milhões; precisamos verificar se o direcionamento desse consumo está contemplando todos os segmentos da economia”, disse o secretário.

No último final de semana, o secretário visitou os lojistas da Central de Artesanato “Mestre Dezinho”, onde foi recebido pela presidente da Cooperativa de Artesanato Mestre Dezinho (CAMEDE), e do Mercado Público, que está passando por uma reforma para recuperar as suas características originais de fachada e melhorar o espaço dos permissionários.

“Percebemos que o lojista da Central de Artesanato está sofrendo com a baixa procura por seus produtos e argumentam que tudo pode melhorar com a divulgação”, observou o secretário. “Vamos agendar uma reunião com o secretário Fábio Novo, que cuida da cultura do Estado e administra aquele espaço, para juntos encontrarmos uma forma de elevar a visitação não apenas do turista, mas também do teresinense, porque há muita riqueza artesanal naquela área”, completou Aluísio Sampaio.

Aluísio Sampaio pretende manter constante contato com empresários e órgãos públicos que administrem empreendimentos e espaços de circulação turística, para verificar de que forma a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico (SEMDEC) pode intermediar ações que visem a melhoria física e promocional desses espaços.

O secretário afirmou que a intenção é fazer com que os segmentos econômicos trabalhem de forma integrada. “Todos os que produzem e formam a riqueza de Teresina precisam se conhecer e trocar experiências que sejam capazes de estimulá-los a, cada vez mais, oferecer serviços de qualidade e garantir o consumo de seus produtos”, reforça Aluísio Sampaio.

As visitações deverão continuar em outros atrativos, até que seja possível gerar um diagnóstico sobre a situação dos principais espaços turísticos de Teresina, envolvendo ainda: Parque da Cidadania, Ponte Estaiada, Encontro dos Rios, Lagoas do Norte, parques ambientais, monumentos, praças e outras áreas de interesse turístico. De posse do diagnóstico, a SEMDEC poderá intermediar ações que visem a correção dos problemas detectados.

Ainda não há comentários.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com (*).