Na última semana, meios de comunicação de todo o país divulgaram os resultados de pesquisas realizadas por dois grandes sites de busca de passagens aéreas e hotéis, os quais posicionam Teresina como oitavo destino nacional mais procurado por seus clientes.

De acordo com o site ViajaNet, São Paulo e Rio de Janeiro foram os dois destinos mais buscados, seguidos por Salvador, Fortaleza, Recife, Porto Alegre, Belo Horizonte e Teresina. O outro site de buscas, Mundi, considerado o maior comparador de passagens aéreas e hotéis da América Latina, divulgou os destinos mais procurados para o verão de 2015, ficando em primeiro lugar Fortaleza e em segundo Rio de Janeiro, seguidos por Recife, Salvador, João Pessoa, Natal, Maceió e Teresina. Os números não foram disponibilizados pelas duas empresas, que os resguardam como estratégia comercial.

Teresina alcançou essa confortável posição nas duas pesquisas por inúmeros fatores favoráveis, com destaque para a definição de uma identidade turística, que a situa como destino de negócios, saúde e eventos, de acordo com Pesquisa de Demanda realizada em 2013 pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turismo (SEMDEC), em parceria com a Fundação CEPRO. Os outros aspectos que bem posicionaram Teresina incluem uma ação planejada para a área de Turismo, arquitetada pelo Plano de Governo do prefeito Firmino Filho, que tem como base o Plano de Desenvolvimento Integrado do Turismo Sustentável (PDITS), elaborado pela Fundação Getúlio Vargas em 2011.

A SEMDEC, dirigida pelo secretário Fábio Nery, elaborou o seu Plano de Ação baseado nas sugestões do PDITS, iniciando uma série de atividades integradas a outros órgãos, com o objetivo de captar fluxo e melhorar a estrutura receptiva do município.

Dentre as ações, foram destaques a participação em feiras nacionais e eventos locais, o lançamento do programa de benefícios do turista, denominado Teresina + Negócios, a produção de mais de 130 mil peças promocionais, incluindo guias, mapas, agendas de eventos, folders informativos e um aplicativo para o Guia Turístico, a Cooperação Técnica com os municípios de Palmas e São Luís, qualificação de mão de obra e muitas outras ações de impacto direto sobre o fluxo, como a instalação de seis postos de atendimento ao turista.

Essas ações contribuíram para o crescimento do interesse turístico por Teresina, consolidado pela participação da iniciativa privada na oferta de serviços, com destaque para a política promocional de preços das companhias aéreas, tarifas atraentes da hotelaria, um polo gastronômico de qualidade, serviços de saúde reconhecidos, diversidade para o setor de compras e um parque de eventos superior a 20 mil assentos diários.

Além das pesquisas ViajaNet e Mundi, o novo perfil de Teresina foi reconhecido também através de duas premiações oferecidas pelo Ministério do Turismo e SEBRAE Nacional, fundamentadas em pesquisa da Fundação Getúlio Vargas sobre os Destinos Indutores do Turismo Nacional. Teresina recebeu os prêmios por ter alcançado o maior crescimento no Índice Geral e por ter sido a capital que mais cresceu em seus aspectos culturais. As premiações foram entregues no final de 2014, em Brasília.

Para o secretário Fábio Nery, esse é um momento de bastante otimismo. “Com a consolidação de um conceito bem delineado, temos certeza de que Teresina é um destino que caminha para o reconhecimento como preferência do turismo nacional para as áreas de negócios, saúde e eventos”, afirmou o secretário.

Ainda não há comentários.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com (*).