O secretário municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo (SEMDEC) e vice-presidente no Nordeste da Associação Nacional de Secretários e Dirigentes de Turismo (ANSEDITUR) participou nessa segunda-feira (26), da primeira reunião descentralizada da associação, onde participaram os representantes de 22 municípios da região Nordeste.

A reunião teve como objetivo o cumprimento das orientações da nova Diretoria da Anseditur que visam a descentralização e a busca pelos desafios impostos aos 114 municípios das cinco regiões geográficas brasileiras, com foco na retomada do turismo em função dos reflexos da pandemia do coronavírus.

O presidente da Anseditur, Ângelo Sanches, representante do município de Canela (RS), fez a abertura da conferência e discorreu sobre a importância da associação como mediadora dos interesses dos municípios e valorizou o projeto apresentado pela vice-presidência para o Nordeste, acerca da criação de um Grupo Técnico de Planejamento. “É importante que mais municípios se associem, porque um município pode fortalecer o outro”, disse o presidente, acrescentando que esteve em reunião com o deputado federal Bacelar, presidente da Comissão Parlamentar de Turismo, que se colocou à disposição para fazer audiências públicas.

O secretário da SEMDEC, Marcelo Eulálio, acrescentou à fala sobre a importância de arregimentar mais municípios para comporem a associação “no Piauí, vamos trabalhar para aumentar o número de associados da Anseditur e buscar novas formas de criar produtos capazes de elevar a captação de recursos, além da anuidade”, disse o secretário, que definiu ainda a melhoria da malha aérea para o Nordeste e os indicadores turísticos como meta da sua gestão.

O coordenador especial de Turismo da SEMDEC, Eneas Barros, fez uma explanação acerca da importância da criação de um Grupo Técnico de Planejamento para aliviar a carga de responsabilidades dos secretários e estabelecer uma linguagem padronizada entre os municípios membros, relativas ao cálculo de indicadores turísticos e a informações socioeconômicas. O objetivo é realizar pesquisas e criar um banco de dados para a Anseditur para ajudar na fundamentação de projetos e na avaliação da dimensão turística dos municípios que a compõem “pela primeira vez, a Anseditur terá um grupo de técnicos indicados pelos secretários membros para levantar dados que ajudarão a subsidiar argumentos em defesa da associação”, disse o coordenador.

Além da presença dos representantes de 22 municípios que compõem a associação na região Nordeste, estiveram na sala virtual o presidente nacional da entidade, Ângelo Sanches, a secretária executiva da associação, Meyre France, a gerente de Turismo da SEMDEC, Mércia de Brito, e a representante da empresa de consultoria T360, Marcela Pimenta, que pretende realizar levantamento do perfil das secretarias municipais de turismo membros da Anseditur.