O “Moto Teresina 2019” tem início hoje (24) e para aproveitar a movimentação turística em torno do evento, que seguirá até o domingo (26), a equipe de pesquisadores da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo (Semdec) fará um estudo de avaliação com o intuito de traçar o perfil dos frequentadores do encontro. A previsão de divulgação oficial dos resultados é para a primeira semana de junho.

Em média, 300 questionários serão aplicados durante os dois primeiros dias de festividade. Os mesmos são compostos por 17 perguntas, entre objetivas e subjetivas, e busca avaliar alguns pontos, como: idade, atividade econômica, estimativa de gasto no evento, onde se hospedou, pontos turísticos que visitou, qual nota atribui ao evento, entre outros. Em caso de abordagem de turistas, materiais gráficos produzidos pela Semdec estarão sendo distribuídos pelos pesquisadores.

De acordo com o secretário da Semdec, Venâncio Cardoso, é interessante a movimentação do setor de pesquisas da Secretaria nesse sentido, haja vista que o “Moto Teresina” abraça um público de diversos estados e municípios e buscar compreender a dinâmica turística, bem como o que precisa ser melhorado nesses eventos, e esse papel a Semdec vem desempenhando constantemente.

“Os atrativos turísticos da região são os pontos que interessam aos grupos e clubes de motociclistas. Entendemos que é isso que fazem eles se deslocarem de suas cidades para comparecerem a eventos como este. Analisar os gastos médios, qualidade da organização do evento e pontos turísticos que visitaram é uma tentativa de cada vez mais entendermos o nosso público e contemplá-los da melhor forma possível”, destacou.

Buscando sempre alinhar conhecimentos acadêmicos e prática, a equipe de pesquisadores é formada através de uma parceria entre a Semdec e os Centros de Ensino de Teresina. Desta vez, seis alunos do Curso de Turismo da Universidade Estadual do Piauí (Uespi) irão compor a equipe. Ao final, um certificado de 60 horas será expedido e assinado pelo secretário.

Ainda não há comentários.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com (*).