A Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turismo (Semdec) vai realizar, durante o Corso de Teresina 2019, uma pesquisa, junto ao folião, para avaliar a opinião do público e o grau de satisfação do turista. A pesquisa quer traçar o perfil da movimentação turística motivadas pela festa do Corso, colhendo informações mais técnicas, como gastos e hospedagem, entre outras questões que serão estudadas. Desde 2015, a Semdec realiza esse tipo de pesquisa.

Para a aplicação da pesquisa uma equipe formada por 20 estudantes universitários, a grande maioria vindos do curso de Turismo da UESPI, e outros cursos da UFPI, estarão trabalhando voluntariamente durante o evento carnavalesco aplicando questionários. O secretário da Semdec, Venâncio Cardoso, conversou com os estudantes na manhã desta quarta-feira (13).

“Há cinco anos, a Semdec vem monitorando o perfil do folião na avenida durante o Corso de Teresina. Para se ter ideia, em 2012 estiveram 40 mil pessoas acompanhando o corso, enquanto que em 2018 essa quantidade saltou para 400 mil, segundo cálculos do Centro Integrado de Segurança Pública do Estado do Piauí. Essas pesquisas permitem à Semdec avaliar os serviços oferecidos na avenida, além de calcular a receita gerada em função do evento. Em 2018, por exemplo, o Corso movimentou R$ 49,5 milhões, sendo R$ 7,3 milhões injetados diretamente pelo setor de Turismo”, explicou o coordenador de Turismo da Semdec e também coordenador da pesquisa, Eneas Barros.

Para o secretário Venâncio, a pesquisa durante o corso é muito importante para a Semdec, pois são coletadas informações de extrema relevância tanto para a Prefeitura de Teresina, como para o empresariado local do setor de Turismo.

“Informações e opinião sobre a festa, gatos e motivações são importantes, pois assim dará um norte para a organização da Prefeitura para os próximos anos, assim como também para o empresariado local, uma vez que as empresas do setor de turismo podem se preparar visando o público alvo do corso”, explicou.

O secretário explica ainda que o corpo de pesquisadores realizará o trabalho de forma voluntária, recebendo um certificado de participação assinado pela secretaria com carga horária de 60hs. “Acredito que seja uma experiência muito benéfica para esses universitários, uma vez que eles vão ter um contato direto com um tipo específico de pesquisa. É extremamente importante para que eles vejam de perto variantes metodológicas e também para que universidade e população se aproximem”, disse.

Corso 2019

A maior manifestação popular carnavalesca de Teresina acontece no próximo dia 23 de fevereiro, a partir das 16h, na Avenida Raul Lopes, zona Leste. Este ano, o Corso vem trazendo uma novidade que contempla até 10 foliões. Pela primeira vez será realizado o Concurso Melhor Fantasia, onde os inscritos irão concorrer a uma premiação no valor de R$ 1.000 reais.

Ainda não há comentários.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com (*).