Nova empresa de call center vai empregar mais de 400 pessoas até fevereiro

A mais nova empresa do segmento de telemarketing, a TMKT, pretende empregar até o final de fevereiro mais de 400 pessoas em Teresina. A informação foi repassada pela sua diretoria durante a visita técnica ao secretário municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo (SEMDEC), Aluísio Sampaio, às instalações do call center, nesta terça-feira (10).

Nova empresa de call center vai empregar mais de 400 pessoas até fevereiro

Nova empresa de call center vai empregar mais de 400 pessoas até fevereiro

A TMKT está localizada no bairro Matinha, na zona Norte, e possui cinco blocos – salas que abrigam as ilhas com os operadores – somando em 792 posições ou vagas. O seu funcionamento está previsto para os três turnos, manhã, tarde e noite. Segundo o diretor da multinacional, Agnaldo Niccioli, atualmente cerca de 100 pessoas já estão passando por treinamentos.

Para o secretário Aluísio Sampaio, o caminho é esse, dar continuidade às articulações com as empresas e gerar mais emprego para o desenvolvimento da cidade. “Vamos continuar fomentando esse setor, e só em o jovem estar recebendo treinamento já é uma qualificação importante para sua inserção no mercado de trabalho”, comentou o gestor.

“Queremos fechar o mês de fevereiro com mais de 400 pessoas já empregadas, trabalhando aqui na TMKT. Aos poucos estamos selecionando e chamando”, pontuou Niccioli. A atração de novos investimentos à capital é resultado de uma política reforçada pela Lei nº 4.410, de 2013, que proporciona benefícios e incentivos fiscais às empresas.

Os pré-requisitos solicitados são Ensino Médio completo, ter 18 anos ou idade acima, noções de informática e carteira de trabalho. Os currículos já podem ser entregues na sede da Semdec, na avenida Campos Sales, 1292 – Centro/Norte. Para mais informações: (86) 86 3215-7470 / 3215-7472.

Investimentos em mais de R$ 500 milhões elevam PIB de Teresina

Teresina tomou uma postura de atrair investimento privado e estruturar um ambiente propício para a geração de empregos. Essa política pública foi o motivo determinante para o bom resultado do PIB (Produto Interno Bruto) da capital. Somente nos últimos anos, a iniciativa privada investiu mais de R$ 500 milhões. Os números, divulgados pelo IBGE e Fundação Cepro, indicam que o PIB de Teresina cresceu 20% de 2013 para 2014, chegando a R$ 17.762.266.000.
O dado representa 47% do PIB total do Piauí neste ano. Segundo o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo, Fábio Nery, a gestão da cidade adotou uma legislação própria e estruturou a atração de empresas, articulando junto ao setor privado e garantindo incentivos fiscais.
“Nos últimos anos, a Prefeitura de Teresina conseguiu incentivar mais de R$ 0,5 bilhão em investimentos, o que gerou mais de 15 mil empregos em nossa cidade. Um dos principais pilares para essa atração foi a legislação específica para a criação do Polo de Call Center. As empresa vieram pela segurança que sentiram e pela capacidade do município de articular com o setor”, destaca Fábio Nery.
Porém, a eficiência na atração não se resume ao Polo de Call Center. Nos últimos anos, outros 29 novos empreendimentos e a fábrica Crown, instalada no Polo Empresarial Norte, especializada em embalagens de alumínio. A Crown investiu cerca de R$ 200 milhões, gerando inicialmente mais de 400 empregos.
Somente nesse polo empresarial, a Prefeitura de Teresina investiu cerca de R$ 2,2 milhões em estrutura. Os recursos foram aplicados na pavimentação asfáltica de acesso à área, na construção de uma adutora, com capacidade de 60 metros cúbicos por hora, e nos sistemas de drenagem.

ONU reconhece programa que diminuiu desemprego em Teresina

O programa “Enfrentamento do Desemprego na cidade de Teresina”, criado pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo (SEMDEC), que provocou o crescimento da oferta de emprego através da política municipal de atração de investimentos, foi premiado pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), como uma referência à implementação dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS).

A Organização das Nações Unidas (ONU), em 2000, com o apoio de 191 nações, estabeleceu cerca de oito metas a serem cumpridas pelos países, visando atingir um desenvolvimento humano mais igualitário. Estas metas ficaram conhecidas como Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM).

Deste modo, de acordo com as metas estabelecidas pela ONU, a SEMDEC, procurando enfrentar o desemprego, idealizou um programa que visasse o enfrentamento na diminuição desta taxa entre os jovens. Os ODS são uma agenda mundial, adotada para o Desenvolvimento Sustentável em 2015, que é composta por 17 objetivos e 169 metas a serem atingidos até 2030.

Visando dar suporte aos ODS por meio de ações desenvolvidas pelos ODM, o PNUD buscou selecionar estudos, debates e experiências inovadoras, além de divulgar as lições aprendidas que poderão servir de referência e subsídio para a implementação dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) no país, a partir de 2016.

Para o secretário da SEMDEC, Fábio Nery, um dos idealizadores do programa, após quatro anos de sua aplicação na capital, os resultados continuam positivos. “No início, as empresas contrataram cerca de 5.000 jovens. Após quatro anos dessa implementação, chegamos à marca de mais de 12 mil pessoas empregadas em Teresina. Isso é um número bastante significativo, haja vista que o país vive um momento delicado na sua economia”, afirmou, complementando que a cidade já esteve entre as três primeiras do Brasil na geração de emprego e na primeiro colocação na mesma categoria na região Norte-Nordeste.

Promover o crescimento econômico é meta da SEMDEC

A promoção do crescimento econômico sustentado, inclusivo e sustentável foi um dos temas abordados pelo secretário municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo, Fábio Nery, durante a Oficina de Planejamento da Rede ODS – Objetivos de Desenvolvimento Sustentável. O evento foi realizado nesta manhã, no auditório da Secretaria Municipal de Trabalho e Assistência Social.

Segundo o secretário, inserir o jovem no mercado de trabalho é uma das prioridades da Prefeitura Municipal de Teresina. “Para este ano, a expectativa é que sejam gerados, no setor de Call Center, cerca de 15 mil empregos para aqueles que estão na faixa etária de 18 a 24 anos”, destaca.

Ele ressalta que Teresina hoje é uma das capitais que mais geram emprego na área de telemarketing, graças à política municipal de incentivo e atração de novas empresas.

Representantes de vário órgãos públicos estiveram presentes na oficina e foram convidadas a refletir sobre as prioridades para Teresina. No evento, foram expostas estratégias para alcançar objetivos de Desenvolvimento Sustentável e os dezessete objetivos da ODS

A rede de Objetivos de Desenvolvimento Sustentável prevê ações mundiais nas áreas de erradicação da pobreza, segurança alimentar, agricultura, saúde, educação, igualdade de gênero, redução das desigualdades, energia, água e saneamento, padrões sustentáveis de produção e de consumo, mudança do clima, cidades sustentáveis, proteção e uso sustentável dos oceanos e dos ecossistemas terrestres, crescimento econômico inclusivo, infraestrutura, industrialização, entre outros.