Dr. Pessoa participa do lançamento de novo empreendimento que vai gerar mais de 500 novos empregos em Teresina

O prefeito de Teresina, Dr. Pessoa, participou, na manhã desta terça-feira (17), da solenidade que marcou o início das obras para a construção de um novo home center do Grupo Carajás, na capital do Piauí, o primeiro empreendimento da empresa no Estado. Na oportunidade, o gestor destacou a importância do estímulo econômico para potencializar as oportunidades no município.

“É uma coisa fundamental, que com certeza vai gerar muitos empregos na nossa cidade. O grupo escolheu Teresina não apenas por uma questão de mercado, mas também pela segurança jurídica. Estamos orgulhosos de ter esse grupo, genuinamente nordestino, investindo e se instalando em nossa cidade, gerando diversas oportunidades de trabalho e renda”, disse Dr. Pessoa.

Segundo Alexandre Mendonça, presidente do Conselho de Administração do Grupo Carajás, a estimativa é que a nova loja seja inaugurada em outubro, gerando 500 postos de trabalhos diretos e mais de mil indiretos. “Vemos Teresina com uma perspectiva muito boa de desenvolvimento, acreditamos muito que esse Estado vai crescer no segmento da construção civil. chegamos para contribuir com esse crescimento”, disse.

O secretário municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo (SEMDEC), Marcelo Eulálio, afirma que o poder público tem trabalhado para agilizar a criação de novos negócios em Teresina. “O compromisso da gestão do nosso prefeito Dr. Pessoa é desburocratizar, fazer com que esses empreendimentos possam se instalar o mais rápido possível”, enfatizou.

Sobre a empresa

Fundado em 1974, em Maceió (AL), o Grupo Carajás integra a lista dos mais importantes home centers do país, ocupando a 8ª posição no ranking das lojas de material de construção, segundo a Anamaco.

Nos seus mais de 45 anos de história, a empresa tem atuado no mercado varejista e acelerado o seu projeto de expansão com oito lojas distribuídas em quatro Estados do Nordeste: Alagoas, Paraíba, Rio Grande do Norte e Ceará.

         

Comércio e Serviço atingem saldo positivo de emprego em Teresina, segundo Caged

A cidade de Teresina registrou 1.255 novos postos de empregos formais de janeiro a outubro deste ano, segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). Os números foram divulgados pelo Ministério do Trabalho e Emprego.

Nos setores de comércio e serviço, a capital piauiense apresentou notadamente sinais de recuperação no número de empregos. Segundo o levantamento, na categoria de serviço foram registrados 1.649 postos de trabalho, com destaque para o telemarketing, que obteve saldo de 819, seguido do cargo de assistente administrativo, com 292. Na categoria do comércio, o saldo foi de 483 postos de trabalho no mesmo período do ano.

“Notamos que aos poucos retornamos para o caminho do crescimento. É necessário, claro, que continuemos com o esforço de ambas as partes, no caso do poder público e iniciativa privada, para juntos alavancarmos a economia da nossa cidade”, afirmou o secretário de Desenvolvimento Economico e Turismo de Teresina, Aluisio Sampaio.

Há alguns anos, a Prefeitura vem procurando desenvolver um ambiente atrativo para que as empresas possam se instalar e gerar riquezas. “O trabalho que temos desenvolvido na Prefeitura é de criar um ambiente de negócio favorável à instalação de novas empresas e políticas fiscais, articulações que vêm gerando frutos positivos para a economia da cidade. No último ano, diversas empresas, como redes de supermercados e call center, já se instalaram na capital piauiense gerando empregos e movimentando a economia local”, finalizou.

Teresina registra salto positivo na geração de empregos no setor de serviços

No acumulado de janeiro a junho deste ano, a cidade de Teresina registrou 1.725 novas pessoas empregadas formalmente. Os dados foram divulgados pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED).

O setor de serviço mais uma vez se destaca como principal gerador de empregos na cidade. “São dados importantes que recebemos com bastante otimismo diante desse cenário econômico. É válido ressaltar que continuamos trabalhando de forma para contribuir ainda mais na atração de investimentos para nossa cidade. O Caged reflete um esforço da Prefeitura de Teresina nesse setor”, afirmou o secretário de Desenvolvimento Econômico e Turismo, Aluísio Sampaio.

No setor de serviços, o destaque positivo dos números é em consequência das vagas ofertadas para Operador de Telemarketing Ativo e Receptivo, por meio dos Call Centers da cidade, com três empresas em atuação na cidade. As vagas para Colorista textil, assistente administrativo e auxiliar de escritório em geral, também vêm complementar os dados positivos registrados na capital.

ONU reconhece programa que diminuiu desemprego em Teresina

O programa “Enfrentamento do Desemprego na cidade de Teresina”, criado pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo (SEMDEC), que provocou o crescimento da oferta de emprego através da política municipal de atração de investimentos, foi premiado pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), como uma referência à implementação dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS).

A Organização das Nações Unidas (ONU), em 2000, com o apoio de 191 nações, estabeleceu cerca de oito metas a serem cumpridas pelos países, visando atingir um desenvolvimento humano mais igualitário. Estas metas ficaram conhecidas como Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM).

Deste modo, de acordo com as metas estabelecidas pela ONU, a SEMDEC, procurando enfrentar o desemprego, idealizou um programa que visasse o enfrentamento na diminuição desta taxa entre os jovens. Os ODS são uma agenda mundial, adotada para o Desenvolvimento Sustentável em 2015, que é composta por 17 objetivos e 169 metas a serem atingidos até 2030.

Visando dar suporte aos ODS por meio de ações desenvolvidas pelos ODM, o PNUD buscou selecionar estudos, debates e experiências inovadoras, além de divulgar as lições aprendidas que poderão servir de referência e subsídio para a implementação dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) no país, a partir de 2016.

Para o secretário da SEMDEC, Fábio Nery, um dos idealizadores do programa, após quatro anos de sua aplicação na capital, os resultados continuam positivos. “No início, as empresas contrataram cerca de 5.000 jovens. Após quatro anos dessa implementação, chegamos à marca de mais de 12 mil pessoas empregadas em Teresina. Isso é um número bastante significativo, haja vista que o país vive um momento delicado na sua economia”, afirmou, complementando que a cidade já esteve entre as três primeiras do Brasil na geração de emprego e na primeiro colocação na mesma categoria na região Norte-Nordeste.

Indústria sustentável será implantada em Teresina

Investidores de São Paulo estiveram reunidos com o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo, Fábio Nery, nesta sexta-feira (10), com o objetivo de implantar uma indústria sustentável, no ramo da construção civil, na capital.

Atualmente, existem 22 indústrias instaladas no Polo Empresarial Sul de Teresina e a Prefeitura de Teresina por meio da SEMDEC fomenta obter mais, gerando emprego e renda para a população.

A proposta da PRO ALUMI é dar sustentabilidade e deixar 30% da rentabilidade líquida em Teresina. “Nosso objetivo é comercializar insumos para construção civil, além da parte social, procurando empregar e recuperar cidadãos”, disse o empresário Alex Ultramar.

A SEMDEC espera realizar projetos que possam inserir jovens e adultos no mercado de trabalho seguindo um dos objetivos do milênio sugeridos pela ONU, que é promover o crescimento econômico sustentado, inclusivo e sustentável, emprego pleno e produtivo e trabalho decente para todos.

“Através desses objetivos da ONU estamos desenvolvendo trabalhos sustentáveis e sociais, buscando incluir pessoas com situação de risco, ofertando trabalho e recuperando cidadãos”, completa o secretário.