Fiscalização do Procon Teresina será apenas em casos urgentes e denúncias virtualmente

O Procon Teresina teve parte de suas atividades de fiscalização suspensas na útlma terça-feira (24). A medida veio em atendimento aos decretos emitidos pelos chefes do Poder Executivo dos três níveis de governo, bem como às notas técnicas e recomendações emitidas pelos Procons. Dessa forma, as fiscalizações deixaram de ser presenciais e passaram a ser recebidas somente por meio virtual. Apenas casos urgentes e excepcionais serão objeto de fiscalização in loco.

“Nós recebemos essas recomendações e avaliamos que, para segurança de nossa equipe, o ideal seria suspender em parte o trabalho in loco. A situação é delicada, por isso é muito importante que, as pessoas que se sentirem lesadas, façam formalmente a denúncia pelo nosso e-mail. Destaco que os casos urgentes e excepcionais serão objeto de fiscalização in loco. O Procon não irá parar”, explicou a coordenadora geral do Procon Teresina, Nara Cronemberger.

As fiscalizações a estabelecimentos que vendem álcool em gel e máscaras tiveram início no último dia 18 de março por causa dos preços abusivos que consumidores passaram a denunciar. A questão tornou-se problema devido à pandemia do novo coronavírus (Covid-19). Inicialmente, o gestor da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo (Semdec), Venâncio Cardoso, pasta a qual o Procon Teresina é vinculado, garantiu que a fiscalização ocorreria até o fim de março, mas a ação teve de ser suspensa.

“Fui informado sobre as recomendações e olhamos com especial cuidado as notas técnicas emitidas para os Procons. Avaliamos que seria melhor pausar em parte esse trabalho, pois há outras formas de fazer denúncia, de fiscalizar. Nós temos que pensar também na saúde e bem estar dos nossos servidores”, disse Venâncio.

A equipe do Procon Teresina havia recebido inicialmente várias denúncias dos consumidores e dividiu as fiscalizações, in loco, por categorias como Farmácia de Manipulação; Drogarias/Farmácias; Equipamentos Odontológicos; Supermercados.

De acordo com dados da Coordenação Geral do Procon Teresina, as farmácias de manipulação foram alvo de 38 denúncias via whatsapp e e-mail. Drogarias foram alvo de 13 denúncias. Loja de equipamentos odontológicos, que disponibilizavam máscaras, foram sete denúncias. Todas as denúncias foram por causa do preço praticados em cima de produtos como álcool em gel e máscaras.

Além disso, nenhum supermercado foi alvo de denúncias em relação aos preços praticados, houve apenas questionamento quanto à venda fracionada de álcool ou limite de produtos ao consumidor final, porém a equipe de fiscalização chegou a visitar cinco supermercados.

O consumidor que se sentir lesado e desejar fazer denúncias e reclamações formalmente, deve o fazer por e-mail (proconteresina@gmail.com). Para isso, é necessário que sejam enviados digitalizados documentos como RG, CPF (ou CNH), Comprovante de Residência e demais documentos relativos à reclamação. Todas as queixas, obrigatoriamente, devem ser enviadas em anexo. Os números de telefone do Procon Teresina são: (86) 3216-3041 e (86) 3216-3040.

Ser empresa sustentável é foco de discussão no último minicurso do Projeto Empreende Bairro

As várias perspectivas da tecnologia, aliada a sustentabilidade, é foco do último minicurso oferecido pelo Empreende Bairro. O curso intitulado ‘Tecnologia e Sustentabilidade’, que começa nesta terça-feira (19), a partir das 18h, será conduzido pela professora e consultora do Sebrae no Piauí, Mirna Escórcio, e tem como objetivo fazer com que os empreendedores ponham em prática o hábito de serem sustentáveis em seus negócios, desde o começo.

Temas como dimensão econômica, social e ambiental da sustentabilidade; boas práticas sustentáveis; melhoria da imagem e lucratividade da empresa a partir do “ser sustentável”; consumo consciente e redução de desperdícios, serão as bases do curso que acontecerá no Instituto Educacional São José, no bairro Mocambinho, zona norte. O minicurso encerra na sexta-feira (22).

De acordo com a consultora do Sebrae no Piauí, os alunos poderão esperar uma aula que una teoria e prática. “Sempre trabalho a contextualização para que os participantes possam transformar a teoria em prática de acordo com suas atividades e/ou setor. Então serão compartilhados conhecimentos na área cognitiva para que eles possam aplicar através da área atitudinal e desenvolver assim a sustentabilidade em suas empresas”, explica.

Ainda de acordo com Mirna Escórcio, a maior dificuldade ao trabalhar a sustentabilidade empresarial são as questões culturais já absorvidas pela grande maioria dos micro e pequenos empreendedores. “Geralmente eles não têm o hábito de trabalhar a sustentabilidade porque acham um tema muito distante da sua realidade, alguns acham que por serem ‘tão pequenos’ não precisam ou não têm como ‘investir’ em sustentabilidade. Nosso objetivo é justamente trabalhar neles a quebra desse padrão de pensamento, desse paradigma”, relata.

Para Thatyara Queiroz, empreendedora no ramo de acessórios, o curso veio como oportunidade a mais da sua empresa contribuir com o meio ambiente e ser sustentável. “Este é o tema do momento, talvez um dos cursos mais importantes. Quero muito poder mostrar aos meus clientes que eu e minha empresa nos preocupamos e contribuímos com a melhoria do nosso planeta. Eu já tento colocar a sustentabilidade em prática na minha empresa por meio das sacolas e dos papeis de personalização da entrega, mas espero poder aprender mais e tirar as minhas dúvidas com a professora”, finaliza.

O Projeto Empreende Bairro é uma realização da Prefeitura de Teresina, por meio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo (Semdec), em parceria com a Rede Clube, o Sebrae no Piauí e o Conselho Regional de Administração (CRA-PI).

Feira Empreende Bairro

Na última segunda-feira (18), os participantes do Empreende Bairro receberam uma aula de orientação para a feira de encerramento do projeto. A ‘Feira Empreende Bairro’, que ocorrerá na sexta-feira (22), das 17h às 23h, tem como objetivo unir empreendedores da região para expor seus produtos e serviços, misturando a ação com apresentações culturais, fechando o ciclo de capacitações do Projeto. A aula ministrada pela consultora de moda do Sebrae no Piauí, Gabriela Fortes, centralizou informações fundamentais para a boa exposição durante o evento.

Nova empresa de call center vai empregar mais de 400 pessoas até fevereiro

A mais nova empresa do segmento de telemarketing, a TMKT, pretende empregar até o final de fevereiro mais de 400 pessoas em Teresina. A informação foi repassada pela sua diretoria durante a visita técnica ao secretário municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo (SEMDEC), Aluísio Sampaio, às instalações do call center, nesta terça-feira (10).

Nova empresa de call center vai empregar mais de 400 pessoas até fevereiro

Nova empresa de call center vai empregar mais de 400 pessoas até fevereiro

A TMKT está localizada no bairro Matinha, na zona Norte, e possui cinco blocos – salas que abrigam as ilhas com os operadores – somando em 792 posições ou vagas. O seu funcionamento está previsto para os três turnos, manhã, tarde e noite. Segundo o diretor da multinacional, Agnaldo Niccioli, atualmente cerca de 100 pessoas já estão passando por treinamentos.

Para o secretário Aluísio Sampaio, o caminho é esse, dar continuidade às articulações com as empresas e gerar mais emprego para o desenvolvimento da cidade. “Vamos continuar fomentando esse setor, e só em o jovem estar recebendo treinamento já é uma qualificação importante para sua inserção no mercado de trabalho”, comentou o gestor.

“Queremos fechar o mês de fevereiro com mais de 400 pessoas já empregadas, trabalhando aqui na TMKT. Aos poucos estamos selecionando e chamando”, pontuou Niccioli. A atração de novos investimentos à capital é resultado de uma política reforçada pela Lei nº 4.410, de 2013, que proporciona benefícios e incentivos fiscais às empresas.

Os pré-requisitos solicitados são Ensino Médio completo, ter 18 anos ou idade acima, noções de informática e carteira de trabalho. Os currículos já podem ser entregues na sede da Semdec, na avenida Campos Sales, 1292 – Centro/Norte. Para mais informações: (86) 86 3215-7470 / 3215-7472.

Prefeitura cede lotes para 6 empresas e Teresina ganha quase 300 empregos

A Prefeitura de Teresina concedeu lotes do Pólo Empresarial Sul para seis empresas, e a capital deve ganhar quase 300 empregos nos próximos meses. O acordo entre administração municipal e empresariado foi selado durante reunião na quinta-feira (6).

De acordo com o presidente do secretário municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo, Fábio Nery, a decisão está embasada principalmente na geração de emprego e renda que as empresas beneficiadas realizarão.

“Estas empresas já existem na cidade, mas estão localizadas em zonas urbanas, o que deixa inviável o tráfego tanto para quem aqui mora, quanto para elas. Com essa concessão de lotes e incentivos no Pólo, elas estarão em local adequado para suas atividades e irão gerar mais emprego na nossa cidade”, explicou o gestor.

A expectativa é que, com o acordo entre a Prefeitura e o empresariado, sejam gerados pelo menos 270 novas vagas de trabalho. A medida é baseada na lei municipal 2.528/1997, que atrai e incentiva investimentos com o objetivo de gerar emprego e renda. Essa política gerou um aumento elevado no número de empregos nos últimos anos na capital.

A concessão dos lotes às seis empresas ocorreu durante a 52º reunião do Conselho Municipal de Desenvolvimento Econômico de Teresina (CONTEDE), realizado pela SEMDEC. As empresas beneficiadas foram: Multi Distribuidora, L G Carvalho & Cia Ltda, Gerson Santos Rocha – ME (G S R DISTRIBUIDORA), Carvalho Júnior & CIA Ltda (Garra Distribuidora), LDB Transportes de Cargas LTDA, e a TMA Nordeste Transporte.

Nove empresas recebem decretos de cessão e três termos de doação de terreno nesta terça-feira (28)

Empresas dos segmentos industrial, transporte e atacadista receberão, durante solenidade nesta terça-feira (28), decretos de cessão e termos de doação de terrenos do espaço físico no Polo Logístico Atacadista, localizado no Polo Empresarial Sul de Teresina. A entrega da documentação acontecerá no Palácio da Cidade, às 12h.

Segundo o secretário de Desenvolvimento Econômico e Turismo, Fábio Nery, o local beneficiará doze empresas que, juntas, irão investir cerca de R$ 34 milhões. Algumas empresas tiveram sua área ampliada para aumentar a capacidade produtiva, permitindo, assim, que o trabalho seja realizado em instalações mais adequadas.

A cessão desses terrenos faz parte da ampliação da política de incentivos para atração de empresas, visando, especialmente, à geração de emprego. “Isso sinaliza o reconhecimento da importância dessas atividades de transporte e logística e também do segmento de atacado para o desenvolvimento da economia da nossa capital”, afirma Fábio Nery.

As empresas contempladas são: Distribuidora vitoria; RD Soares; Braga & CIA; Raça Transporte; Expansão; F Rocha Comércio; Rodoviário Garra; F Barros; Santral; Getex, Logos Transportes; Transcargas.