Estudo revela que empreendedoras do Promorar querem qualificação

Quase 70% dos negócios do setor de moda e beleza do bairro Promorar, na zona sul de Teresina, são comandados por mulheres que desejam fazer curso de capacitação em sua área de atuação e quererem aprender administrar melhor seu próprio negócio. É o que aponta uma pesquisa realizada pela Prefeitura de Teresina, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turismo (Semdec).

A pesquisa que faz parte da segunda etapa do projeto Empreende Bairro, ainda revela que 29,9% desses negócios são comandados por mulheres jovens entre 26 e 35 anos. Além disso, do número total de entrevistados, 43,3% possuem formação educacional até o ensino médio. O relatório ressalta que essas mulheres parecem querer investir mais na sua própria capacitação profissional, almejando cursos da área de beleza ou administração para melhorar a gestão do próprio negócio.

Outro dado importante apontado pelo estudo é que 53,7% dos entrevistados possuem Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica (CNPJ), número considerado positivo pela Gerência de Micro e Pequenas Empresas da Semdec. Além disso, pelo menos 30% dos entrevistados pretendem fazer mudanças físicas em seus empreendimentos.

De acordo com o coordenador geral da pesquisa, Eneas Barros, o estudo pode detectar que metade dos entrevistados querem ter seu negócio formalizado, o que é considerado algo positivo para o município.

“É válido observar que metade dos empresários entrevistados pretendem se formalizar, e a Semdec pode ajudá-los a alcançar esse objetivo. Por outro lado, pelo menos 30% dos entrevistados pretendem fazer mudanças físicas em seus empreendimentos, o que será algo muito bom para ser trabalhado com os estudantes de arquitetura através das parcerias da SEMDEC com as faculdades”, disse.

O objetivo do estudo era captar informações sobre os empreendimentos do setor de moda e beleza inicialmente do bairro Promorar para, em seguida, oferecer consultoria personalizada e gratuita. A pesquisa faz parte do projeto piloto intitulado ‘Empreende Bairro’, que visa estimular o empreendedorismo social qualificado nas comunidades da capital e contou ainda com o apoio, por meio de emenda parlamentar, dos vereadores Teresinha Medeiros, Enzo Samuel e Gustavo Gaioso.

Próximo passo

Com a pesquisa concluída, o próximo passo, de acordo com o secretário da Semdec, Venâncio Cardoso, é apresentar os resultados para as faculdades parceiras, com a intenção de formular grupos específicos e enfim voltar aos bairros para oferecer a consultoria gratuita para cada empresário.

“Já estamos dialogando com algumas faculdades, apresentando o projeto e pedindo apoio para montarmos os grupos que seguirão fazendo o trabalho de consultoria. Quando tudo estiver estabelecido, os estudantes dessas faculdades irão ao bairro, com as informações da pesquisa, para oferecer a consultoria visando melhorar esses negócios. Por exemplo, vimos que muitos querem melhorar a parte física de seus negócios, então a equipe com estudantes de arquitetura entra fazendo a consultoria. Temos casos em que os empresários querem desenvolver melhor a parte de comunicação nas redes sociais, então entra em cena a equipe com estudantes de jornalismo ou marketing”, explica.

SEMDEC contribui com estudo de viabilidade socioeconômica do DNIT

Um representante do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) esteve reunido na manhã de hoje (22) com uma equipe da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo (Semdec) colhendo informações sobre Teresina. O objetivo é a realização de um estudo de viabilidade socioeconômica sobre o Rodoanel.

A Prefeitura de Teresina, por meio da Semdec, está contribuindo para o estudo de forma quantitativa. “Disponibilizamos nossos projetos sobre a capital a fim de contribuir para este estudo de viabilidade socioeconômica, que tem o objetivo de minimizar conflitos”, destaca Fábio Nery, gestor da Semdec.

Leilane Vaz, economista e representante do DNIT, conta que o estudo está sendo feito para minimizar os impactos socioeconômicos. “Estamos fazendo esse estudo para minimizar o impacto que o Rodoanel terá sobre o município e o município sobre o Rodoanel”, explica.

 

Rodoanel

É uma obra de mobilidade urbana do governo do Estado do Piauí que vai proporcionar a desobstrução do tráfego da capital, garantindo qualidade de vida para população.

A previsão é de que após a inauguração cerca de cinco mil veículos pesados deixem de trafegar pelo perímetro urbano da capital, melhorando de forma significativa a fluidez no trânsito. Além disso, o Rodoanel vai reduzir em 15 quilômetros as distâncias entre as saídas Sul (BR 316) e Norte (BR 343) de Teresina.