Festival de rock embala noite do sábado (18) na Ponte Estaiada

Para despertar ou simplesmente para reacender o amor ao rock and roll na cidade de Teresina, o Complexo Turístico Ponte Estaiada será palco do Festival Ame o Rock! neste sábado (18). O evento, que começa a partir das 19h, promete unir o melhor do estilo musical em um dos principais pontos turísticos da capital. A Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo (Semdec) e o Grupo Rambeer apoiam o evento.

Com atrações como as bandas Cassines, Wodstock, André de Sousa e sua Beatles Band, a noite de shows será encerrada com a banda Os Radiofônicos, que também organizam o festival. Além de muito rock, o evento vai contar com espaço para food trucks e exposição de carros antigos.

De acordo com Henrique Douglas, músico da banda Os Radiofônicos e organizador do Festival Ame o Rock!, a ideia do festival nasceu da intenção de levar a lugares de frequência popular o rock produzido pelos artistas piauienses.

“A ideia do festival sempre vem, pelo amor a música. Os Radiofônicos, que são os idealizadores dessa história, estão na estrada há muito tempo e o próprio nome do festival surgiu também nessa relação. Nossa intenção é valorizar o artista piauiense, as bandas de rock piauienses, fazendo com que as pessoas que visitam o ponto turístico, aquele lugar super popular, tenham essa possibilidade, de ter acesso a essas música, que muitas vezes não tem acesso”, explica Henrique.

Ainda de acordo com o músico, a primeira edição do Festival Ame o Rock! é apenas um piloto e que a organização vai trabalhar para que tenham outras nos próximos anos. “A gente quer fazer outras edições, é claro, essa será a primeira e o apoio da Semdec foi fundamental para que isso acontecesse. Então a gente está fazendo nossa parte como artista, levando a música onde o povo está. A nossa intenção é fazer um movimento de musica autoral de bandas de rock de Teresina, para que tenham essa válvula de escape e principalmente fazendo com que elas cheguem de uma maneira popular, de uma maneira em que as pessoas sejam atingidas”, revela.

Para o secretário da Semdec, Venâncio Cardoso, um festival direcionado ao rock  é muito importante, uma vez que há estilos músicas supervalorizados e em alta, não só na cidade, mas no país.

“O rock já provou que nunca vai acabar, mas é inegável que estamos vivendo um momento em que há estilos musicais que têm mais espaço que outros. Nesse sentido, acho importante a ponte também ser contemplada com um festival como este. A Ponte Estaiada já se provou como um dos maiores palcos de promoção de cultura e arte na nossa cidade e isso é enriquecedor. O objetivo da Prefeitura de Teresina, por meio da Semdec, é dar espaço para que a cultura se entrelace ao turismo para promover melhor nossas belezas”, explicou o secretário.

Com sucesso do Festival The Vejo na Ponte, segunda edição é confirmada

Chegou ao fim, na noite do último domingo (27), a primeira edição do Festival The Vejo na Ponte. Com o sucesso absoluto do evento, a organização confirma uma segunda edição para o segundo semestre deste ano.

Segundo o gestor da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo (SEMDEC), Venâncio Cardoso, a intenção é promover um evento ainda maior nas próximas edições. “Enquanto gestor da Semdec, posso dizer que desenvolver esse projeto foi uma das coisas mais prazerosas. Foi tudo pensado para que fosse grande logo de início. Queríamos que os teresinenses tomassem o Festival para si. A parceria com a FMC foi excelente, por isso queremos confirmar a segunda edição do festival e vamos fazer essa segunda edição fora do período chuvoso. Acredito que esse evento engrandece a cidade e consequentemente engrandece nosso turismo e movimenta a economia local”, disse o secretário.

Cultura e música boa

Ao som de muita música boa, nem a chuva desanimou quem esteve no último domingo na Ponte Estaiada para conferir o encerramento do primeiro Festival The Vejo Na Ponte. O evento, que teve entrada franca, uniu cultura, lazer e gastronomia em um único espaço.

Promovido pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo (Semdec) em parceria com a Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves (FMC), o festival teve um apoio muito grande por parte da população teresinense, que se fez presente nos três domingos com muita animação e coros para os cantores.

Presente no último domingo (27), a estudante de Direito, Amanda Azevedo, destaca a qualidade musical apresentada. “Já tinha ouvido falar nos cantores mas ainda não tinha tido a oportunidade de assisti-los, confesso que me surpreendi com a qualidade musical de todos. São da terra e são maravilhosos, não tem como não cantar e dançar junto com eles”, afirmou.

Com repertório que ia do MPB até o Axé, o festival encerrou em grande estilo, com Flávio Moura, que levou participações especiais, como a do humorista João Claudio Moreno, Soraya Castello Branco e Luciano Santos; a calmaria doce de Vavá Ribeiro e o som cheio de vibrações positivas de Teófilo Lima, consolidou o festival no calendário de eventos de Teresina.

MPB vai embalar encerramento do Festival The Vejo na Ponte neste domingo (27)

A 1ª edição do Festival The Vejo na Ponte encerra neste domingo (27) e já deixa saudades em muitos teresinenses. Com apresentações de Vavá Ribeiro, Teófilo e Flávio Moura, o Complexo Turístico Ponte Estaiada se despedirá do último domingo de evento apresentando artistas que produzem e interpretam o melhor da MPB.

Além desses artistas, o cantor Flávio Moura irá reunir nomes como João Cláudio Moreno, Soraya Castello Branco e Luciano Santos em sua apresentação. A ideia, segundo o artista, é inserir essas participações mais que especiais em algumas canções.

O público, que não desanimou com a presença da chuva, permaneceu fiel aos dois primeiros domingos de festa e superou a expectativa dos organizadores, somando cerca de 3.000 pessoas ao logo do primeiro e segundo domingo da programação. O esperado é que o último dia do Festival seja com um público maior, dada a consolidação da festa nos domingos passados (13 e 20).

Além dos shows musicais, o evento conta ainda com espaço para crianças, com brinquedos e atividades lúdicas, duas praças de alimentação, exposições e estúdios de tatuagem.

O gestor da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo (Semdec), Venâncio Cardoso, destaca a organização e o apoio do público ao festival. Além disso, ele convida os teresinenses para prestigiarem o último dia do festival. “O público teresinense está de parabéns. É muito bonito ver que nem a chuva afastou a vontade de prestigiar os artistas da nossa terra. Dia 27 é o último domingo de Festival e convido a todos para curtirem essa festa que está muito organizada, diversificada, segura e que é de todos nós”, comentou.

O The Vejo na Ponte é um evento que pretende ser fixo no calendário teresinense, na tentativa de preencher um vácuo na programação do mês de janeiro, período de férias na capital, e estimular a ocupação de espaços turísticos de Teresina.

Pelo palco do Festival já passaram seis bandas:  Validuaté, Full Reggae, Prowler, Bia e os Becks, Alma Roots e Top Gun. A iniciativa é uma ação da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo (Semdec) em parceria com a Fundação Monsenhor Chaves (FMC).

Música autoral é destaque em 2º dia do The Vejo na Ponte

A produção de música autoral de Teresina foi o destaque do último domingo (20), segundo dia do Festival The Vejo na Ponte. Com presença de grande público, as três bandas apresentaram suas próprias produções e foram acompanhadas com entusiasmo pelo público do local.

A banda Bia e os Becks, que abriu a segunda noite de evento, apresentou sua mistura de pop, brega e rock de forma muito animada e cheia de carisma, depois Alma Roots embalou o público com reggae politizado. Fechando a noite, a banda Validuaté misturou músicas novas e antigas no repertório trazendo com riqueza o melhor do seu pop rock. Mais uma vez choveu na região do Complexo Turístico Ponte Estaiada, mas o público permaneceu fiel aos artistas, assim como aconteceu no primeiro dia de evento.

O prefeito Firmino Filho destacou que o evento é uma mistura de oportunidades e como isso faz com que o festival seja um sucesso imediato. “É uma ótima oportunidade para esse período de férias. É uma forma de movimentar esse local à noite, já que temos poucas opções. Esse evento passa a ser uma opção para a juventude de Teresina e outra coisa muito importante é que dá espaço para as bandas locais mostrarem suas produções. Acho que isso é um ajuste feliz”, explicou.

Para o gestor da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turismo (Semdec), Venâncio Cardoso, o festival mostra como os teresinenses apoiam iniciativas que dão palco à produção local, lotando eventos como o The Vejo na Ponte. “Quem esteve no local pode perceber que as pessoas acompanhavam as músicas, estavam empolgadas, estavam ali pelos artistas da terra. Nesse sentido o The Vejo na Ponte segue sendo um sucesso espontâneo. É com felicidade que a gente percebe o valor que o povo dá a essa iniciativa”, finalizou.

A estudante Vitória Chagas, 20 anos, que acompanha o cenário musical teresinense parabenizou o evento por abrir espaço para a produção autoral. “Eu gosto muito de acompanhar o cenário musical de Teresina e esse Festival é uma oportunidade a mais para divulgar esses artistas. E o evento está maravilhoso, estou surpresa porque tem muita gente apesar do tempo chuvoso. Eu estava até comentando com uma amiga que isso deveria ser feito todas as férias, se possível, porque realmente está muito bom”, disse.

O Festival The Vejo na Ponte é uma realização da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo (Semdec) em parceria com a Fundação Monsenhor Chaves (FMC).

Validuaté será uma das atrações do 2º dia do The Vejo na Ponte

A banda Validuaté, uma das bandas de pop rock mais importante do Piauí atualmente, será uma das atrações do segundo dia do Festival The Vejo na Ponte, que acontece neste domingo (20). Os músicos se apresentarão a partir das 21h em um dos maiores pontos turísticos da capital, a Ponte Estaiada.

A Validuaté é uma banda que surgiu em 2004, em Teresina. Com a proposta de experimentação rítmica sobre o rock e outros estilos musicais, a banda apresenta uma mistura própria com elementos da música brasileira e já dividiu palco com grandes nomes da música nacional.

Para o segundo dia de evento, além da Validuaté, são esperadas também as bandas Bia e os Becks e Alma Roots. Além disso, após reuniões, os organizadores optaram por realizar algumas mudanças estruturais, como a redistribuição dos banheiros, desconcentração da praça de alimentação, e realocação da exposição de motos. O evento trará também uma ampliação no espaço kids, onde novos brinquedos serão adicionados ao local, ganhando também mais algumas outras atividades, contemplando melhor o público infantil.

A primeira edição do Festival The Vejo na Ponte, teve início no último domingo (13) e reuniu mais de 2.500 pessoas no espaço do estacionamento da Ponte Estaiada. Para o segundo domingo de festa, os organizadores esperam público maior. Haverá também um rodízio das empresas oferecedoras de serviço, visando, com isso, expandir as oportunidades de movimentação da economia local.

O gestor da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo (Semdec), Venâncio Cardoso, convida a população para participar do evento e fala sobre a importância de prestigiar o Festival.

“O primeiro dia do Festival foi um termômetro de aceitação do público. Ficamos muito felizes com a qualidade da festa e com a quantidade de pessoas presentes, mesmo com a chuva, porque nosso intuito é esse, é movimentar a Ponte Estaiada. Convido a todos para curtirem os próximos dois dias de The Vejo na Ponte, que possui uma programação muito boa e muito diversificada. Com gastronomia, lazer e o mais importante, segurança, além de prestigiar um evento todo feito com bandas locais”, comenta.

O Festival The Vejo na Ponte é uma realização da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo (Semdec) em parceria com a Fundação Monsenhor Chaves (FMCMC) e pretende ser fixo no Calendário de Eventos teresinense.

Festival The Vejo na Ponte lota estacionamento da Estaiada

Teve início, na noite do último domingo (13), o Festival The Vejo na Ponte. O primeiro dia do evento reuniu grande público, que lotou o estacionamento do Complexo Turístico da Ponte Estaiada. De acordo com a assistência da Polícia Militar havia mais de 2.500 pessoas no local.

Com apresentação de três bandas, o Festival foi aberto pela banda de reggae FullReggae, seguido pela banda Prowler, que faz cover do Iron Maiden, e encerrando a noite a banda Top Gun. O evento contou ainda com um espaço para recreação de crianças, rapel e foods trucks, entre outros.

Mesmo com chuva, o público se manteve fiel ao evento e continuou curtindo as bandas da noite. A iniciativa foi bem recebida pelos teresinenses, que parabenizaram a iniciativa da Prefeitura de Teresina.

“Esse evento é uma ótima iniciativa da Prefeitura, através da Semdec, por que reúne a galera e é uma opção a mais para sair nesses finais de semana de Teresina. Um evento bem diversificado em toda a programação, e em um domingo onde todo mundo tende a ficar em casa, o The Vejo na Ponte veio como uma opção a mais para sair com os amigos. Eu vim hoje com os colegas na expectativa do show da banda Top Gun”, disse a professora Ravena Leal.

O ativista Alan Alves, que levou a esposa e filho pequeno para participar do evento, apóia o Festival e afirmou que Teresina precisa de iniciativas como esta para dar mais espaço para bandas locais.

“Estou gostando muito, tem muita gente aqui presente. É uma iniciativa muito boa, porque está dando palco, literalmente, para as bandas locais. Música ao vivo é sempre bom, porque é arte, é a cultura sendo exposta, então é muito legal. Eu e minha esposa estamos na expectativa do show da banda Prowler. Eu acho que esse é um evento que deveria fazer parte do calendário de Teresina, acontecendo todo final de semana, se possível, porque está muito legal”, disse.

Para o gestor da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo (Semdec), Venâncio Cardoso, o primeiro dia de evento, mesmo com chuva, foi bem recebido pela população.

“Acredito que o primeiro dia foi um sucesso. A população ficou e prestigiou mesmo depois de uma chuva forte. O evento está sendo muito bem organizado para que as pessoas se sintam seguras e com vontade de prestigiar as bandas locais. O espaço lotado foi consequência deste trabalho. Por isso, quero convidar quem não pôde vir no primeiro dia que venha no segundo e no terceiro, porque estamos só começando”, finalizou.

O 1° Festival The Vejo na Ponte é uma realização Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo (Semdec) em parceria com a Fundação Monsenhor Chaves (FMCMC). No próximo domingo (20) o Festival trará as bandas Bia e os Becks, Alma Roots e Validuaté. No domingo (27) as atrações serão Flávio Moura, Vavá Ribeiro e Teófilo, encerrando o festival.

Organizadores do 1º The Vejo Na Ponte definem ações

Todos os órgãos envolvidos na organização do festival The Vejo Na Ponte participaram de reunião na manhã desta quarta-feira (09) para assegurar que todos os serviços sejam prestados com qualidade.

Na reunião ficou decidido que a montagem do palco e estrutura física organizativa do espaço terá início na manhã da sexta-feira (11) e deve ficar pronto no sábado à noite. A Strans iniciará a interdição da região na manhã do evento. Homens da Polícia Militar e Guarda Municipal farão a segurança durante os três dias do festival.

Para o secretário Venâncio Cardoso, o Festival tem como objetivo movimentar o cenário cultural de Teresina no mês de janeiro realizando um evento com segurança no espaço da Ponte Estaiada. “Janeiro é mês das férias e por isso queremos fazer um evento bonito, organizado e com bastante segurança para que o The Vejo na Ponte receba bem as famílias teresinenses. O Festival é muito importante, pois ele será o responsável por abrir nosso 2019 com chave de ouro”, disse.

Participaram da reunião representantes da Strans, Polícia Militar, SAMU, Guarda Municipal, SDU/Leste, presidente da Abrasel, Jorge Holanda, o gestor da Semdec, Venâncio Cardoso e o superintendente da FCMC, Abiel Bonfim.

Programação

Domingo (13)

Full Reggae, 17h

Prowler, 18h30

Top Gun, 21h.

Domingo (20)

Bia e os Becks, 17h

Alma Roots, 18h30

Validuaté, 21h

Domingo (27)

Flávio Moura, 17h

Vavá Ribeiro, 18h30

Teófilo, 21h

Aula-show anima público no primeiro dia do Festival Maria Isabel

Com pratos no valor único de R$16, o Festival Maria Isabel, que este ano acontece no Teresina Shopping, teve sua abertura no fim da tarde desta quinta-feira (20), recheado de atrações. Um dos destaques foram as aulas-show que acontecem em um auditório especial com uma cozinha profissional montada no local. Além disso, a arena gastronômica com 22 restaurantes apresentando uma diversidade de pratos, marcaram o primeiro dia de evento.

Uma das primeiras atrações do evento, foi a aula-show da chef piauiense Larissa Batista. Ela ensinou aos presentes como preparar um arroz caldoso do litoral, que de acordo com a profissional é uma homenagem às mulheres catadoras de marisco de Parnaíba.

“A diferença desse prato é que a gente fez uma homenagem às mulheres catadoras de marisco da Ilha Grande de Santa Isabel, que é um bairro do município de Parnaíba. É uma homenagem significativa, pois são mulheres batalhadoras e por isso quis incluir no menu do festival. Esse é um arroz com sururu, feito com coco e água de coco. Isso já é bem diferente, mas sempre puxando para nossa cultura, como a defumação do caju que eu quis mostrar”, explicou.

De acordo com a chef, a aula-show é uma ótima oportunidade para se aproximar do público. “A aula-show é muito importante, tanto para os alunos de gastronomia, empresários, quanto a pessoa comum. Trazer o aluno e as pessoas para perto da gente é importante, porque a gente fica próximo, fica mais amigo, pode tirar dúvidas. O público é muito receptivo. Fico muito feliz e espero que a gente consiga cada vez mais fazer eventos como esse voltados para a gastronomia”, afirmou.

Para o secretário da Semdec, Venâncio Cardoso, o festival é uma excelente oportunidade para que os restaurantes possam chegar em públicos ainda não explorados e os chefs aparecerem mais para mostrar seu trabalho.

“O Festival Maria Isabel é uma verdadeira vitrine. Aqui os restaurantes, os empresários, têm a oportunidade de se aproximar melhor de uma diversidade de públicos e isso é muito importante, porque quem nunca tinha ido a um determinado restaurante passa a frequentar, por exemplo. Além disso, é uma ótima oportunidade para que os profissionais se mostrem e tenham um contato mais íntimo com o público por meio dessas aulas-show, por exemplo”, destacou.

A 4ª Edição do Festival Maria Isabel é uma realização da Abrasel com apoio da Prefeitura de Teresina, por meio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo (Semdec).