Prefeitura lança edital de R$ 120 mil para startups por meio do Programa THEch

O Programa THEch lançou, no fim da manhã desta sexta-feira (21), um edital que prevê a seleção de 10 projetos para receber bolsas de R$ 12 mil para desenvolver ideias inovadoras. A iniciativa é uma realização por meio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo (Semdec) em parceria com a Softex, uma Organização Social Civil de Interesse Público (Oscip).

A ideia é que equipes empreendedoras e startups, instituições, empresas e universidades se integrem e juntos desenvolvam soluções inovadoras para construir um ecossistema cooperativo e resolver problemas públicos ou empresariais. Inicialmente 60 equipes serão selecionadas, e somente na segunda fase ocorrerá o financiamento. Qualquer pessoa a partir de 15 anos pode se inscrever e participar.

“O objetivo é fazer de Teresina um polo em tecnologia da informação e comunicação, buscando fortalecer essa área por meio da educação e também incentivar o aparecimento de empresas de tecnologia. Estamos estreitando essa parceria com a Softex, que tem uma longa história de criação de polos tecnológicos. Esperamos que essa seja um momento importante para que a gente aponte outra vocação importante da cidade”, explica o prefeito Firmino Filho.

De acordo com o edital, a primeira fase do projeto consistirá na seleção das equipes empreendedoras e startups em fase de desenvolvimento que possuem interesse em fomentar competências demandadas pelo mercado de trabalho e validar negócios. Na segunda etapa, dez equipes serão selecionadas e receberão o aporte financeiro de R$ 12 mil. Nesta fase, o objetivo é que as equipes desenvolvam protótipos que possam resolver os desafios apresentados pelas empresas e instituições públicas participantes.

Na terceira etapa, serão selecionadas pelo menos quatro equipes que já tenham chegado na fase de teste do seu protótipo. Já na quarta etapa, apenas duas equipes serão beneficiadas para imersão internacional.

Para participar, além de ter idade mínima de 15 anos, é necessário que se formem equipes com no pelo menos três integrantes, e que sejam startups em fase de construção. Elas precisam apresentar um problema e uma proposta de solução. O Edital de Carreira e Desenvolvimento de Negócios busca aperfeiçoar o mercado de tecnologia e inovação existente em Teresina, por meio de aprimoramento.

Para o secretário da Semdec, Venâncio Cardoso, é cada vez mais necessário que Teresina invista em tecnologia. “Nossa cidade já investe muito bem na sua educação, mas precisamos avançar cada vez mais no rumo da tecnologia. Nosso país tem um deficit de mão de obra qualificada no setor da tecnologia e um projeto como o Programa THEch vem para auxiliar o crescimento de ideias inovadoras que sabemos o povo da nossa cidade tem”, disse.

De acordo com Luciana Tsukada, coordenadora do Programa Thech, a seleção das entidades de apoio à inovação (como faculdades e universidades), empresas e instituições públicas será realizada por meio de um segundo edital, com previsão de lançamento no mês de março. “O objetivo deste edital é aproximar as equipes empreendedoras de instituições que buscam aperfeiçoar ou desenvolver seus programas de inovação aberta”, finaliza.

Programa THEch abrirá edital para seleção de equipes e startups nesta sexta (21)

O Programa THEch vai lançar seu primeiro edital, nesta sexta-feira (21), às 11h, no Palácio da Cidade. Com foco em carreira e negócios, o edital será composto por quatro fases e funcionará por cerca de dez meses. Poderão participar instituições públicas e privadas que queiram desenvolver ou aperfeiçoar seus programas de inovação aberta, instituições de apoio à inovação, equipes empreendedoras ou startups em fase de ideação.

A primeira fase do projeto consistirá na seleção das equipes empreendedoras e startups em fase de ideação, que possuem interesse em desenvolver competências demandadas pelo mercado de trabalho e validar negócios.

De acordo com a coordenadora do Programa Thech, Luciana Tsukada, qualquer pessoa com idade a partir de 15 anos pode se inscrever e não é necessário ter CNPJ para participar das primeiras fases do programa. “As equipes empreendedoras podem se formar no momento em que estiverem se escrevendo no edital, ou seja, qualquer pessoa, a partir de 15 anos de idade, pode formar uma equipe de pelo menos três integrantes e se inscrever no edital”, explica.

Segundo o edital, na segunda fase, dez equipes serão selecionadas e receberão um aporte financeiro entre 10 a 15 mil reais. Nesta fase, o objetivo é que as equipes desenvolvam protótipos que possam resolver os desafios apresentados pelas empresas e instituições públicas participantes. Na terceira fase serão selecionadas pelo menos quatro equipes que já tenham chegado na fase de teste do seu protótipo. Já na quarta fase, apenas duas equipes serão beneficiadas para imersão internacional.

A seleção das instituições de apoio à inovação (como faculdades e universidades), empresas e instituições públicas será realizada por meio de um segundo edital, com previsão de lançamento no mês de março. O intuito deste edital é aproximar as equipes empreendedoras de instituições que buscam aperfeiçoar ou desenvolver seus programas de inovação aberta.

Segundo a coordenadora geral do Espaço THEch, Verônica Coelho, esta é uma ótima oportunidade para quem deseja obter capacitação e se tornar um empreendedor qualificado. “Aqui as equipes empreendedoras selecionadas serão ensinadas a desenvolver habilidades que hoje as empresas buscam em seus colaboradores. Além disso, elas terão a oportunidade de se conectar com as instituições públicas e privadas que estão participando do programa e já desenvolverem habilidades para a área que ela pretende atuar no mercado”, comenta.

O Programa THEch é uma realização da Prefeitura de Teresina, por meio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo (Semdec) e uma parceria firmada com a Softex, uma Organização Social Civil de Interesse Público (Oscip).

Semdec promove evento para estimular cultura “maker”

Nesta sexta (25) e sábado (26) de outubro, o Programa THEch, idealizado pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo (Semdec), em parceria com a Secretaria Municipal de Educação (Semec) e executado pela empresa Softex, promoverá o Level Up Maker. O evento tem como objetivo fomentar a cultura “maker” em Teresina, a partir de desafios que estimulam a criatividade e a abordagem “faça você mesmo”. A programação acontecerá na Escola Municipal Ubiraci Carvalho e na Cidade Olímpica (Centro de Formação Odilon Nunes) e englobará atividades teóricas e práticas.

Com o foco no público de 12 a 16 anos, o programa irá promover um trabalho prático relacionado a automação e mobilidade nos dois dias. As atividades da sexta (25) iniciam às 9h com a divisão das equipes na Escola Municipal Ubiraci Carvalho. Em seguida, haverá ministração de palestras e, às 17h, a finalização com a premiação dos melhores projetos desenvolvidos no dia. A escola fica localizada na Rua Ritmista Orlando Nascimento, Bairro Gurupi.

Já no sábado (26), os alunos do Programa Cidade Olímpica Educacional, que fica no Bairro Marquês, terão um cronograma mais curto. As atividades no local iniciam às 8h com um café da manhã e a divisão das equipes. Depois, seguirá com a apresentação dos desafios e palestras sobre prototipagem e programação, finalizando às 12h com a premiação dos melhores protótipos elaborados.

De acordo com o gestor da Semdec, Venâncio Cardoso, o evento marcará o início de uma grande tarefa. “Esses são os primeiros eventos promovidos pelo THEch, que surgiu a partir de uma idealização da Semdec de inovação. Ele veio para fomentar o empreendedorismo, novidades, o ensino, a pesquisa e o desenvolvimento institucional para a execução de projetos de apoio à nossa cidade. Teresina possui grande potencial na área e o programa vai valorizar e desenvolver tais potencialidades”, pontuou.

 

Confira a Programação:

– 25 de Outubro/ Local: Escola Municipal Ubiraci Carvalho

09:00 – Recepção e Divisão das Equipes

09:30 – Boas-Vindas e Apresentação da Programação

09:45 – Palestra de Ideação e Validação

10:40 – Lanche

11:30 -Solução

12:00 – Almoço

13:00 – Palestra O que é Pitch?

15:00 – Continuação dos projetos

15:20 – Finalização dos projeto e apresentações

16:30 – Início do Pitch (presença dos pais)

17:00 Premiação e Encerramento

– 26 de Outubro/ Local: Cidade Olímpica (Centro de Formação Odilon Nunes )

08:00 – Recepção e Divisão das Equipes

08:00 – Café da manhã

08:30 – Boas-Vindas e Apresentação dos Desafios

08:50 – Planejamento do Projeto

09:15 – Prototipagem e Programação

09:40 – Lanche

10:00 – Prototipagem e Programação

11:00 – Finalização dos protótipos com os pais

11:40 – Apresentação dos protótipos,

12:00 – Premiação e Encerramento.

Teresina terá laboratório para desenvolver Programa de Inovação

Com foco no empoderamento social, através da tecnologia, a Prefeitura de Teresina, por meio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo (Semdec), e a empresa Softex, assinaram na manhã desta terça-feira (13), um termo de parceria que visa a construção de um laboratório maker para desenvolver um Programa de Inovação. O objetivo é fomentar o desenvolvimento tecnológico, startups e educação empreendedora.

O laboratório maker tem o objetivo de oferecer um ambiente adequado à resolução de problemas complexos e desenvolvimento de protótipos. Ele será sediado na Praça Ocílio Lago, conhecida popularmente como Praça dos Skatistas, localizado na zona Leste da capital.

Na solenidade de assinatura do termo, prestigiada por várias autoridades, o vice-prefeito de Teresina, Luís Júnior, representando o prefeito, Firmino Filho, falou sobre como a cidade tem se destacado em educação nacionalmente e como ela irá se destacar em tecnologia. “Teresina tem se destacado nacionalmente em sua educação, principalmente no Ensino Fundamental. No futuro também nos destacaremos em tecnologia, pois é um investimento para o futuro. Felizmente um futuro próximo. Com essa abertura para o incentivo ao empoderamento social poderemos ter uma cidade cada vez mais empreendedora”, falou.

O secretário da Semdec, Venâncio Cardoso, destacou que Teresina se prepara com olhos em uma tendência mundial que é ter cada vez mais pessoas com conhecimentos em tecnologia.  “Um levantamento recente do Senai nos mostrou que as profissões ligadas à tecnologia estarão entre as mais promissoras. Teresina está se preparando para isso agora, dando suporte para que nossos jovens, nossos empreendedores tenham elementos para estar a frente dessa realidade. Era um desejo do prefeito Firmino Filho implantar essa Programa de Inovação e ele está certo em investir nisso, uma vez que pesquisas, dados, apontam para qual direção a gestão pública deve seguir”, disse.

De acordo com o vice-presidente executivo da Softex, Diônes Lima, a empresa será uma espécie de articuladora entre o que a cidade já produz e o que está no mercado. Tudo visando o desenvolvimento econômico da cidade por meio da tecnologia.

“O papel da Softex é juntar tudo o que existe de competência em Teresina, o que já é muito, montar um ecossistema em contato com um sistema global e auxiliar também em projetos que ajude no empoderamento social de toda a comunidade local, por meio da tecnologia. Nosso papel vai ser usar todas as metodologias que a gente já usa hoje para o desenvolvimento econômico nacional, para desenvolver o município. O primeiro projeto tem prazo de um ano e oito meses. Nós queremos que nesse tempo nós já tenhamos pessoas preparadas para darem continuidade sem a Softex aqui”, finalizou.

A Softex faz parte da Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (OSCIP), que desenvolve ações para promover a melhoria da competitividade da Indústria Brasileira, que envolvem Software e Serviços de TI (IBSS), bem como a disponibilidade de recursos humanos qualificados, tanto em tecnologias como em negócios.

O desenvolvimento do Programa de Inovação em Teresina, que ficará sob responsabilidade da Semdec, consistirá em cinco pontos: promoção da educação empreendedora e inovadora; Desenvolvimento e fomento de startups; Transferência tecnológica em IoT (internet das coisas); Promoção do Ecossistema de Inovação e captação de recursos.