Subestação de energia no Polo Empresarial Sul será inaugurada no fim de março

Um grupo formado pelos presidentes nacional e estadual e técnicos da Equatorial Energia e Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo (Semdec) estiveram, no fim da tarde da última terça-feira (11), visitando as obras da Subestação Esplanada, localizada na zona sul de Teresina. A vistoria buscou verificar o andamento da obra, que beneficiará o Polo Empresarial Sul e vários bairros dos arredores. A previsão de inauguração, de acordo com a empresa, será no fim de março.

A construção no local foi possível após o prefeito Firmino Filho assinar um termo de permissão de uso de imóvel público autorizando a empresa Equatorial a ocupar o terreno. Por meio da Semdec, foi liberado um hectare em julho do ano passado. Além de melhorar a energia do local, a intenção é que ela sirva também para atrair negócios para cidade com a chegada de novos empreendimentos, gerando empregos.

“A Prefeitura tem buscado realizar os investimentos necessários para atrair novas empresas aqui na capital. É um trabalho que tem foco no desenvolvimento econômico e social, já que a instalação de novas empresas implica geração de emprego e renda para nossa gente. Há também uma política de incentivos para que essas empresas tenham as condições de se instalarem e a energia é sempre uma das principais demandas desses investidores”, explicou o prefeito.

Para o secretário da Semdec, Venâncio Cardoso, a doação desse terreno para a empresa de energia foi estratégica. “Os bairros da zona sul, em especial o Polo Empresarial Sul, tem grandes problemas com a questão da energia. É uma região que tem grande necessidade, pois a utilizam para produzir seus produtos, gerando vários empregos. Com essa subestação funcionando, vai melhorar muito essa questão, que era reclamação recorrente do empresariado instalado no local. Então foi uma ação inteligente e estratégica do prefeito Firmino doar esse terreno, pois o benefício será muito maior”, disse.

De acordo com a Equatorial Energia, a Subestação Esplanada beneficiará aproximadamente 85 mil famílias, levando cinco vezes mais energia para a zona sul de Teresina. A potência de seus 25 MVA’s, inclui a construção de 9 km de linhas de distribuição em 69kV e 12 km de redes de distribuição.

O presidente da Equatorial Piauí, Nonato Castro, afirma que a subestação trará benefícios para a região e ainda prevê melhorias no ambiente de negócios na cidade. “A Subestação Esplanada, um investimento de aproximadamente 21 milhões de reais da Equatorial Piauí, levará cinco vezes mais energia para zona sul da capital, beneficiando 85 mil pessoas. Além disso, trará benefícios para o setor empresarial e industrial, pois sua eficiência energética deve não apenas suprir a demanda hoje existente na área do Polo Industrial Sul, mas também melhorar o ambiente de negócios da cidade”, disse.

A visita ainda contou também com a presença do Secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico (Sedet), Igor Neri.

Prefeito assina termo para construção da subestação de energia no Polo Empresarial Sul

O prefeito de Teresina, Firmino Filho, assinou no Palácio da Cidade, na manhã desta segunda-feira (17) um termo de permissão de uso de imóvel público em que permite a empresa Equatorial Piauí Distribuidora a realizar trabalho de melhoria energética no Polo Empresarial Sul.

O imóvel cedido tem como finalidade a construção de uma subestação de energia elétrica no local. O objetivo é a melhoria na distribuição de energia elétrica de todo o seu entorno, suprindo as necessidades reais de todas as empresas instaladas no Polo Empresarial Sul e as que podem vir a se instalar futuramente. De acordo com a redação do termo, a permissão é firmada pelo prazo de 20 anos, a partir de hoje.

“Estamos às vésperas de um novo ciclo de crescimento econômico e o polo será um local que teremos muitos investimentos. A solução do desafio com relação à energia elétrica vai ser fundamental para que possamos ter a implementação de novos projetos por lá, tais como moinho de trigo, ração, remédios. Há muita coisa engatilhada para novos investimentos”, explicou o prefeito Firmino Filho.

Para o gestor da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo (Semdec), Venâncio Cardoso, a assinatura do termo é um passo importante para melhorar todos os aspectos necessários para o bom funcionamento e crescimento do Polo Empresarial Sul.

“O poder público municipal já demonstrou que está completamente aberto para melhorar a situação dos polos empresariais de Teresina. Sabemos dos problemas e estamos articulando para que as melhorias cheguem de fato ao local. O Polo Sul carece de uma boa rede de energia elétrica, iluminação e asfalto e desde o ano passado, a Prefeitura, por meio da Semdec, tem dialogado para melhorar o local”, destacou o secretário.

A obra será concluída no primeiro semestre de 2020, de acordo com Raimundo Nonato, presidente da Equatorial Piauí. Ele destaca que as melhorias irão beneficiar não só Teresina.

“Essa não é uma obra que vai beneficiar só esta cidade, vai beneficiar o Estado. A Prefeitura está cedendo esse terreno para uso exclusivamente dessa subestação. São quase 11 milhões de investimento e a Equatorial vai quintuplicar a capacidade da subestação. Nós temos lá uma subestação de 5 KVA, não tem condição de receber novas indústrias, então nós vamos fazer uma de 25 KVA, cinco vezes maior. Além do que, nós vamos fazer um trecho de linha, em torno de nove quilômetros, uma de 69 mil volts, que vai permitir também flexibilidade, transferência de carga para determinadas subestações”, esclareceu.

Empresários do Polo Empresarial Sul pedem investimentos em reunião com Firmino

Representantes dos empresários localizados no Polo Empresarial Sul pediram, em reunião ocorrida no Palácio da Cidade, com o prefeito Firmino Filho e o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo, Venâncio Cardoso, melhorias estruturais, como asfalto, energia e segurança na região.

De acordo com os relatos dos empresários, a falta de asfalto em algumas vias, além de problemas na iluminação, tem levado muitos empresários a ter prejuízo e muitos trabalhadores têm sido vítimas de assalto na saída das empresas.

A reunião que contou com o senador Ciro Nogueira, era para pedir mais investimentos na área, além da destinação de emendas parlamentares para melhorar a qualidade estrutural do local para receber mais empresas.

“Nós paramos os investimentos naquele Polo, por causa da crise econômica, da mesma forma que nós tivemos poucos investimentos privados também por conta da mesma crise. Nós temos perspectivas otimistas com relação ao futuro, pois a Prefeitura voltará a investir, assim como em relação aos novos investimentos privados, que gerem empregos para que possamos ver crescer aquele Polo Empresarial Sul. As reivindicações são importantes e devemos recebê-las”, explicou o prefeito Firmino Filho.

O secretário Venâncio explicou para o grupo quais vias já estão asfaltadas e quais necessitam com mais urgência do asfalto. Além disso, com o auxílio dos técnicos da Semdec, o secretário ainda explicou sobre um estudo energético que está sendo realizado pela Secretaria para contribuir com o trabalho da Equatorial, empresa de energia elétrica, no local.

“Há algumas vias que já estão asfaltadas, inclusive a última foi com recursos da Prefeitura, por meio da Strans, para melhorar a questão da mobilidade do local. A Semdec tem trabalhado em pesquisas e projetos para que mais vias recebam asfalto. Essa reunião é muito importante, pois mostra ao empresariado do local, que a Prefeitura de Teresina está querendo entender melhor a situação e se mostra aberta para o diálogo, mas principalmente para investir no local”, disse.

O empresário Humberto Lopes, presidente do SINDICAPI, disse ter saído otimista da reunião. “Essa reunião foi muito positiva. Vimos interesses e decisões concretas que serão tomadas para a melhoria do local. Isso vai trazer muito investimento para o Polo e dará condições da gente retornar nossos trabalhos no local”, afirmou.

A reunião contou ainda com a presença do superintendente da SDU Sul, Paulo Lopes, do vereador Aluísio Sampaio e do deputado Júlio Arcoverde.

Polo Empresarial Sul recebe asfalto e iluminação pública ainda este ano, diz prefeito

Durante visita ao Polo Empresarial Sul, realizada na manhã desta sexta-feira (25), dia da indústria, o prefeito de Teresina, Firmino Filho, afirmou que vai realizar investimentos em iluminação e asfaltamento na região.

O prefeito e o secretário municipal de desenvolvimento econômico e turismo (Semdec), Venâncio Cardoso, acompanhados do senador Ciro Nogueira (Progressistas), estiveram visitando a Ceralista & Indstrial Vale do Parnaíba Ltda. (Cevap) e conversando com empresários sobre questões relacionadas a melhorias no Polo Sul.

Firmino Filho explicou que com a crise houve uma queda bruta de receita e a Prefeitura passou a fazer ajustes na despesas, mas que em 2018, o poder municipal passará a investir em questões pontuais para a melhoria da região.

“Eu nunca passei por uma crise tão grande, foi por causa dessa queda bruta de receita que, ainda ano passado, fizemos um processo de ajuste e esse processo foi na questão da redução de despesa, revisão de contrato, redução de cargos comissionados e pouco a pouco a Prefeitura se ajustou a esse fundo do poço que a crise nos colocou.. Nesse processo, nós postergamos vários investimentos. Mas agora estamos ajustados e neste ano de 2018 nós retomamos nossa normalidade e um dos investimentos previstos para ainda este ano, inclui a questão do asfalto, assim como também a questão da iluminação pública”, disse o prefeito.

Para Venâncio Cardoso, secretário da Semdec, a visita além de comemorar o dia da indústria, tinha como objetivo ouvir as demandas dos empresários estabelecidos no local e melhorar o diálogo com a Prefeitura.

“O Prefeito Firmino Filho já falou nos investimentos básicos previstos para 2018, mas queremos fazer mais pela indústria em Teresina. Nós temos o objetivo de torná-la mais atraente para a chegada de novas empresas, colocando em prática projetos e outros tipos de incentivo”, disse Venâncio.

Atualmente Teresina é a cidade que detém maior tecido industrial do Piauí, com cerca de 80% empresas instaladas. De acordo com dados de uma pesquisa realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a cidade apresenta grande diversidade no número de indústrias instaladas. São 1.464 indústrias com 19.327 pessoas ocupadas neste setor, rendendo uma massa salarial de R$ 282.501 milhões.

Grupo de trabalho é montado para fortalecer setor industrial de Teresina

Representantes da Prefeitura de Teresina e do Governo do Estado, juntamente com empresários do Polo Industrial Sul, criaram um grupo de trabalho para acompanhamento das demandas de infraestrutura reivindicadas para o local. A reunião proposta pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico (Semdec) aconteceu nesta quinta-feira, dia 9, e participaram representantes da SDU Sul, Secretaria de Desenvolvimento Econômico do Estado e o presidente da Eletrobras, Arquelau Siqueira Amorim.

Empresarios, representantes da Eletrobras e da prefeitura de Teresina durante reunião no Polo Empresarial Sul

Empresarios, representantes da Eletrobras e da prefeitura de Teresina durante reunião no Polo Empresarial Sul

Da reunião, resultou ainda uma parceria entre Governo do Estado e a Prefeitura para acelerar estas intervenções estruturais tão importantes para o setor. O secretário de Desenvolvimento Econômico Aluísio Sampaio informou sobre o interesse da gestão municipal em viabilizar ações que contribuam para o fortalecimento do setor industrial de Teresina.

A ideia é articular junto aos demais órgãos a execução de projetos de melhoria da energia elétrica, abastecimento de água e calçamento. “Estamos comprometidos em colaborar com ações efetivas para contribuir com o setor industrial, responsável pela geração de emprego e renda da nossa cidade”, destacou.

O superintendente da SDU SUL, Paulo Lopes, garantiu realizar a limpeza das ruas, desobstrução de canaletas, sarjetas e realizar a terraplanagem, além da recuperação do revestimento primário de algumas ruas. “Vamos fazer a interlocução entre o setor industrial e o município como forma de assegurar essas intervenções”, afirmou.

Para o empresário George Rodrigues o momento é de unir esforços em defesa do setor industrial, proporcionando as condições básicas para o funcionamento integral das indústrias. “Temos um potencial reprimido. Podemos crescer, mas precisamos de melhores condições”, frisou.

“O encontro foi realizado para agilizar os processos. A partir de agora, vamos encaminhar, de maneira individual de cada área, os resultados obtidos e acompanhar passo a passo até o cumprimento de todos os projetos”, informou Aluísio Sampaio, secretário municipal de Desenvolvimento Econômico. “Essa é uma forma integrada e pensar a cidade e o Estado e é um dos passos que estamos dando para alavancar economicamente Teresina”, concluiu.

Polo Empresarial Sul receberá inspeção na distribuição de energia

Em audiência realizada na sede da Eletrobras Piauí, o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo (Semdec), Aluísio Sampaio, acompanhado do presidente da Associação Empresarial do Polo Sul (AEPS), George Rodrigues, solicitaram à companhia melhorias na distribuição de energia do Polo Empresarial Sul de Teresina.

Secretário solicitou melhoria no fornecimento de energia para o Polo

Secretário solicitou melhoria no fornecimento de energia para o Polo

Aluísio Sampaio explicou a necessidade de melhoria no fornecimento da energia na área, responsável pela geração de emprego e renda. “A energia elétrica é uma das maiores prioridades para quem empreende na capital. Precisamos do apoio da Eletrobrás, e enquanto secretário da Semdec quero fazer sempre essa ponte”, explicou o secretário.

O presidente da Eletrobrás Piauí, Arquelau Amorim, garantiu que uma equipe será destinada para a avaliar a qualidade da energia de cada empresa localizado no polo, para que seja possível iniciar um trabalho com propósito de melhorar a distribuição.