Acordo entre Prefeitura e Sebrae garante cursos de capacitação para o Empreende Bairro

O prefeito de Teresina, Firmino Filho e o presidente do Conselho Deliberativo do Sebrae no Piauí, Freitas Neto, assinaram, na manhã desta segunda-feira (14), um Acordo de Cooperação Técnica entre Prefeitura e Sebrae. A iniciativa é por conta das capacitações que serão oferecidas pela entidade, em parceria com a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômica e Turismo (Semdec), na 2ª Edição do Projeto Empreende Bairro.

“Queremos justamente consolidar essa parceria do Sebrae e da Prefeitura, por meio da Semdec. Sabemos que em toda a cidade há iniciativas empreendedoras, pessoas que vão à luta e abrem o próprio negócio. A ideia é fazer juntamente com o Sebrae a identificação desses empreendimentos e buscar estratégias de apoio e incentivo a esses empreendedores, que passa pela questão da qualificação gerencial, qualificação técnica, inserção nos circuitos de comercialização e afins”, explica o prefeito de Teresina, Firmino Filho.

Para o secretário da Semdec, Venâncio Cardoso, a parceria fortalece ainda mais os laços amigáveis que Prefeitura e Sebrae desenvolveram por trabalharem em alguns projetos juntos. “Essa parceria que se estabeleceu hoje é uma articulação para que o Sebrae ofereça cursos de qualificação profissional em diversas áreas de produtos/serviços. E não é novidade, ainda mais com nossa secretaria que atua exatamente no setor ao qual o Sebrae é destinado. Essa nova parceria fortalece ainda mais nossos laços com a entidade”, destaca.

Segundo o presidente do Conselho Deliberativo do Sebrae no Piauí, Freitas Neto, o papel do Sebrae será no sentido de trabalhar o aperfeiçoamento dos que já são empreendedores. “Nossa papel é muito técnico. Vamos juntar o poder de capilaridade de Teresina, com a expertise do Sebrae, que é exatamente de preparar o nosso empreendedor. Aquele em potencial ou aquele que já trabalha com isso e que possa cada vez se aperfeiçoar mais, para tocar os pequenos e micro negócios. É isso exatamente que visa esse termo de cooperação”, disse.

O Empreende Bairro, que é idealizado pela Semdec, será realizado em parceria com a Rede Clube este ano. O termo de Cooperação Técnica entre Sebrae e Prefeitura de Teresina, tem por objeto principal instituir a articulação para que cursos sobre gestão financeira, marketing, gestão de pessoas, tecnologia e sustentabilidade, sejam ofertados durante o evento. O projeto busca: estimular a atividade empreendedora; incentivar a economia local; promover oficinas de capacitação; fortalecer a integração entre os setores público e privado; aproximar o empreendedor aos seus clientes em potencial; fomentar a sustentabilidade do negócio e do meio ambiente; além de proporcionar lazer e cultura a comunidade.

As inscrições para participar do projeto já estão abertas. Para se inscrever, os interessados podem acessar o site da Semdec (https://semdec.teresina.pi.gov.br/) ou procurar o link da bio do perfil da @semdec no Instagram. As inscrições encerram no dia 25 de outubro. Para participar, basta estar inscrito e estar no bairro Mocambinho durante as ações do evento, que ainda não tem data definida para início. Vale destacar que os interessados não precisam ser empreendedores formalizados, basta estar interessado em participar das atividades promovidas pelo Projeto.

Clique aqui e se inscreva no Empreende Bairro

RedeSim e Teresina: repasse de dados para facilitar abertura de empresas está em fase final

Em ação conjunta, a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo (Semdec), a de Planejamento (Semplan) e Finanças (Semf), segue em processo de finalização da participação da Prefeitura de Teresina na Rede Nacional para Simplificação de Registro e da legalização de Empresas e Negócios (RedeSim), que será implantado no Piauí pela Junta Comercial.

 RedeSim e Teresina: repasse de dados para facilitar abertura de empresas está em fase final


RedeSim e Teresina: repasse de dados para facilitar abertura de empresas está em fase final

A RedeSim é um projeto nacional que visa desburocratizar e formalizar empresas de maneira ágil por meio online. No que se refere ao município de Teresina, segundo o secretário de Desenvolvimento Econômico, Aluísio Sampaio, a contribuição da cidade ao projeto encontra-se na parte normativa já em fase de conclusão. O gestor lembra ainda que o próximo passo será o redesenho das rotinas burocráticas, ou seja, rever os caminhos pelos quais os empreendedores irão percorrer a fim de legalizar seu empreendimento. O prazo para sua conclusão está previsto para o final de 2017.

“Os benefícios para os cidadãos da capital são variados, como o aumento na formalização de empresas, contribuindo para a geração de riqueza e trabalho, além da redução da burocracia”, afirma Aluísio Sampaio.

Parcerias

Outro ponto que irá impactar na abertura de novas empresas em Teresina, será a parceria entre o município e o Instituto Empreender Endeavor Brasil. Por meio dela, a Semdec, Semplan e a Semf irão melhorar o Ambiente de Negócio da cidade como um todo.

Corso deverá aumentar público em 16% e gerar receita de R$ 60 milhões

A partir de um amplo planejamento para priorizar o Corso e o carnaval de blocos, a Prefeitura de Teresina deverá levar para a avenida pelo menos 350 mil foliões no sábado que antecede o carnaval, dia 18 de fevereiro, quando a cidade assistirá ao desfile de carros personalizados, arrastados por uma multidão que embeleza o maior Corso do mundo.

Em 2015 estiveram na passarela do Corso 250 mil foliões, com base em informações fornecidas pela Polícia Militar, e em 2016 esse número alcançou 300 mil, apresentando um crescimento de 16,7%, percentual projetado para este ano. Essas estatísticas estão sendo monitoradas pela Coordenação Especial de Turismo da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turismo (SEMDEC), que aplicou nos dois últimos anos pesquisas de opinião junto aos visitantes e teresinenses que estiveram na avenida da folia.

Corso de Teresina.

Corso de Teresina.

Segundo a pesquisa, o ano de 2016 apresentou crescimento favorável à realização do corso, em relação a 2015. Os números mostram que a participação de teresinenses na avenida aumentou, de um ano para o outro, 14,2%, saltando de 212.500 pessoas para 242.700. Em relação especificamente aos turistas que estiveram no Corso ano passado, a pesquisa apontou um crescimento de 52,8% em relação a 2015, evoluindo de 37.500 visitantes para 57.300, sendo que, em 2015, 40% chegaram exclusivamente para o Corso e, em 2016, esse número cresceu para 74,1%, demonstrando que o evento tem um forte poder de captação de fluxo.

Os turistas que se hospedaram em casas de parentes e de amigos apresentaram um crescimento de 77% para 88,7%, em relação aos dois últimos anos, enquanto os que se hospedaram em hotéis reduziram 23% para 11,3%. Fator relevante foi verificado na permanência média do turista que esteve em Teresina no período do Corso, que evoluiu de 1,5 dia por pessoa para 5,6 dias por pessoa.

O gasto médio do folião em função do Corso de 2016, entre teresinenses e visitantes, ficou em R$ 166,59, o que gerou uma receita equivalente a R$ 50 milhões. Para este ano de 2017 a receita em função do corso deverá se aproximar de R$ 60 milhões, contribuindo para movimentação da economia e alavancar as empresas e prestadores de serviços que compõem a Cadeia Produtiva do Turismo.

A avaliação do corso foi bastante positiva para 83% dos que estiveram na avenida em 2015, saltando para 92% entre os que participaram da versão de 2016. Para o secretário Aluísio Sampaio, as expectativas são grandes para este ano. “A Semdec estará presente no Corso com a realização de nova pesquisa de opinião, para medirmos a evolução do fluxo, da receita e do perfil dos visitantes”, disse o secretário, acrescentando que todo o material promocional gerado pela Prefeitura de Teresina também será distribuído nos meios de hospedagem e por meio dos postos de informações que a SEMDEC mantém em cinco pontos da capital.

Cerca de meio milhão de turistas passaram por Teresina em 2016

O ano de 2016 foi bastante promissor para a atividade turística de Teresina. Dados da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo (Semdec) mostram um crescimento de 28,9% no número de visitantes à capital piauiense no ano de 2016 em comparação ao mesmo período de 2015. Exatos 493.788 visitantes estiveram na cidade no ano passado. Esse comportamento ocorreu em função das iniciativas da Semdec junto aos mercados emissores, por meio de participação em eventos e contatos com Operadoras de Turismo que comercializam o Nordeste em seus pacotes.

Igreja São Benedito, Centro de Teresina. (Foto:Eneas Barros/Semdec)

Igreja São Benedito, Centro de Teresina. (Foto:Eneas Barros/Semdec)

Os números foram extraídos pela equipe técnica de Turismo da Secretaria com base em pesquisas de demanda, realizadas pela Fundação CEPRO, em parceria com a Prefeitura de Teresina, indicando que, daquele total, 24,4% são originados no interior do Estado, equivalente a 120.484 pessoas, enquanto 14,8% são procedentes de São Paulo, ou 73.081 pessoas, seguidos dos visitantes cearenses, com 12,1% (59.748 pessoas), e 8,0% provenientes do Distrito Federal, ou 39.503 pessoas. Em relação ao fluxo estrangeiro, 30% chegaram provenientes do Paraguai, 26,5% da Argentina e 10% do Canadá e Suécia.

“Os números são extremamente positivos. Se comparados com o contexto nacional, mostram que ainda podemos avançar muito, mas comprovam que soubemos aproveitar os eventos, explorando cada vez mais nosso turismo de negócios”, afirmou o secretário de Desenvolvimento Econômico, Aluísio Sampaio.

Do total de 493.788 visitantes, em 2016, a pesquisa indicou que 40,8% se hospedaram em hotel, o equivalente a 201.466 hóspedes no ano, e 51,8% chegaram a Teresina em voo regular (54,6%). Turistas com ensino superior representam quase a metade dos visitantes, com 41,1%, ou 202.947 pessoas, seguidos dos que possuem o ensino médio (30,0%).

A maioria dos visitantes de Teresina (67,9%) viajam desacompanhados, demonstrando a propensão da cidade para o turismo de negócios, enquanto 23,5% viajam com a família, permanecendo em média 7,8 dias e um gasto per capita equivalente a R$ 670,00 durante o período de permanência na cidade.

Do total de visitantes que se hospedaram em hotéis, 320.962 chegaram para tratar de negócios (40,4%), 61.723 vieram tratar da saúde (12,5%) e 29.627 chegaram a Teresina para participar de eventos (6%).

Com uma taxa de ocupação hoteleira situada em torno de 60%, estima-se que a Receita gerada pelo Turismo em 2016 fechou em R$ 330 milhões, calculada com base na relação entre o fluxo turístico (493.788 visitantes), a permanência média (7,8 dias/pessoa) e o gasto média per capita/dia (R$ 85,64).

SEMDEC participa da 2ª edição do prêmio Banco do Nordeste

A Prefeitura de Teresina, por meio, da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turismo, participou da cerimônia de entrega da 2ª edição do prêmio Banco do Nordeste da Micro e Pequena Empresa, na noite desta quinta-feira (16), no Luxor Piauí Hotel.

Pão e Companhia, Vam Motos e Instituto Barros de Ensino foram às empresas que ganharam os troféus nos setores de Indústria, Comércio e Serviços, respectivamente. Essas empresas piauienses se destacaram por meio de iniciativas inovadoras e melhoria da competitividade nesses setores. “Esse prêmio estimula a promoção das pequenas e micro empresas, que são uma porta de entrada do empreendedorismo buscando uma sociedade mais justa”, observa Fábio Nery, secretario da SEMDEC.

O Prêmio tem finalidade de contribuir para ampliar a cobertura do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE) a MPEs e estimular as empresas a buscarem crescimento e desenvolvimento no âmbito do desempenho econômico-financeiro, da qualidade da gestão ou de iniciativas inovadoras.

As empresas foram selecionadas em um universo de mais de 65 mil clientes que contrataram operações de financiamento, com recursos do FNE, de acordo com os seguintes critérios: inovações empregadas no negócio, competitividade, adoção de práticas que visam à redução do impacto ambiental, número de empregos gerados, além de evolução das receitas após o financiamento.

As informações quantitativas e qualitativas, no Estado, foram analisadas por uma comissão julgadora composta por representantes da Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas do Piauí, Câmara de Dirigentes Lojistas de Teresina, Federação das Indústrias do Piauí, Associação Comercial do Piauí, bem como Sebrae-PI.

Resultado da seleção do Programa Minha Primeira Empresa sai nesta segunda-feira (20)

A Associação de Jovens Empreendedores do Piauí e o Instituto de Estudos Empresariais vão divulgar nesta segunda-feira (20) o resultado do programa Minha Primeira Empresa. O resultado será divulgado nos respectivos sites, http://www.ajepiaui.com.br/, http://www.iemp.com.br/site/ .

Dos 500 jovens inscritos no programa, apenas 100 foram selecionados para participar dos cursos de iniciação ao empreendedorismo, gestão da primeira empresa e plano de negócios, criação da empresa e a obtenção de crédito.

O programa é uma parceria da AJE, do IEMP e, da Prefeitura de Teresina, por meio, da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo de Teresina.

“O projeto tem uma proposta moderna e atual, aliando crédito com qualificação e acompanhamento com o objetivo de capacitar empreendedores e aumentar suas oportunidades de negócios de forma sustentável, tornando possível e viável a formalização da primeira empresa”, destaca o secretário da SEMDEC, Fábio Nery.

O programa Minha Primeira Empresa foi criado em 2011, idealizado pela Associação de Jovens Empreendedores e Empresários de Goiás (AJE Goiás). Esse projeto é destinado a graduandos de cursos ligados à gestão empresarial, pessoas que tenham projetos para empreender, empresários não formalizados e membros da comunidade que busquem sua primeira empresa.

 

Indústria sustentável será implantada em Teresina

Investidores de São Paulo estiveram reunidos com o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo, Fábio Nery, nesta sexta-feira (10), com o objetivo de implantar uma indústria sustentável, no ramo da construção civil, na capital.

Atualmente, existem 22 indústrias instaladas no Polo Empresarial Sul de Teresina e a Prefeitura de Teresina por meio da SEMDEC fomenta obter mais, gerando emprego e renda para a população.

A proposta da PRO ALUMI é dar sustentabilidade e deixar 30% da rentabilidade líquida em Teresina. “Nosso objetivo é comercializar insumos para construção civil, além da parte social, procurando empregar e recuperar cidadãos”, disse o empresário Alex Ultramar.

A SEMDEC espera realizar projetos que possam inserir jovens e adultos no mercado de trabalho seguindo um dos objetivos do milênio sugeridos pela ONU, que é promover o crescimento econômico sustentado, inclusivo e sustentável, emprego pleno e produtivo e trabalho decente para todos.

“Através desses objetivos da ONU estamos desenvolvendo trabalhos sustentáveis e sociais, buscando incluir pessoas com situação de risco, ofertando trabalho e recuperando cidadãos”, completa o secretário.

 

Centro Sul de Teresina ganha novo hotel

A região central da cidade de Teresina, ganhou nesta segunda-feira, 7, o Portofino Hotel. Com 22 apartamentos, localizado a uma quadra da Frei Serafim, o empreendimento é mais um no ramo hoteleiro que se instala na cidade através da lei municipal nº 2.528, que trata de Incentivos e Benefícios Fiscais.

Semelhante a um hotel de charme, excelente qualidade de material e equipamentos, com WiFi gratuito, quartos modernos e arejados e oferece café da manhã incluso na diária, com dois pavimentos construídos.

Fica na Rua Monsenhor Gil, por detrás do Carvalho da Frei Serafim. Foi inaugurado ontem, dia 6 de junho, e empresário possui também o Portofino Flat, na avenida Coelho de Resende.

FOTOS:

potofino 1 potofino 2 potofino 3 potofino 6 potofino 7 potofino 8 potofino 9 potofino 10

Hotel Velit é inaugurado na zona Leste de Teresina

O secretário da SEMDEC, Fabio Nery e sua equipe técnica do turismo, visitaram o mais novo empreendimento do ramo da hotelaria na capital, o Velit Hotel, na última quinta-feira, 02.

Com 69 apartamentos, o Velit é mais uma opção para os turistas que vem a Teresina para negócios.

O hotel possui um auditório com 80 lugares, e está localizado no bairro Recanto das Palmeiras, na zona Leste da capital.

FOTOS: 

velit 1 velit 2 velit 3 velit 4 velit 5

Teresina atrai novo investimento na área da hotelaria

Aproveitando os benefícios da lei de incentivos fiscais concedidos pela Prefeitura de Teresina, a rede de HOTÉIS Luzeiros escolheu a capital piauiense para a implantação de mais um empreendimento no Nordeste. A análise de investimento previsto é de R$ 50 milhões.

A expectativa é que a construção do novo HOTEL possa gerar 95 empregos diretos na cidade. Na semana passada, representantes do grupo estiveram reunidos com o prefeito Firmino Filho e com o secretário de Desenvolvimento Econômico, Fábio Nery, para falar do projeto.

13235956_1037817059617783_599609689_n

A rede de HOTÉIS Luzeiros tem unidades em Fortaleza, São Luis e está concluindo outra em Recife. Em Teresina, o hotel será construído na zona centro/sul da cidade. “Nossas leis de incentivos fiscais visam o melhor, tanto para o empresariado quanto para nossa população, que tem mão de obra bastante qualificada”, ressalta o prefeito Firmino Filho.

O secretário Fábio Nery observa que Teresina está cada vez mais preparada para receber novos empreendimentos. No encontro com os empresários, ele expôs em detalhes a lei municipal nº 2.528, que trata de Incentivos e Benefícios Fiscais.

Um dos representantes do HOTEL LUZEIROS, Dagoberto Silva, informa que o grupo está trabalhando para crescer este ano. “Hoje somos um diferencial no mercado. A cidade de Teresina me surpreendeu muito, principalmente com a alta possibilidade de negócios que encontramos por aqui”, disse.