Atividades do Projeto Empreende Bairro iniciam na segunda-feira (02)

Com quase 300 pessoas inscritas, a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo (Semdec), em parceria com a Rede Clube, iniciará, nesta segunda-feira (02), as atividades da 2ª edição do Projeto Empreende Bairro com a palestra “Atendendo e aumentando as vendas”, a partir das 18h. Este ano o bairro Promorar, zona sul de Teresina, será a sede desta iniciativa que, ao final, promoverá uma grande exposição de serviços e produtos, com a Feira Empreende.

Com o objetivo de criar uma atmosfera de capacitação de empreendedores locais e assim gerar emprego e renda, o cronograma do projeto contempla três minicursos que farão a base de formação profissional dos inscritos, sendo eles: Gestão de Marketing, Gestão Financeira e Gestão de Pessoas. Além disso, serão oferecidas várias oficinas na área de tecnologia, sustentabilidade e inovação. Tanto o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae no Piauí) quanto o  Conselho Regional de Administração do Piauí (CRA-PI) são parceiros na iniciativa.

Para o gestor da Semdec, Venâncio Cardoso, o número expressivo de inscrições representa o acolhimento da população com relação ao projeto e a importância do projeto para o desenvolvimento econômico local. “Este ano o número de inscrições quase quadruplicou, ou seja, as pessoas estão reconhecendo a importância deste projeto para o empreendedorismo de Teresina. A Semdec está empolgada com o início das atividades e com os frutos que esta ação dará, em um futuro próximo, para a economia local”, comentou.

A palestra de abertura e todas as outras atividades do projeto serão ministradas no Senac – Unidade Audir Lages, Parque Piauí. Ao término dos minicursos, a ação se encerrará com a Feira Empreende, que está prevista para acontecer no dia 28 de março e que tem como objetivo unir todos os empreendedores do bairro para expor seus produtos e serviços, misturando a ação com apresentações culturais.

Procon Teresina finaliza projeto piloto sobre consumo consciente em feira escolar

Encerrando as atividades do projeto piloto “Educação para o Consumo Consciente”, o Procon Teresina participou na tarde de quarta-feira (18) da feira de conhecimentos anual da Escola Municipal Murilo Braga, zona norte da capital. Com propostas de interatividade e explicações básicas sobre os direitos e deveres do consumidor, os alunos no 4º ano do ensino fundamental, turma beneficiada pelo projeto, mostraram na prática os resultados de tudo o que aprenderam durante os dois meses de aulas concedidas pelo órgão.

Atividades como simulação de compras em supermercados, explicações sobre o Código de Defesa do Consumidor e jogos de perguntas e respostas foram algumas das estratégias utilizadas pelo órgão para trazer a realidade das relações de consumo para dentro da escola.

Segundo a Coordenadora Geral do Procon Teresina, Nara Cronemberger, a feira de conhecimentos foi a oportunidade ideal para que os resultados do projeto piloto fossem apresentados ao público. “Estamos muito satisfeitos com os resultados, eles absorveram com excelência os assuntos que pontuamos nas aulas. Desde o princípio eles sempre foram bastante atenciosos e curiosos, o que é importante, então finalizar esse projeto na feira de conhecimentos da escola é prestar conta dos esforços dos alunos nesse período de aprendizado e aproximar cada vez mais a população deste mecanismo que foi criado para proteger e defender o consumidor”, comenta.

De acordo com o gestor da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo (Semdec), Venâncio Cardoso, pasta a qual o órgão é vinculado, é gratificante ver os resultados positivos gerados pelo Procon Teresina em tão pouco tempo. “Fico muito feliz em ver que as crianças que participaram do projeto entenderam muito bem qual a função do Procon e quais são os direitos e deveres do consumidor. Com isso, acreditamos que não só essas crianças, mas como os pais delas também recebem esse conhecimento de forma indireta, sendo esse um dos objetivos do órgão, que é resolver demandas e promover conhecimento”, explica.

A pequena Evelyn tem apenas 10 anos e foi uma das crianças que participou das aulas do projeto. Bastante comunicativa, ela conta o que aprendeu com as aulas. “Eu aprendi a diferenciar produto e serviço, sei o que é o Código de Defesa do Consumidor e aprendi que qualquer reclamação eu vou ao Procon. Foi muito bom tudo o que os tios ensinaram, eu adorei”, falou entusiasmada.

O projeto piloto é uma parceria entre Semdec, Semec e a Faculdade Facid Wyden, que disponibilizou sete alunos acadêmicos do curso de Direito para ministrar as aulas. As aulas contaram com o auxílio da cartilha “ABC do Consumidor Mirim” e com visitas a estabelecimentos empresariais, a fim de que os alunos identificassem na prática os assuntos abordados na teoria.

Procon Teresina lança projeto sobre consumo consciente em escola nesta quinta (17)

O Programa de Proteção e Defesa do Consumidor de Teresina (Procon) dará início, nesta quinta-feira (17), às primeiras atividades do projeto piloto “Educação Para o Consumo Consciente”, lançado no fim de agosto. Inicialmente, 34 alunos do 4º ano do ensino fundamental da Escola Municipal Murilo Braga, localizada no bairro Marquês, receberão aulas teóricas e práticas, que visam conscientizar sobre os direitos e deveres referentes ao consumo.

De acordo com a coordenadora geral do Procon Teresina, Nara Cronemberger, o projeto piloto, que vai vigorar por período de tempo de dois meses, possui um objetivo maior. “Dependendo do resultado desse projeto piloto, a ideia é expandi-lo por toda a rede escolar do município, ou seja, objetivamos incluir essas noções de direito do consumidor mirim na grade curricular de todas as escolas para que, assim, eles cresçam com a noção de racionalidade do consumo e possam se tornar cidadãos plenos de seus direitos e deveres”, analisou.

Para o gestor da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo (Semdec), Venâncio Cardoso, órgão ao qual o Procon Teresina é vinculado, o projeto piloto reflete os anseios do órgão em trabalhar não só com denúncias e suas resoluções, mas também com a educação do consumidor. “Lançamos este projeto no mês do aniversário de Teresina por que o Procon Teresina foi idealizado para ser também propagador das boas práticas do consumo. Educar nossas crianças e jovens na linha de um consumo saudável é essencial para eles cresçam conscientes e bem orientados”, analisou.

Segundo o gestor da Secretaria Municipal de Educação (Semec), Kleber Montezuma, o projeto piloto encabeçado pelo Procon Teresina veio para somar com outros projetos da secretaria. “Essa é uma escola de tempo integral e a iniciativa soma com o planejamento de formação completa que estamos desenvolvendo, com cidadãos mais preparados para o consumo, para as questões econômicas e dinâmicas sociais. A ideia é poder levar esse aprendizado para mais escolas”, pontuou.

O projeto piloto é uma parceria entre Semdec, Semec e a Faculdade Facid Wyden, que disponibilizou sete alunos acadêmicos do curso de Direito para ministrar as aulas. O treinamento dos discentes teve início no mês de setembro. É importante ressaltar que as aulas ministradas contarão com o auxílio da cartilha “ABC do Consumidor Mirim” e com visitas a estabelecimentos empresariais, a fim de que eles identifiquem na prática os assuntos abordados na teoria.

Procon Teresina lança projeto com foco na educação do consumidor mirim

O Programa de Proteção e Defesa do Consumidor de Teresina (Procon) lançou na manhã desta terça-feira (20) dois importantes projetos, o “Guia Prático do Consumidor Informado” e o Projeto “Educação Para o Consumo Consciente”. O objetivo é promover uma educação que visa o consumo racional e consciente por meio de cartilhas informativas e projetos práticos.

O prefeito de Teresina, Firmino Filho, destacou o trabalho interdisciplinar que pode ser desenvolvido e o impacto da educação para o consumo no equilíbrio financeiro das futuras gerações.

“É um trabalho muito rico e que dá para ser bastante explorado em diversas áreas, como a matemática, o português e tantas outras, por que é uma questão que tem a ver com a qualidade de vida das pessoas e das famílias de um modo geral. O consumo consciente e racional é cada vez mais um desafio para todos nós”, disse.

Já o gestor da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo (Semdec), Venâncio Cardoso, órgão ao qual o Procon Teresina é vinculado, destacou a importância do lançamento das cartilhas e do projeto piloto de educação nas escolas.

“O Procon Teresina trabalha com três vertentes. A da conciliação, da fiscalização e principalmente da educação. Tanto o guia prático, quanto o projeto de educação do consumo nas escolas, servirá para que as pessoas, sejam elas crianças ou adultos, tomem conhecimento dos seus direitos e deveres enquanto consumidores, por que eu acredito que só assim é possível implantar essa cultura do consumo mais saudável dentro da sociedade”, explicou.

O Projeto “Educação para o consumo consciente” inicialmente trabalhará com 60 alunos da Rede Municipal de Ensino que estejam na faixa etária entre 6 e 12 anos. Serão ministradas aulas teóricas, que contarão com o auxílio da cartilha “ABC do Consumidor Mirim”, e práticas, por meio de visitações a centros comerciais. Já o “Guia Prático do Consumidor Informado”, que tem os adultos como público alvo, possui 14 páginas e aborda de forma leve e didática alguns pontos do Código de Defesa do Consumidor e de que forma ele está presente no cotidiano.

Estudo revela que empreendedoras do Promorar querem qualificação

Quase 70% dos negócios do setor de moda e beleza do bairro Promorar, na zona sul de Teresina, são comandados por mulheres que desejam fazer curso de capacitação em sua área de atuação e quererem aprender administrar melhor seu próprio negócio. É o que aponta uma pesquisa realizada pela Prefeitura de Teresina, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turismo (Semdec).

A pesquisa que faz parte da segunda etapa do projeto Empreende Bairro, ainda revela que 29,9% desses negócios são comandados por mulheres jovens entre 26 e 35 anos. Além disso, do número total de entrevistados, 43,3% possuem formação educacional até o ensino médio. O relatório ressalta que essas mulheres parecem querer investir mais na sua própria capacitação profissional, almejando cursos da área de beleza ou administração para melhorar a gestão do próprio negócio.

Outro dado importante apontado pelo estudo é que 53,7% dos entrevistados possuem Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica (CNPJ), número considerado positivo pela Gerência de Micro e Pequenas Empresas da Semdec. Além disso, pelo menos 30% dos entrevistados pretendem fazer mudanças físicas em seus empreendimentos.

De acordo com o coordenador geral da pesquisa, Eneas Barros, o estudo pode detectar que metade dos entrevistados querem ter seu negócio formalizado, o que é considerado algo positivo para o município.

“É válido observar que metade dos empresários entrevistados pretendem se formalizar, e a Semdec pode ajudá-los a alcançar esse objetivo. Por outro lado, pelo menos 30% dos entrevistados pretendem fazer mudanças físicas em seus empreendimentos, o que será algo muito bom para ser trabalhado com os estudantes de arquitetura através das parcerias da SEMDEC com as faculdades”, disse.

O objetivo do estudo era captar informações sobre os empreendimentos do setor de moda e beleza inicialmente do bairro Promorar para, em seguida, oferecer consultoria personalizada e gratuita. A pesquisa faz parte do projeto piloto intitulado ‘Empreende Bairro’, que visa estimular o empreendedorismo social qualificado nas comunidades da capital e contou ainda com o apoio, por meio de emenda parlamentar, dos vereadores Teresinha Medeiros, Enzo Samuel e Gustavo Gaioso.

Próximo passo

Com a pesquisa concluída, o próximo passo, de acordo com o secretário da Semdec, Venâncio Cardoso, é apresentar os resultados para as faculdades parceiras, com a intenção de formular grupos específicos e enfim voltar aos bairros para oferecer a consultoria gratuita para cada empresário.

“Já estamos dialogando com algumas faculdades, apresentando o projeto e pedindo apoio para montarmos os grupos que seguirão fazendo o trabalho de consultoria. Quando tudo estiver estabelecido, os estudantes dessas faculdades irão ao bairro, com as informações da pesquisa, para oferecer a consultoria visando melhorar esses negócios. Por exemplo, vimos que muitos querem melhorar a parte física de seus negócios, então a equipe com estudantes de arquitetura entra fazendo a consultoria. Temos casos em que os empresários querem desenvolver melhor a parte de comunicação nas redes sociais, então entra em cena a equipe com estudantes de jornalismo ou marketing”, explica.

Histórias empreendedoras ganham espaço em novo projeto da Prefeitura

O “Comecei do Zero” é o mais novo projeto audiovisual da Prefeitura de Teresina, criado para fortalecer e incentivar o empreendedorismo nas comunidades, através de cases de sucesso de diferentes personagens que obtiveram êxito em seus negócios nos bairros da capital. O projeto é uma iniciativa da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turismo – SEMDEC, e será lançado nesta sexta-feira (18) na Semana Global do Empreendedorismo de Teresina, no auditório do SEBRAE-PI, às 18h.
A ideia do projeto é inspirar e gerar ideias nos futuros empreendedores que irão assistir, mostrando historias de sucesso pessoal e profissional nas mais adversas situações.“Quando pensamos em criar esse projeto, levamos em consideração as historias de gente como a gente, bem diferente dos programas que estão por aí, geralmente exibindo magnatas e grandes empresários. Portanto, tivemos esse cuidado de mostrar que o cidadão da periferia também empreende e dá resultados para o município, gerando um impacto social e econômico nas suas comunidades. Esse pequeno e médio empreendedor também precisa ser mostrado”, explicou o secretário da SEMDEC, Fábio Nery.
De acordo com o gestor, os vídeos estão diversificados em empreendedorismo social, cultural e empresarial, e abordam casos de pessoas que realmente começaram do zero e hoje contribuem para o desenvolvimento da cidade de Teresina, seja na geração de emprego ou proporcionando reconhecimento aos seus potenciais.
Formato do projeto
Os personagens darão seus depoimentos em um tempo máximo de três a quatro minutos, explanando suas dificuldades, desafios e métodos utilizados para supera-las. A exibição dos conteúdos será realizada via redes sociais, pelo canal do youtube.com/comeceidozero, fb.com/comeceidozero e no  instagram.com/comeceidozero.

Projeto Qualificatur está com matrículas abertas

O projeto Qualificatur está com matrículas abertas para os cursos de Recepcionista em Meios de Hospedagens e Qualidade no Atendimento ao Turista. Este projeto é uma parceria da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo e a Fundação Wall Ferraz.

O curso de Recepcionista em Meios de Hospedagens tem carga horária de 80h/aulas, três vezes na semana, segunda, quarta e sexta, e o curso de Qualidade no Atendimento ao Turista, 60 h/aulas, terça e quinta. As aulas iniciam dia 04 de julho, na SEMDEC, no horário de 18h30 às 21h30, e tem duração de dois meses.

Os interessados devem ter ensino médio e fundamental completo para se inscrever neste projeto, respectivamente, nos cursos de recepcionista e qualidade no atendimento.

A inscrição do projeto Qualificatur é gratuita, e para se matricular os interessados podem se dirigir a SEMDEC, localizada na Av. Campos Sales, 1292, centro, no período de 20 a 30 de junho, no horário de 8h às 13h, com cópia RG, CPF e comprovante de residência.

O Projeto propõe a profissionalização e desenvolvimento sustentável do meio turístico em Teresina. “O projeto contribui para o fortalecimento do turismo local, satisfazendo as necessidades dos turistas, além de promover benefícios culturais e econômicos para a comunidade”, destaca Fábio Nery, secretário SEMDEC.