83,1% dos casos que chegam ao Procon Teresina são resolvidos

O Procon Teresina, desde sua inauguração, registrou resolutividade em 83,1% dos casos que chegam ao local. A informação foi apresentada na manhã desta segunda-feira (16), durante solenidade para comemorar o primeiro ano de implantação do órgão. No total, foram realizadas 2.796 audiências de conciliação.

Ainda de acordo com os dados, o Procon recebeu 2.468 reclamações, sendo que 47,73% foram relacionadas a serviços essenciais, 22,26% relacionadas a assuntos financeiros, 15,06% sobre produtos e 12,56% relacionadas aos serviços privados. A Equatorial Piauí e a Águas de Teresina são as empresas que mais acumulam reclamações.

“Os números mostram a eficiência do Procon Teresina em resolver as demandas que chegam ao local. Mostram também que o órgão tem se tornado uma referência para os munícipes buscarem seus direitos, buscarem um local para reclamar quando se sentirem lesados, isso tudo com um ano de implantação. Acredito que são números muito positivos do trabalho”, afirmou Venâncio Cardoso, secretário municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo (Semdec), pasta na qual o Procon está vinculado.

Durante a solenidade, além de apresentar dados, a Coordenadora Geral do Procon Teresina, Nara Cronemberger, ainda falou das ações que o órgão deve impulsionar até o fim do ano, como começar a realizar fiscalizações; expandir o projeto do Procon nas Escolas; orientar o consumidor sobre o uso da plataforma pública (consumidor.gov.br) e abrir o Procon para parcerias com instituições de ensino superior.

“O Procon deve começar a realizar esse trabalho de fiscalização, mas a nossa intenção é educar, não punir. Nós queremos o desenvolvimento econômico da nossa cidade, para isso, precisamos dos empresários. Essa fiscalização é no sentido de popularizar as informações. Nós queremos tornar as relações de consumo mais saudáveis. Além disso, precisamos expandir o Projeto Procon nas Escolas, porque é importante dar educação consumerista desde cedo, entre outras questões que precisaremos trabalhar”, explicou a coordenadora.

O Procon Municipal de Teresina completou um ano no último domingo (15), data em que também é comemorada o Dia do Consumidor. A comemoração de aniversário aconteceu na sede do Procon, em uma solenidade especial na manhã desta segunda-feira.

Procon Teresina comemora um ano de inauguração com solenidade na próxima segunda (16)

O Procon Municipal de Teresina completa um ano neste domingo (15) e comemorará a data com uma solenidade especial na segunda-feira (16). Além da apresentação dos dados de atuação do Procon, a cerimônia contará também com a divulgação do Cadastro de Reclamações Fundamentadas, que contém o registro das empresas reclamadas e as reclamações acordadas e não acordadas pelos consumidores e fornecedores.

De acordo com a coordenadora geral do Procon Teresina, Nara Cronemberger, o evento terá uma programação variada.  “Além destas ações, vamos promover também o lançamento da segunda etapa do Procon nas Escolas/ABC do Consumidor Mirim, que foi um projeto piloto lançado no mês de agosto de 2019 que trabalhou com 60 alunos do Ensino Fundamental da Escola Municipal Murilo Braga. Teremos também uma palestra com Dr. Leandro Lages”, comentou.

Para o gestor da Semdec, Venâncio Cardoso, pasta a qual o órgão é vinculado, a solenidade será uma prestação de contas da atuação do Procon nesse primeiro ano de funcionamento. “Desde o início afirmamos que o Procon trabalha com três vertentes: fiscalização, conciliação e educação. Neste primeiro ano tivemos resultados muito satisfatórios e ficamos com uma excelente taxa de resolutividade das demandas, então, com a solenidade, a sociedade conhecerá tais números e também os resultados dos projetos de educação executados”, finalizou.

A ação está marcada para as 8h, no auditório do órgão, que fica localizado na Av. João XXIII, próximo ao balão do São Cristóvão. O Procon Teresina foi inaugurado no dia 15 de março de 2019, data em que se comemora o Dia Mundial do Consumidor, mas só iniciou suas atividades no dia 18 do mesmo mês.

Selo Dona Saló será entregue às empresas nesta quinta (25)

Nove empresas privadas de Teresina receberão nesta quinta-feira (25) o “Selo Dona Saló – Empresa Promotora de Igualdade de gênero” em uma solenidade, que acontecerá a partir das 19h, no Teatro João Paulo II. O Selo, que está na sua primeira edição, é uma iniciativa da Prefeitura de Teresina, por meio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo (Semdec) e da Secretaria Municipal de Políticas Públicas para Mulheres (SMPM) e visa certificar as empresas que de alguma forma promovam a igualdade de gênero no mercado de trabalho.

Neste primeiro ano, 31 empresas se inscreveram no projeto e passaram pelas três primeiras etapas que dispõe no regulamento, sendo elas: inscrições online, apresentação dos programas e ações que a empresa dispõe e seleção. Destas, apenas 16 continuaram na “disputa” e passaram pelas etapas de visitas institucionais e avaliação final, que escolheu nove empresas, entre as categorias pequeno, médio e grande porte, que cumprissem os cinco critérios de Responsabilidade Social: empregabilidade e liderança de Mulheres, igualdade salarial; saúde e qualidade de vida; educação e prevenção à violência.

É importante ressaltar que a parceria entre a Semdec e a Universidade Federal do Piauí (Ufpi), por meio do Grupo de Estudos em Sistema de Produção (GESP), dos alunos de Engenharia de Produção, permitiu que as visitas institucionais fosse objeto de pesquisa para os estudantes que trabalham com a temática, criando assim um elo entre o conhecimento acadêmico e o desenvolvimento da responsabilidade social nas empresas da cidade.

A SMPM realizou em 2018, um diagnóstico da violência contra a mulher em Teresina. O estudo revelou que mulheres com idade entre 15 e 49 anos apresentam melhores níveis educacionais comparativamente aos homens de mesma faixa etária, no entanto, as mulheres ainda ganham 15,5% a menos que os homens.

“O Selo e a participação das empresas também impacta a vida de toda a sociedade, pois estamos enfrentando inclusive a violência contra a mulher, fazendo com que essas mulheres se reconheçam como um potencial econômico e que estimulem a nossa cidade a se desenvolver cada vez mais. As nossas mulheres são uma potência de habilidades e capacidades e precisam ser encorajadas a assumirem esses espaços de poder e no mercado de trabalho”, revelou Macilane Gomes, secretária da SMPM.

Segundo o Secretário da Semdec, Venâncio Cardoso, ações como essas são de grande importância para que haja um estímulo ao envolvimento do Setor Privado no fomento às práticas que contribuam para a igualdade efetiva entre homens e mulheres nas várias dimensões sociais.

“O Selo Dona Saló veio como uma forma da gente promover o incentivo, a valorização e a visibilidade para as práticas de enfrentamento ao preconceito e discriminação contra as mulheres dentro do mercado de trabalho. Estamos muito felizes por essa primeira edição e a aceitação das empresas do município porque o nosso objetivo é conscientizar mais do que certificar”, declarou o Secretário.