Ser empresa sustentável é foco de discussão no último minicurso do Projeto Empreende Bairro

As várias perspectivas da tecnologia, aliada a sustentabilidade, é foco do último minicurso oferecido pelo Empreende Bairro. O curso intitulado ‘Tecnologia e Sustentabilidade’, que começa nesta terça-feira (19), a partir das 18h, será conduzido pela professora e consultora do Sebrae no Piauí, Mirna Escórcio, e tem como objetivo fazer com que os empreendedores ponham em prática o hábito de serem sustentáveis em seus negócios, desde o começo.

Temas como dimensão econômica, social e ambiental da sustentabilidade; boas práticas sustentáveis; melhoria da imagem e lucratividade da empresa a partir do “ser sustentável”; consumo consciente e redução de desperdícios, serão as bases do curso que acontecerá no Instituto Educacional São José, no bairro Mocambinho, zona norte. O minicurso encerra na sexta-feira (22).

De acordo com a consultora do Sebrae no Piauí, os alunos poderão esperar uma aula que una teoria e prática. “Sempre trabalho a contextualização para que os participantes possam transformar a teoria em prática de acordo com suas atividades e/ou setor. Então serão compartilhados conhecimentos na área cognitiva para que eles possam aplicar através da área atitudinal e desenvolver assim a sustentabilidade em suas empresas”, explica.

Ainda de acordo com Mirna Escórcio, a maior dificuldade ao trabalhar a sustentabilidade empresarial são as questões culturais já absorvidas pela grande maioria dos micro e pequenos empreendedores. “Geralmente eles não têm o hábito de trabalhar a sustentabilidade porque acham um tema muito distante da sua realidade, alguns acham que por serem ‘tão pequenos’ não precisam ou não têm como ‘investir’ em sustentabilidade. Nosso objetivo é justamente trabalhar neles a quebra desse padrão de pensamento, desse paradigma”, relata.

Para Thatyara Queiroz, empreendedora no ramo de acessórios, o curso veio como oportunidade a mais da sua empresa contribuir com o meio ambiente e ser sustentável. “Este é o tema do momento, talvez um dos cursos mais importantes. Quero muito poder mostrar aos meus clientes que eu e minha empresa nos preocupamos e contribuímos com a melhoria do nosso planeta. Eu já tento colocar a sustentabilidade em prática na minha empresa por meio das sacolas e dos papeis de personalização da entrega, mas espero poder aprender mais e tirar as minhas dúvidas com a professora”, finaliza.

O Projeto Empreende Bairro é uma realização da Prefeitura de Teresina, por meio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo (Semdec), em parceria com a Rede Clube, o Sebrae no Piauí e o Conselho Regional de Administração (CRA-PI).

Feira Empreende Bairro

Na última segunda-feira (18), os participantes do Empreende Bairro receberam uma aula de orientação para a feira de encerramento do projeto. A ‘Feira Empreende Bairro’, que ocorrerá na sexta-feira (22), das 17h às 23h, tem como objetivo unir empreendedores da região para expor seus produtos e serviços, misturando a ação com apresentações culturais, fechando o ciclo de capacitações do Projeto. A aula ministrada pela consultora de moda do Sebrae no Piauí, Gabriela Fortes, centralizou informações fundamentais para a boa exposição durante o evento.

Indústria sustentável será implantada em Teresina

Investidores de São Paulo estiveram reunidos com o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo, Fábio Nery, nesta sexta-feira (10), com o objetivo de implantar uma indústria sustentável, no ramo da construção civil, na capital.

Atualmente, existem 22 indústrias instaladas no Polo Empresarial Sul de Teresina e a Prefeitura de Teresina por meio da SEMDEC fomenta obter mais, gerando emprego e renda para a população.

A proposta da PRO ALUMI é dar sustentabilidade e deixar 30% da rentabilidade líquida em Teresina. “Nosso objetivo é comercializar insumos para construção civil, além da parte social, procurando empregar e recuperar cidadãos”, disse o empresário Alex Ultramar.

A SEMDEC espera realizar projetos que possam inserir jovens e adultos no mercado de trabalho seguindo um dos objetivos do milênio sugeridos pela ONU, que é promover o crescimento econômico sustentado, inclusivo e sustentável, emprego pleno e produtivo e trabalho decente para todos.

“Através desses objetivos da ONU estamos desenvolvendo trabalhos sustentáveis e sociais, buscando incluir pessoas com situação de risco, ofertando trabalho e recuperando cidadãos”, completa o secretário.